Escola só para meninas 2

Autor

Quando cheguei na sala de aula não avia ninguém . Então chega a Ana e diz vem vou te acompanhar até seu quarto ,enquanto estávamos indo fomos conversando e eu pergunte como ela aguentava estar ali , e ela me respondeu q eu ia me acostumar q eu tinha q obedecer é só responder quando me perguntarem alguma coisa , e que o Paulinho era um anjo q eu tinha q ser boazinha com ele . Que tipo vc tá loka ele é um estrupador ,e ela não é não é vc irá me dar razão chegamos na porta do quarto e ela me abraçou com lágrimas nos olhos falou nos vemos amanhã. Deitei na cama dura mais aliviada de não ter mais castigos de não ter q responder nada e nem apanhar ,coisa q eu não estava acostumada . de repente vejo minha porta abrir é o homem com cara de mau q me segurou no início e nossa ele da medo . Então me encolho toda, e ele senta e puxa o lençol ,e começou a me alisar nossa gelei empurrei sua mão e ele sorriu .levantei e corri em direção a porta q estava trancada , então olho pra ele, e ele me faz sinal pra sentar ,me recuso então ele levanta me pega pelo braço e eu começo a gritar , ele tampa a minha boca e eu com uma voz rouca e firme seje uma boa menina ou vai ser pior pra vc e agora cale a boca anda . E eu me calei de medo ,ele levanta e diz agora deixa eu te ver levanta ,e eu levantei ,ele diz tira o vestido é eu fiz q não com a cabeça então ele levanta tira o cinto, e repete levanta o vestido é eu retornei a recusar ,e levo uma cintada, nossa muito forte doeu de mais chorei ,então ele levanta brabo, e rasga o vestido e disse Aki vc é minha cadelinha, faz tudo q eu mandar ou apanha, entendeu e não adianta reclamar com ninguém, pois ninguém acredita em meninas malvadinhas como vc.me aperta o bumbum e diz de quatro cachorra agora ,e eu fiquei ,ele isso vc aprende rápido , então ele diz vem cá beija meu pé ,mais ele tava de bota levantou o pé e me fez lamber ,ainda de quatro me manda ir mais pra perto , e começou a me alisar , e falava a cadelinha QR namorar q lindo , passa a mão no meu bumbum e eu tento sair, e levo um tapa muito forte , ele obedeça não qro lhe machucar ,ele tira minha calcinha pro lado e começou a alisar minha bundinha e me perguntou se eu era virgem fiz q sim com a cabeça ,então ele abre minha bunda deixando bem aberto meu cuzinho e começa a passar o dedo , e diz vira de costas pra mim q qro ver se vc é mesmo anda ,eu viro e ele olha olha e diz , não vai ser mais eu choro em prantos, pois n qria e ele começou a passar a língua e aquilo até q era bem gostoso, isso relaxa q vai ser bom, ele continua a lamber meu rabo ,e agora desce em direção a minha xoxotinha q já está pingando de tão molhadinha q ta, ele nota e diz q lindinha tá gostando . Me manda virar pra ele e eu vejo q ele está com o pau mão já todo babado , e pergunta vc já chupou e eu fiz q não com a cabeça ,ele disse abra a boca e não coloca os dentes ,ou eu vou quebrar todos ele te batendo então abri e ele começou um vai e vem ,e nossa q pau nojento fedia eca , então ele diz quando eu gozar vc vai engolir tudo entendeu , e eu fiz q sim com a cabeça , ele me levanta pelos cabelos e me manda deitar de costas na cama , e eu o bedeci então ele pega minha mão e diz abre bem ,gospe no meu cuzinho e começa a enfiar o dedo ,aí q gostoso este cuzinho ,vou ficar viciado nele agora fica bem quietinha, e começa a colocar o pau perto da entrada do meu buraquinho ,e se forçar contra ele eu grito ,pois doía de mais e ele me segura forte e diz, cala a boca ou vai ser pior pra vc , nisso ouço uma batida na porta anda abra . Ele coloca as roupas correndo e abre a porta , doutor é o senhor , eo doutor me vê chorando encolida e pergunta ,oq ele avia feito e ele responde q nada q só estava brincando . O doutor manda ele sair e não voltar ou ele iria o entregar pra madre , ele saiu ,então o doutor veio e disse calma eu vou ajudar vc ,. ……..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,56 de 9 votos)
Loading...