Filha da minha vizinha é uma safada

Autor

Vivo numa cidade bem comum, no interior, Tenho 19 anos, E desde que eu tinha 12 anos, uma mulher se mudou para a casa do lado a minha, com duas filhas, Atualmente, a mais velha de 14 anos se chama Aline, e Bianca com 12.
Assim que se mudaram, por a mãe delas ser uma pessoa nova, minha mãe fez amizade com ela com bastante facilidade. E desde que me lembre , estou sempre em festas na casa delas, em jantares, e elas aq, por sermos crianças costumavamos brincar bastante, na rua e em casa, Mas com o tempo passando, mudamos muitos, falavamos de vez em quando, como amigos de infância e tudo mais, minha mãe e a mãe delas estavam sempre uma na casa da outra, porem as garotas não vinham mais aqui com frequencia. tudo mudou.
Como de costume eu tinha o contato das duas em redes sociais, e por um acaso em um desses jantares que nossas mães costumavam fazer eu acabei conversando muito com a mais velha. Acabou que recomeçamos a amizade antiga, não fiquei tão proximo da mais nova, mas ainda sim trocava umas ideias com a mesma.
nos reaproximamos bastante, por eu ser bem mais velho, tomava cuidado com oque falava, e aos poucos fui percebendo o quanto de besteira ela vivia falando, percebi que ela falava muito de mulheres… sobre peitos e bundas, como eram gostosas tais modelos e atrizes, e no fim descobri que a garota tinha virado lesbica, e ja tinha até ficante. E me sentia ate mais confortavel de falar sobre mulheres, putaria e tudo mais, e acabou que nosso chat vivia cheio de sacanagens , trocavamos fotos de ”mulheres gostosas” , no fim ficamos muito amigos e proximos.
Em uma noite a sacanagem foi muito alem, estavamos falando de sexo, e ela como inexperiente queria saber sobre como eu fazia com as garotas, apesar de não ser tao experiente assim, eu ja havia feito sexo algumas vezes, e entrei na onda dela, falamos muita sacanagem. e em uma dessas, ela me mandou uma foto de uma garota com a bunda bem empinada mesmo, com uma legging preta, e uma calcinha branca bem enfiada no rabo, e como ela estava quase de 4, a legging que estava muito apertada, deixou muito visivel. Na hora eu ja falei:
– Nossa!!! quem é essa gostosinha?!, passaria noites comendo esse rabo. – não fazia nem ideia de quem era.
– Sou eu , hahahahahaha – fiquei surpreendido, nao fazia ideia de que era ela, e nem de que ela estava tao delicinha, ate porq nos falavamos mais por msgs mesmos. Mas não dei pra tras, fui mergulhando nessa putaria.
– Nossa em, como vc esta gostosa, não reparei quando vi você, Mas na proxima vou olhar com cuidado!
– A vou por uma roupa bem justa para que você possa dar sua reparar melhor.
– Vou gostar muito, e a melhor parte, é que vou olhar a vontade, quem sabe até não toco? – E assim começou nossa brincadeira diaria, insinuações um para o outro de coisas que poderiamos fazer um com o outro. E Isso foi esquentando muito com o tempo, passamos a fazer video chamadas, pelo skype, com ela apenas de camisolas, ou shortinhos muito curtos, e ainda falava que não estava de calcinha, blusinhas justas que davam pra ver o biquinho do peito marcar… e era assim diariamente, nas redes sociais, não nos viamos muito pessoalmente, pois eu trabalha e ela estudava , e so estavamos em casa a noite, onde a mãe dela não a deixava sair.
E finalmente as coisas avançaram, em um dos jantares que nossas mais fizeram aqui em casa, Aline compareceu. Após o jantar, demos um fugidinha para meu quarto, enquanto nossas mães conversavam na varanda , e elas sempre faziam isso, conversavam por horas.
Chegando aqui, incialmente falando coisas comuns, decidir tomar atitude, apesar de ela ser muito mais nova que eu, realmente ela era muito gostosa e o melhor, Safada!
