Banho de leite

Me nome é Daniel, quando eu tinha 14 anos, senti uma mudança quando vi o pau do meu amigo Mário de 17 anos. Depois de perceber meu interesse no pau dele, ele passou a fazer questão de se pelar na minha frente. Ele pediu para eu me tirar a roupa também, seu pau ficou duro e mais bonito de ver. Ele mandou eu tocar no pau dele, toquei e soltei imediatamente, ele pediu para eu agarrar com mais vontade, enquanto estava segurando, a cabeça do pau dele foi aparecendo, depois de completamente exposta, soltei seu pau. Ele quis me comer,como não deixei, ele pediu para tocar na minha bunda, que também não deixei. Como eu ia todos os dias na casa ele, ele fez uma proposta pra mim, se quisesse tocar no pau dele, tinha que deixar ele tocar na minha bunda. Aceitei, eu pegava no seu pau e ele alisava minha bunda, ele não aguentando mais subiu em cima da mim, colocando seu pau no meio da minha bunda. Enquanto seu pau roçava entre minhas coxas, senti o calor do seu gozo, lambuzando minha bunda. Reclamei que tinha gostado de ficar com minha bunda melada de porra. Ele então falou que se eu deixasse ele me comer, não tinha me sujado. Repetíamos a mesma coisa sempre, seu pau gozando na minha bunda e ele espalhava seu leite em toda minha bunda. Ele deslizava seus dedos no meu reguinho, passando sempre em cima do meu cuzinho, que fazia eu me arrepiar. Depois de tomar banho, permanecíamos pelados, o tesão dele, aguçava sua criatitidade, que buscou no quarto da sua mãe um creme corporal dela, para passar na minha bunda. Após cheirar e aprovar, suas mãos e o creme faziam eu sentir uma espécie de relaxamento permitindo ele explorar meu cuzinho. Quando senti seu dedo entrando e saindo do meu cu, gostei tanto que perdi o medo de ser comido, e não reclamei quando ele foi levando seu pau na direão da minha bunda. Meu cuzinho foi recebendo seu pau, até sentir que tinha entrado todo. Éramos dois gemendo, eu fazendo força para aguentar a dor e ele gemendo de prazer. Foi um alívio quando ele gozou e tirou seu pau do meu cu. Novamente fui até a casa dele, quando fiz seu pau endurecer na minha mão, mas minha bunda estava dolorida para ser comido naquele dia. Ele pediu para eu chupar seu pau, claro que não quis, permaneci deitado olhando ele se masturbar próximo de mim. Ele disse que ia gozar em cima de mim, também tinha o desejo de ver ele gozando. De repente seu pau jorra seu leite no meu peito, ele tentava limpar seu pau no meu peito, mas seu pau ficava cada vez mais lambuzado ainda. Tive a melhor visão daquela tarde, o pau dele derramando muita porra em mim, e a certeza que querer mais. Ele pedia para eu chupar, senão ia gozar na minha cara. E foi o que aconteceu, apontou pra minha cara e gozou até nos meus cabelos, depois que virei o rosto. Gostei do banho que levei, que chupei seu pau e limpei o resto de porra que saia. Cada dia íamos evoluindo, até que chegou o dia que chupei o pau dele, e bebi toda sua porra. Deixava ele brincar de tudo comigo, sempre deixando lugar para receber seu leite na minha bunda e peitos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,53 de 19 votos)
Loading...