A égua era gostosa!

Autor

Estou no sitio num fim de semana, quando chega lá em casa um vizinho amigo meu desde a infâncIa, veio me pedir se podia deixar por um tempo a égua dele no meu campo, pois ele tinha pego um cuiúdo para domar, e não queria que a égua pegasse cria.Permiti que ele deixasse o tempo que quisesse, a tarde ele aparece com a égua, era um animal lindo, uma égua baia, um pelo amarelo brilhante, uma clina branca caída para o lado e uma franjinha linda, um animal belíssimo, ele me disse enquanto ela estiver aqui pode usar no serviço, ela é ótima na lida de campo. Naquela mesma tarde eu encilhei a égua e fui dar uma volta no campo, realmente a égua era uma maravilha nos arreios e na lida com o gado, mas o meu maior interesse era o que ela tinha embaixo daquela longa cola branca, uma bucetinha linda, não muito grande, menor até que a maioria bucetas de égua, me dirigi a um matinho no fundo do campo, o matador, encostei ela num galho caído, ficou na altura certa, tirei a bombacha e a cueca, fui para trás dela, levantei a cola e lá estava aquela delícia, o pau esta hora estava tão duro que chegava doer, cuspi naquela bucetinha, esfreguei o pau para cima e para baixo e fui enfiando devagarinho, que delícia, que calor, me segurei nas ancas daquela égua e soquei, botava e tirava com vontade, com força, fodi um tempão, me deliciei com cada estocada, e a égua quietinha, nem se mexia, quando veio a vontade de gozar, me agarrei firme nela, soquei tudo e urrei de prazer, era tanto leite que parecia que eu não gozava há dias. Fiquei um tempo com o pau dentro, deitado sobre ela, quando tirei correu leite para fora, foi tão bom que eu até fiz um carinho nela. Limpei o pau com umas folhas, botei a roupa e voltei feliz para casa. Durante todo o tempo que estive lá fodi aquela égua, e espero que o dono demore para ir buscar ela.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 7 votos)
Loading...