Era para ser apenas uma noite de bebedeira mas…

Autor

Olá sou Ana, a mesma dos contos "Dominando a gostosa no ônibus" e "Dominando a gostosa na faculdade". Não publicava nada fazia tempo mas agora tenho várias novas aventuras verídicas e excitantes. Havia na minha sala um garoto que sempre me convidava pra ir na casa dele. Eu nunca ia. Ele era gamado nas minhas curvas acentuadas, cabelos compridos lisos, seios grandes, bunda redondinha e coxas grossas. Um dia resolvi topar ir. Ele me chamou pra ver um filme e tomar umas doses. Eu disse que iria se ele viesse me buscar. No dia marcado, borrifei meu melhor perfume, calcei um salto agulha, usei uma blusa apertada preta abotoada de tecido fino transparente, uma calça jeans justa que valoriza o bumbum. E por baixo uma lingerie azul sexy. Ele veio no carro dele e me levou pro seu apartamento. Chegando lá tinha muito conhaque, vodka, whisky. Colocamos o filme pra rodar. Eu entornava copos de uma só vez mesmo não tendo resistência alcóolica nenhuma. Ele só ria e não dava o menor sinal de embriaguez. Ele continuava a colocar mais bebida pra mim. Tava começando a ficar alta, relaxada. Sem perder tempo, o garoto já foi tirando o meu salto, fiquei descalça. Não entendi, mas quando tentei ficar de pé desabei no sofá de tão tonta. Senti as mãos dele tocarem meus seios. Desabotoou o primeiro botão da minha camisa, desabotoou o segundo e o terceiro e assim por diante até eu ficar com o sutiã a mostra. Eu aceitava tudo sem relutar. Será que ele colocou algo na minha bebida? Encostei a cabeça no braço do sofá e me deitei para relaxar um pouco. Senti o corpo dele sobre mim. Era o avanço dele me roubando um beijo. Me lambia o pescoço e descia pelo meu busto. Foi direto com a boca nos meus peitos e eu não conseguia impedi-lo, só balbuciava. Eu tava molenga, meus olhos pesavam. Senti sua boca em minha barriga enquanto ouvi um rápido "zip", era ele baixando meu zíper tirando a minha calça. Fiquei ali deitada só de lingerie totalmente a mercê dele. Precisava reagir rápido ou ele faria tudo comigo. Meu corpo não respondia. Naquilo o sono me venceu acabei apagando. Quando acordei me vi nua na cama dele. Ele tava ali com minha calcinha e sutiã nas mãos girando nos dedos. Minhas roupas jogadas ali no chão. Então ele começou a chupar minha buceta, me sugava, sua língua girava, lambia meu clitóris me arrancava suspiros. Eu não conseguia resistir, só revirava os olhos, me contorcia . Até chegar um momento que comecei a gemer "aahhh""ohhh" acabei gozando. Mas ainda não tinha acabado, era minha vez de chupá-lo. Fiquei de joelhos na cama enquanto ele sacava o cacete. Era enorme, muitas veias. Peguei e dei aquela mamada. Acariciava as bolas, chupava, dava linguadas até ele jorrar em mim. Foi gostoso ouvir ele gemer tbm. Ele queria mais. Então me pôs de 4 inclinando a minha coluna. E bombou sem dó no meu brioco, forte, batia na minha bunda, eu gemia alto. Ele puxava meu cabelo, me chamava de safada. Até que gozei a segunda vez. Mas ele não tava satisfeito. Me colocou no braço e me deitou. Foi abrindo minhas pernas. Me jogou na cama, penetrava sem parar na minha buceta. Aquela rola me preenchia por dentro que entrava, saía, entrava, saía. Eu ofegava, gemia, delirava. Muitos minutos depois chegamos ao orgasmo juntos senti ele jorrar dentro de mim. Caí na cama exausta, acabada e acabei adormecendo profundamente. Digam o que acharam do conto que em breve posto mais.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,86 de 7 votos)
Loading...