Ainda gosto disso

Autor

Meu nome e Albano, sou casado, tenho 4 filhos, sou aposentado da Petrobras e moro em Joao Pessoa. Depois que me aposentei tenho por hobby concertar aparelhos domésticos tipo som em TV, não trabalho profissionalmente so resolvo os caso mais simples e geralmente para algumas pessoas indicados pelos amigos, Recebi um telefonema de uma pessoa para ir ver um televisor que não funcionava em um apartamento em um a rua próxima do meu prédio indicado por um amigo, la chegando fui recebido por uma senhora de uns setenta e cinco anos, nem gorda nem magra, sorriso bonito e muito gentil que disse-me que era viúva e morava so ela e uma filha, o apartamento era lindo , grande e muito bem decorado. Mostrou-me a Tv e eu iniciei o serviço, neste momento sua filha saiu la do quarto falou comigo e disse que ia pro trabalho ficou so eu e a senhora, notei que a mulher não saia de perto de mil, dava uma volta e estava la e eu sem maldade fazendo o meu serviço, em um momento ela trouxe um suco, parei para tomar e fiquei em pe na sua frente, quando pra minha surpresa ela pegou no meu pau e disse já gostei muito disso , levei um susto e ela continuou a pegar, o constrangimento foi diminuindo e o pau deu sinal de vida, ela desabotuou minha calca quando vi já estava metendo a mao por dentro da minha cueca, aproveitei baixei logo a calca e cueca e ela olhando vidrada para meu pau e continuou punhetando em poucos minutos mandei ela sentar no sofá, fiquei em pe e meti o pau na boca da coroa e comecei a forcar, tenho um pau de 18cmt e grosso, a velha babava e as vezes engasgava e eu socando o pau bem fundo, meti a mao em sua blusa e peguei naqueles peitos mole e grande a coroa dava uns gemidos e umas tremidas, disse vamos pra cama, la chegando já totalmente nu, tirei a roupa da coroa e vi aquele bocetao com poucos pentelhos ai o tezao aumentou dei umas pegadas nos grandes lábios e fui metendo o dedão a coroa gemia e soluçava, quando peguei no clitóris da velha foi como ela tivesse levado um choque dei um grito alto eu a fiz calar a boca e comecei a massagear, não tive coragem de meter a língua, fiz ela deitar na cama, meti um travesseiro de baixo da bunda dela e fiquei pincelando a cabeça do pau na entrada daquela boceta , a coroa se remexia , falava coisas que eu não entendia eu comecei a empurrar o pau com uma certa dificuldade pois ela não tinha muita lubrificao , meti meio pau e fiquei no entra e sai , a coroa gritava ria chorava e de repente ela disse ai eu vou gozar , neste mete e tira quando vi que o gozo tava chegando meti o pau so de uma vez , cara a velha ficou se tremendo toda com os bracos e pernas pra cima parecendo uma tartagura com o casco virado, eu disse caralho matei a mulher, dei uma paradinha ela entrou no normal eu continuei bombando e quando tava pra gozar tirei o pau e gozei tudo nos peito, pescoço e cara da coroa. ela não reclamou ajudei ela se levantar peguei minha roupa fui ao banheiro me lavei me vesti, continuei meu serviço, passado um tempo ela apareceu na sala toda risonha com uma cara de felicidade, perguntou quanto era meu serviço disse que duzentos reais, ela voltou e me pagou, me deu quatrocentos, achei ótimo acho que vou virar velho de programa e mais divertido

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 5 votos)
Loading...