Ela usava um shortinho curtinho de pano, que ficava bem justinho dela, que era cobrido por uma camisa bem larga que ia até metade da coxa. Estava sentada na minha cama de pernas cruzadas, e então me joguei ao lado dela e falei:
– Não ta dando pra mim te analisar direito assim, com essa camisa, levanta ela pra que eu possa dar uma olhada nessa bunda.
– Seu tarado – Disse seguida da uma risadinha, mas ja levantando da cama e ficou literalmente em minha frente , cmg sentado na ponta da cama, e bem devagar foi levantando a blusa e empinando a bunda, em direção a minha cara…
– Nossa.. como vc é gostosa! – Sentia meu pau ficar duro, queria muito tocar… E então ela deu uma rebolada bem devagar olhando para tras com cara de safada;
– Gostou? – Na hora eu passei a mão de cima pra baixo, fazendo meus dedos entrarem por baixo do shorts e então o entalei o maximo que podia e com os dedões abri sua bunda e em seguida a puxei para sentar no meu colo.
– Aproveitador, quem disse que eu deixei vc fazer isso?
– Esta nessa tua cara de safada que tu quer – Puis minhas 2 mão por dentro da sua camisa e agarrei aqueles peitos, enquanto ela me olhava dava leves gemidinhos e rebolava no meu pau, ficamos assim uns 2 minutos. e pra não perder muito tempo ja levantei e travei a porta. tirei minha bermuda e fiquei so de cueca, sentei novamente na cama , como minha cueca era um pouco larga, puxei meu pau por de baixo da cueca para nao ficar sem caso alguem interferisse, puxeu aline pra minha frente,e tirei o shortinhos dela bem devagar. e comecei a apartar e abrir aquela bunda.
– Agora vai ter que me dar , sua safada. – dizia no ouvido dela, e ela não falava nada, estava com uma respiração e só obedecia, então eu puis a calcinha para o lado e ela segurou e a puxei para sentar no meu pau, comecei a pincelar na bucetinha dela que ja tava molhadinha, e aos poucos, com dificuldade, comecei a empurrar a cabecinha, ela segurava o gemido.. era muito apertadinha.
– acho melhor deixarmos pra outro dia que tivermos mais tempo, se a mãe chegar, fudeu! – ela falava se levantando.
– Infelizmente tenho que concordar, mas você não vai me deixar nessa vontade não! – agarrei e seu cabelo, e mandei ela se ajoelhar entre minhas pernas.
– Pelo menos um leitinho você vai tomar antes de ir para casa!
– Seu cachorro, seja rapido então e mela minha boquinha com a tua porra – Agarrou bem na base do meu pau, cuspiu na cabeçinha, punhetou um pouco e caiu de boca com vontade, Que delicia de mamada!!, parecia que ja tinha mamado pra varios. Sugava a cabeça, engolia quase tudo, se babava toda, escorria pelo pescoço da cadela. Depois de uns minutos anunciei que ia gozar , e ela começou a punhetar com vontade, bem rapido e falando:
– Gozar vai.. enche minha boquinha com seu leite.
Me levantei da cama , segurei sua cabeça , e esporrei com tanta vontade naquela boca… Uma das melhores gozadas que ja dei… E ela tomou tudooo, lambeu meu pau inteiro depois , até meu saco.. Nos vestimos, ela foi ao banheiro… e na volta ainda parece que tinhamos tempos, ficamos apenas nos amassos, nos beijamos bastante… Aproveitei pra dar uma chupada naqueles peitinhos que ja eram grandinhos até, e dedar muito aquela bucetinha e depois mandava ela chupar meus dedos….
– ALINE, Vamos embora – A mão dela gritava la da sala.. Nos despedimos com uns beijos e ela foi embora.
Ao chegar em casa , mandou uma foto da bucetinha dela vermelhinha de tanto que eu dedei e toda melada – Ainda to com tesão, assim que estiver de folga me avisa, mato a aula e vou escondida pra sua casa a tarde!.
E então assim fizemos diversas vezes, ela matava escola e vinha aqui pra casa , e nos fodiamos muito. Mas fica para a proxima.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,91 de 23 votos)
Loading...