,

Eu e Carlinho

15-05-18 Por 8 ★ 4.50

Meu nome e Nara, tenho 33 anos, corpo gostosinho e sou casada com Breno que possui 40 anos, não tenho filhos e moro em Manaus, meu marido tem um filho de 13 anos com uma outra mulher e o menino em alguns feriados vem passar com nosco, uma vez que a mae dele e muito bem de vida e não da folga pro menino. O garoto ta começando pegar corpo, e bonito, educado um pouco tímido e me trata muito bem . Em um desses feriados o pai dele comentou, o Carlos esta demorando a crescer porque acho que so o que cresce nele e a pica, aquilo me deixou curiosa, passei a da umas olhadas e ve a mala do moleque que realmente era grande, em um certo dia meu marido saiu cedo e ficamos so eu e Carlinho no apartamento, logo depois entrei no quarto e Carlinho estava dormindo quando vi aquele volume no Pijama, minha xoxota deu uma piscada e eu fiquei ali olhando, comecei a me tocar e foi ficando molhada pensando naquela rola dentro de mim, ele se mecheu na cama eu fingi que estava fazendo uma limpeza no quarto e fui chegando e não resisti passei a pegar naquele pau grosso e grande que deveria ter quase 20 centimentros, quando estava pegando o menino acorda e me olha todo assustado, eu disse calma e so uma brincadeirinha ele disse e o papai? disse saiu e vai demorar, continuei massageando aquele cacete por cima do pijama e comecei a beijar o peito do moleque , fui descendo e passando minha língua úmida em seus mamilos e descendo devagar, so ouvia ele gemer , baixei seu pijama e vi aqueles pentelhos finos e enrroladinhos quando apareceu aquela pica rosada, com uma cabeçorra vermelha mais dura que uma rocha, passei a ponta da língua na cabeça e fui lentamente engolindo quase toda a rola , nessa altura minha boceta já estava encharcada, babei todo no pau e molhei os poucos pentelhos do menino que nessas alturas so gemia de olhos fechados, logo em seguida fiz ele sentar apoiado na cama e disse agora o meu príncipe vai meter em mim, sentei agachada de frente com ele posicionei o pau na entrada da minha xoxota e fui controlando a decida centimentro por centímetro, centia aquele pau ir me queimando e rasgando minha boceta, quando entrou a metade tive um orgasmo tao violento que deixei entrar tudo de uma vez, urrava como uma vaca, me recompus um pouco e fiquei kikando na vara do moleque, fui metendo a língua em sua boca falando todo o tipo de sacanagem, o moleque gemia e me agarrava , quando vi ele todo arrepiadinho disse, vamos gozar junto de umas apertadas nele e senti jatos de porra me inudando e gozei mais uma vez como nunca tinha gozado na vida, passamos um tempinho ele tirou o pau todo melado e eu mais melada ainda disse pra ele continua dormindo que vou tomar um banho, já se passou dois meses da sua ultima visita , minha mestruacao ainda não arriou, fui ao medico ele disse-me que posso esta gravida. o corno esta todo contente por que acha que vai ser pai, mais eu tenho quase certeza que esse filho e do carlinho.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 20 votos)

Por ,

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Tony Bahia

    Belíssimo conto. O importante é deixar o Corninho feliz, vendo ou sabendo que sua esposinha está feliz gozando muito no pau grande duro e cheio de leite de pau. [email protected]

  2. Irina38-Tatuapé

    Q merda…
    Nunca consigo postar nada aqui.

    • Anônimo

      Verdade Pultinha eu também com 7 anos me masturbava e gozava sim saia água com 10 anos saia porra branca e quem tirou foi minha professora de português munca vou esquecer ela que delícia

  3. Irina38-Tatuapé

    Oi, pesquise as possibilidades.
    De qualquer maneira vou tentar te ajudar.
    O ano era 1991, eu estava na casa de uma amiga fa escola.
    Ela tem um irmão, que hj está casado e tem duas filhas, mas naquela época, ele estava com treze anos…eu disse, treze anos…ok.
    Ela sempre foi da zoeira, gostava de provocar os meninos, e deixa-los de pau duro, e tocar punheta pra eles, até gozarem…e acreditem, um desses meninos, era o irmão dela.
    Ele com treze anos, já tinha até pelos no saco, a rola era grandinha…e ele gozava sim…era porra mesmo…não era “”aguinha”” não. . .
    Como eu sei ???
    Digamos que minha amiga…me ensinou algumas coisas sobre isso.

    • ray.sp

      Hum conte suas aventuras

  4. Eu

    Esses contos são tudo piadas msm, 13 anos e 20 cm kkkkkkkkkkkkk

  5. mentira da porra

    mentira da porra em um moleque com 13 anos pau de 20cmt e jogando jatos de porra. mentira besta em com 13 anos só sai água. ele deve ser filho do negao da picona só pode

  6. RIGAUD

    Muito bom este conto. Sempre tenho uma tara, um tesão diferente por mulheres de pegadas e decididas. Amo mulheres experientes.