meu marido me induziu a traí-lo

Ola meu nome e Beatriz, sou uma mulher madura, casada, mesmo sendo madura tenho um corpo bonito, pernas grossas, quadril largo, uma bunda saliente, grande, adoro anal, chupo, , isso aprendi com meu marido, ele e muito bom, maduro também, adora sacanagem, só uma coisinha ele tem o pinto pequeno, uns 14 cm, já algum tempo vem tendo umas atitudes estranhas, já pequei ele vendo estes contos, vendo foto de homens pelados, e dotados, um dia eu perguntei se ele não se enjoava, ele respondeu que não, uma noite na cama, ele começou uma conversa que me deixou assustada, ele começou me chamando de vagabunda, puta, eu perguntei porque ela achava isso, ele respondeu mulher que gosta de dar o cu e chupar rola e puta, eu respondi mais só faço com você, ele disse e dai, sabe lá se tu não esta dando este cu para uma rola gigante, sendo arrombada, eu perguntei tu gostaria né que eu desse mesmo, te fizesse de corno, por isso fica vendo aquelas rolas na internet, e assim foi algumas noites, eu comecei ate ficar exitada, e pensar mesmo numa rola gigante e gozava gostoso, ele então dizia isso sua vagabunda goza gostoso nesta caçeta grande, que vai te arrombar todinha, e perguntava esta gostando eu dizia que sim, ate que um dia eu disse bom seria se fosse mesmo uma rola gigante, ele perguntou iria gostar, eu respondi quem sabe eu não tenho coragem.

Num final de semana ele me convidou para irmos a um churrasco numa chácara, disse ele ser de um amigo dele, e fomos Sábado a noite começava as 20 horas, coloquei uma roupa bem bonita, um vestido rodado, meio curto, com uma abertura lateral que chegava perto da minha calcinha, e mostrava bem a minhas coxas, bem maquiada, no caminho resolvemos dar uma parada num barzinho para tomar uma, para descontrair um pouco, eu não sou muito de beber não sou meio fraca, ele pediu uma cerveja e um conhaque duplo Domek, eu aproveitei e dei uma golada para descontrair, eu estava com uma imaginação fértil, pensando que ele estaria me levando para algo diferente, bebemos mais uma rodada e fomos, eu o calor já estava me subindo, chegamos na chácara, vi ele dar um convite.

Já na recepção fomos muito bem recebidos, o pessoal mandando a gente ficar a vontade, e o rapaz da recepção, nos deu dois convites que dava direito a uma bebida, musica, pista de dança, muito bem decorada, a festa começou, eu comecei perceber putaria, perguntei para o meu marido, não acredito que você me trouxe numa festa de bacanal, começamos a beber, ele disse quer ir embora vamos, eu respondi agora que estamos aqui vamos ficar, só não quero depois cobranças, estamos na chuva vamos nos molhar.

Estávamos sozinho na mesa, logo chegou um mulato, de meia idade, muito bem vestido e perguntou se ele poderia sentar, antes que meu marido respondesse eu respondi claro que pode, ele sentou pediu algumas bebidas, e ficamos conversando eu já estava meio alegrinha, o cara de nome Silvio, ele perguntou se eu dançava eu respondi que sim, ele então me levou para dançar, ai logo fiquei toda melada, ele me apertava esfregava o pau em mim e parecia ter uma rola grande, grossa, ele me convidou para irmos a um reservado , eu disse no momento não posso tenho que conversar com meu marido, e acabamos voltando para a mesa, em conversa com meu marido eu disse Amor o Silvio me convidou para eu ir com ela ate um reservado, posso, ele me respondeu eu também quero ir, o Silvio aceitou, eu e que fiquei um pouco constrangida, pensei vou foder na frente do meu marido, mais acabei indo.

Chegamos lá o Silvio foi me agarrando tirou meu vestido a calcinha eu dei para meu marido guardar e começamos a no chupar, nossa o cara tinha uma rola enorme, 22 cm, e cabeçuda, começou a meter na minha boceta que já estava toda melada, ele colocou uma camisinha e começou a meter nossa doeu um pouco eu não estava acostumada, mais depois me acostumei ai foi só alegria, eu gozei três vezes, ate o Silvio anunciar que iria gozar, gozou, meu marido ficou ali do lado, não acreditei o que ele fez, ele tirou a camisinha da rola do Silvio e começou a chupar a porra, e a rola do Silvio, nossa fiquei abobada, se arrumamos para sair, procurei minha calcinha meu marido disse fica sem mesmo, e voltamos para o salão, o Silvio foi no banheiro, eu então perguntei para meu marido, tu gosta de chupar rola, ele respondeu que sim eu perguntei, gosta de porra ele disse, sim, nisso apareceu um outro cara fomos dançar este mais atrevido meteu a mão na minha boceta ali no Salão mesmo, e viu que eu estava sem calcinha, tirou o pau para forma e meteu na minha pernas, logo senti a rola entrar, mais sai fora disse sem camisinha não, ele então disse vamos ali no reservado lá tem camisinha eu acabei indo sem avisar meu marido e ele me fodeu, só que este foi rapidinho nem o vestido tirei, gozou rapidinho, voltei para a pista, só que eu estava doida para levar um rola no cu, o Silvio voltou a mesa, e me chamou para ir no reservado, eu chamei meu marido, e perguntei para o Silvio se tinha lubrificante, lá na cabine tinha, fiquei de tipo frango assado ele meteu na minha boceta, ai eu pedi para ele mete esta rola no meu cu, ele foi tentando ate conseguir meter tudo lá dentro, nossa sofri doeu, mais eu estava alcoolizada aguentei tudo, o cara judiou do meu cu, quando foi gozar eu mandei ele tirar e mandei meu marido chupar, e disse esporra na boca dele o Silvio encheu a boca dele de porra que ele engoliu tudo, quando voltamos para o salão muita gente já havia ido embora, uma meninas, já peladas, bêbadas, fodendo no meio do salão, já passava das 3 horas a festa iria ate as 5 da manha, nessa horas as horas passam correndo, eu também já estava bêbada, fui para o salão uma das meninas começou a tirar minha roupa, me deixou pelada também, nossa nunca iria imaginar que eu teria coragem de fazer aquilo, a menina começou chupando a minha boceta, me beijou, e depois um cara com uma jeba enorme começou a penetrar na minha boceta e fez eu transar minha pernas na cintura dele, e outro cara veio e meteu no meu cu, esta foi de mais eu travada com duas rolas dentro e meu marido na mesa vendo tudo e batendo punheta, e acabei vendo ele chupar a rola do Silvio ali também na frente de todos o Silvio gozou na boca dele, os caras gozarão pequei meu vestido e fomos embora, nunca havia metido tanto assim, para falar a verdade eu adorei, depois meu marido me contou que a chácara fazia festa de casal e bacanal, ficamos de voltar novamente, eu agora quero, nossa que delicia foder com uma rola grossa, tanto no cu como na boceta, ainda não consegui deixar gozar na minha boca, nem meu marido faz isso mas estou tentando, uma hora vou conseguir, e vou tomar leitinho.

Olha espero que vocês tenha curtido, eu adorei.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,71 de 14 votos)
Loading...