Meu pai é gay

Autor

Olá meu nome é taty e está é a primeira vez que escrevo um conto vou me apresenta e apresenta meu pai, eu tenho 17 anos, 1,75 de altura, a cor da minha pele é Branca, sou loira dos olhos castanhos claros, adoro academia e o que os homens reparam muito é a minha bunda grande e empinada, peitos médios e tenho uma tartuagem nas minhas coxas grossas, trabalho como recepcionista na mesma academia que eu frequento a ja levei muitas cantadas naquela academia e estudo também a tarde até que eu adoro essa minha vida agitada pois tenho meu próprio dinheiro.
Agora o meu pai ele se chamar Sérgio, ele tem
47 anos, trabalha como taxista é branco, cabelos grisalhos, olhos castanhos claros, gordinho com uma barriga grande rs, gosta de futebol e o time dele de coração é o Botafogo rs e eu sou São paulina, ele é um paizão e tanto mesmo eu ter decoberto esse outro lado ainda admiro ele e amor, agora vamos aos fatos.
Foi no dia de sábado sair de casa e fui trabalha mas fiquei pouco tempo la pois iria começar a nova pintura da academia ( cai entre nós achava a outra pintura muito feia, era marrom credo rsrs), trabalhei um pouco e depois nos dispersaram, voltei pra casa e a sorte minha é que a academia e a minha casa ficam no mesmo bairro da zona Sul de são Paulo, abri a porta entrei em casa e não tinha ninguém acho que meu pai foi trabalha, fui no meu quarto toma um banho, terminei de toma o banho e de toalha fui pro meu quarto, estava la no meu quarto que ficar quase perto da sala, do nada ouvi alguém subi as escadas e ouvi a voz do meu pai e do meu primo, eu nem liguei pois meu primo adora vir aqui e já sei o pq ele adora me admira pois eu fico na frente dele de shortinho curto nossa ele enlouquece rs, mas estou começando a provoca ele.
O nome do meu primo é Cássio ele tem 14 anos, tem jeito de mané rsrs, branco de olhos castanhos escuros, cabelo liso preto, magro de uma altura mediana, Cássio adora futebol, ele é filho da irmã do meu pai.
Ao ouvi a voz dos dois eu iria grita pra eles ouvirem que eu já tinha chegado, mas eu vaidosa que sou fiquei de frente ao espelho de toalha pintiando o meu cabelo, até que no carro momento ouço um gemido na sala, achei estranho e fui ver e vir o meu pai chupando a rola do meu primo, nossa quando vir aquilo fiquei espantada e na minha mente veio a confirmação " o meu pai é gay!", eu queria atrapalha aquela putaria mas fiquei espantada e ainda mas com meu primo, um jovenzinho, fiquei parada como estátua vendo até aonde eles iriam.
Meu pai ficou agachado chupando o pau do Cássio e ele estava escutando os olhos e gemendo, ouvi meu pai falar.
-Cássio hoje quero que você come meu cu, e enche de porra.
-ta bom tio.
Meu pai começou a tira a camisa e depois a calça e vir que ele estava de calcinha vermelha, quando vir aquilo pronto, o meu mundo caiu, meu pai sentou no colo dele e começou a se esfrega, na hora sentir algo em mim, estava ficando molhadinha, meu pai se levantou e tirou a calcinha, pegou a rola do meu primo e colocou dentro do cu dele, nossa como pode um homenzao daquele sentando na rola de um menino de 14 anos, mas vir que meu pai tava gostando, e vir que entrou pois Cássio deu um grito de dor e meu pai parou, acho que era pra rola se acostuma com aquela cu, minutos depois meu pai começou a calvaga bem devagarinho, eu olhando aquilo deu uma excitação e comecei a mexer no meu grelo, fiquei abafando os meus gemidos pra não atrapalha aquela transar gostosa.
Minutos depois meu pai perdiu para o Cássio deita no chão, ele deitou e meu pai sentou na rola dele e começou a pular na rola do Cássio e o menino gritava, meu pai beijou a boca dele e minutos depois Cássio goza dentro do cu do meu pai e Meu pai que começava a bate uma gozou em cima do Cássio que um pingando caiu na boca do Cássio, meu pai saiu de cima dele e sentou no sofá, e Cássio ficou no chão exausto.
-e ai Cássio gostou?
– sim tio, foi melhor do que a primeira vez.
Nossa quando eu ouvi aquilo fiquei sem chão, na minha cabeça veio " nossa então já tinham trasandos antes", fiquei sem chão, fechei a porta bem devagarinho e fiquei ali em silêncio, até que minutos depois ouço eles indo embora e fiquei ali querendo entender o que estava acontecendo, queria conversa com meu pai, mas estava com medo, dali em diante fiquei pensando em como resolver, do nada descubro que meu pai é gay e ainda mas transar com o próprio sobrinho.
Passou duas horas ele chega e eu estava na sala, ele se assusta e pergunta pq estou aqui mas cedo, falei pra ele e ela acreditou, mas ele não sabe que eu vir ele transando com Cássio, e depois disso resolve viver a vida normal, até que.

Até a próxima…..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 9 votos)
Loading...