Com 13 anos passei a dar a bundinha para os amigos

Bem o que vou relatar aconteceu a um bom tempo atrás, na época, eu tinha uns 13 anos de idade, era um garoto bonito, branquinho, lisinho, pernas bonitas, uma bunda rebitada, cabelos longos parecia uma menina, no bairro tinha um campinho onde a molecada jogavam bola, e ao lado um galpão abandonado, uma lavadora de areia desativada, um dia junto com um colega da minha idade entramos lá e na brincadeira começamos batendo punheta, acabei tirando o meu calção fiquei pelado pois eu estava sem camisa, o meu colega de pau duro começou querendo me abraçar por trás eu não deixava ate que relaxei e deixei ele meteu na minha bunda, um pauzinho pequeno que mas fez cosquinha,

Eu acabei gostando da brincadeira no dia seguinte um outro amigo eu convidei para irmos lá para bater punheta e novamente fiquei pelado, ele também me fodeu, o pinto dele era maiorzinho doeu um pouquinho, mais foi gostoso ele gozou dentro, e assim tinha dia que eu dava para uns três, mais todos garotos.

Um belo dia eu já tinha dado para uns dois, o terceiro que estava me fodendo de repente me larga ali pelado e sai correndo, eu costumava ficar debruçado numa mureta quasse que de quatro, quando me levantei me deparei com um homem negro, forte, que disse a agora descobri porque que entra tanto moleque aqui no galpão, tem um putinha aqui, eu quis colocar o calção ele não deixou, e disse não agora e minha vez, tirou para fora da bermuda uma rola enorme, grossa, fez eu chupar, isso eu nunca tinha feito, a principio me deu nojo, um cheiro forte de rola, com suor, mijo, tentei resistir mas ele não deixou, acabei tendo que chupar aquilo fedido, mais depois comecei a gostar, ele então mandou eu debruçar na mureta, eu disse a ele eu não vou aguentar sua rola e muito grossa, ele disse quer ser puta e não aguenta rola, vai se vira, como eu tinha dado para dois que haviam gozado dentro estava meio melado, ele foi empurrando aquela chapeleta preta para dentro, tentei sair fora dizendo tira tira esta doendo , ele respondeu fica quieto, seu potinho eu na verdade não estava aquentando doeu de mais mais ele não quis nem saber foi empurrando tudo, a minha sorte e que o cara estava com muita tesão que deu duas bombada e encheu meu cu de porra, ele tirou de dentro eu sai correndo, só escutei ele dizer amanha eu vou estar aqui, eu fui embora com o cu ardendo.

No dia seguinte eu estava lá fui para o galpão com um garoto, fiquei pelado ele meteu no meu cu, saímos de lá, um outro garoto era mais velho que eu devia ter uns 17 anos, bonito, eu voltei para o galpão, só que com este eu resolvi chupar o pau dele, era maior que dos outros garotos, meteu no meu cu, e gozou, e saiu logo, eu coloquei meu calção ia saindo quando dei de encontro com o negro, só que desta vez ele foi mais amável, disse então vamos lá, eu acabei voltando com ele, chupei novamente a rola dele, me coloquei debruçado ele cuspiu na rola e começou a penetrar nossa doeu um pouco mais deu para aguentar ele meteu tudo, ai tirava e colocava tudo nesse dia ele me judiou ficou um bom tempo fodendo meu cu, tirava a rola toda para fora e socava de novo, num vai e vem maludo , acelerou os movimento e ficava forte tirando tudo e socando ate o saco, ate explodir de porra e encher meu cu, nossa que delicia ai passei a dar o cu para ele quasse todas as tardes, momentos maravilhosos foi a melhor fase da minha vida, como eu me divertia e gozava gostoso.

Ate hoje sou casado, mais adoro uma rola grossa, na bunda, vou na sauna e as vezes aparece umas lá, eu aproveito.

Na próxima eu conto umas outras passagens, es´pero que tenha gostado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 20 votos)
Loading...