, ,

Eu e minha priminha

Há 6 meses Por 6 ★ 4.49

Sou Tairone, tenho 35 anos, pai de 2 meninas lindas e casado a 9 anos com minha esposa e no feriado de tiradentes resolvemos ir estreiar a casa de minha tia na praia, então fomos em familia, eu, minha esposa, minhas duas filhas, minha mae, minha prima e sua linda filha de 11 anos. Saimos da nossa cidade na sexta feira, e para nosso desespero, ao chegarmos na praia uma chuva torrencial tornou o nosso desejo de praia um pesadelo.
Com a chuva caindo lá fora, fomos nos divertir de outras formas, acendemos a churrasqueira e fomos jogar baralho, nesse momento que pude conhecer melhor a filha da minha prima, a Manu, era uma menina muito sapeca, cheia de vida, muito carinhosa, branquinha, cabelos castanhos bem grandes e lisos, uma bucetinha linda, que marcava o shortinho que ela usava, e aquela poupinha da bunda do lado de fora, fique com tesão, mas nao passou disso pois nunca tive um contato mais proximo com ela, Os adultos de pouco em pouco foram se recolher ficando apenas eu, minha filha, meu primo e a Manu, fomos até as 2 da manha mas nao aconteceu nada demais.
No outro dia de manha o sol apareceu, e logo cedo resolvi descer para a praia, nos arrumamos e fomos eu, minha esposa, minhas filhas e a Manu resolveu descer com a gente pra a praia, então pedi pra a mae dela e ela deixou, então ela foi se arrumar, quando saiu com aquele shortinho curto e transparente, so com o bikine na parte de cima meu pau subiu na hora, vendo aquela menininha linda, e comecei a prestar atenção no corpinho dela. Peitinhos medios, já grandinhos para a idade, pernas torneadas, bundinha empinada, e ela tava com um rabo de cavalo, então dava pra ver aquele pescocinho lindo, ela tava exalando um perfume infantil, o que me deixou com um tesão maior ainda.
Fomos para a praia, chegando lá Manu ficou quietinha deixada na cadeira tomando sol, enquanto as minhas filhas foram para a praia, depois de umas cervejinhas minha esposa falou que a Manu tava muito quietinha, que era pra eu levar ela pra tomar um banho, nem sabia ela que era isso que queria, dei a mão pra ela e falei: não fique com ciumes se te troquei por uma novinha, e saimos dando risada.
Ao chegar na agua, coloquei a Manu em minhas costas e fomos para a parte funda do mar, e, aproventando a posição fui acariciando a parte interna das suas coxas, que sensação maravilhosa! Fomos para uma parte bem funda, mas ainda conseguia colocar o pes no chão, mas ela não, e fui ficando mais ousado, e acariciando as coxas dela, e depois entrelacei as mãos em baixo da bunda dela, e com as costas das mãos fui todando devagarzinho em sua bucetinha novinha, ela não falou nada, então fui avançando nas caricias, deixei um dedo levantado e fiquei fazendo cosquinha em sua bucetinha e ela deitou em meu pescoço, essa foi a deixa que precisava, começei a masturbar ela por cima do bikine e senti a sua respiração ficando mais ofegante, com isso fui aumentando as caricias, coloquei a calcinha dela de lado e com a ponta dos dedos fui enfiando de leve em sua bucetinha, nesse momento meu pau já tava duro que mem pedra, doendo de tão duro.
Dei uma olhadinha nela pra ver como ela tava e vi no seu rostinho uma cara de prazer, então perguntei para ela se ela tava gostando ela só assentiu com a cabeça e então continuei com a investida, aproveitei que tinha um barco nos encobrindo então puxei ela para a minha frente e entrelacei as pernas dela em minha barriga de um jeito que a bucetinha dela ficasse em cima do meu pau, e pela posiçao ela ficou toda arregaçadinha, e mostrando uma parte dela por fora do bikine, nesse ponto já tinha perdido as estribeiras e fui passando a mão na cinturinha dela, que delicia! E cheguei nos seus peitinhos, passei o dedo no biquinho dos seios por debaixo do bikine e ela deu um suspiro, os biquinhos estavam duros que nem pedra. Nesse momento, com as mãos nos seu peito ela comecou a rebolar em cima do meu pau, então coloquei ele pra fora e introduzi na beirada da calcinha, e comecou uma sarrada gostosa, até que o meu pau ficou posicionado na entradinha daquela bucetinha lisinha, apertadinha e virgem. Forcei o pau pra dentro mas só ficou ralado na entratinha, mas só isso já me deixou louco, nesse rala rala gozei horrores dentro da bucetinha dela, e nos abraçamos, saimos da agua e nos olhamos com um olhar de cumplicidade.
Essa historia da praia ainda não acabou, depois conto como foi a primeira vez que chupei a bucetinha dela e conto como ensinei ela a fazer um boquete dos deuses!!!!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,49 de 35 votos)
Loading...

Por , ,

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Nossa, com 11 anos e já fudendo. Ela engole porra?

  2. Vagner pais

    Super gostoso

  3. ANONIMO-ES

    nossa mano que delicia assim com uma novinha inexperiente e vc ensinando a arte do prazer, espero a parte dois que deve ser maravilhosa

  4. Carlos

    Muito bom, continue.

  5. Tarado por noivinhas

    Conta mais cara esta uma delicia

    • Tgods

      em breve, pode esperar