,

Meu escravinho bruno

01-04-18 Por 2 ★ 3.00

Olá galera tudo bem? Eu le os comentários e agradeço pelos elogios e as críticas, tenho que confessa que eu errei um pouco e pq o meu celular está como tecla automática de corretor, mas meus olhos é cor de mel e sou mulher ta, mas este conto é veridico pois qual é a graça de inventa, e agir estou namorando mas estou escrevendo em segredo espere que gostam.
Mas minhas férias fiquei cuidando do Bruno o filho da minha amiga que agora é meu escravo, três dias depois a Minha amiga ligou pra mim perdido se poderia ficar com Bruno com muita felicidade disse que sim, fui pra academia e voltei, demorou uma hora e meia ouço alguém mim chamando fui la pra porta e vir que era meu escravinho e a minha amiga, ela deixou ele aos meus cuidados e foi embora.
Perdi para ele entra e se senta no sofá, eu fui em direção a ele e dei um beijo na boca dele e língua ele meio sem jeito correspondeu, eu estava toda suada pois tinha voltado da academia, levantei meu suvaco e perdi para ele lamber meu suvaco, ficou relutante pois não queria lambe, olhei com cara feia e disse:
-você é meu escravo a lembra Bruno, pois agora fará tudo o que eu quiser.
-mas isso é nojento tia.
-não quero sabe, faz agora ou não vai mas ter diversão e nem tia Amanda, e vou falar pra sua mãe que não está mim obedecendo e ela vai te bater de cinto.
– se você fizer isso tia falarei pra minha mãe tudo isso.
– se você falar isso ela nunca vai acredita pois vou falar que você está mentido e você Bruno sabe que você é um menino mal criado e mentiroso.
E realmente galera ele é mesmo, pois ele falou uma vez pra mãe dele que a prima dele tinha batido nele, e a mãe dele mim contou que é mentira pois ela viu que era mentira, e ela mentia na escola também, então tudo estava ao meu favor kkkk, pois ele sabe que ela nunca acreditaria.
Ele sabia realmente que a mãe dele jamais iria acredita em uma palavra dele, então ele se levantou e eu levantei meu suvaco e começou a lamber todinho, faz cara de nojo mas continuou a lamber, fiz ele senta no sofá virei minha bunda na cara dele e soltei um peido e disse pra ele.
-agora cheira meu escravo.
Ele fez cara que iria vomita, mas não vomitou adorei essa sensação de escravo, meu prazer e no meu escravinho faço tudo com ele sem ter culpa na consciência e remoco.
Depois perdi pra ele ficar aí sentadinho que eu iria toma um banho e volta pra brinca com o meu escravo, fui tomar meu banho e no decorre do banho fiquei imaginando o que mas faria com ele, terminei de toma meu banho e fui para o quarto e vir que tinha mensagem no meu celular, fui ver e vir que era minha prima mandou uma mensagem no zap dizendo que viria hoje aqui junto com o meu amigo o Saulo.
Saulo é gay, eu e a minha prima somos muitos amigas dele desde dos 14 anos, ela até fez sexo com professor de matemática pra passar de ano, Saulo tem 25 anos, moreno alto, cabelo curto, e adora usar calcinha bem atochado no cu kkk, olhos castanhos e um pau grande eu já vir, que pena que ele nunca usou kkkk se fosse hetero até eu daria pra ele, agora vou apresentá minha prima ela se chamar Michelle tem 23 anos ela prima do parte do pai, ela é bem safada e adora funk, é loira igual eu kkk, tem uma bunda empinada grande, olhos castanhos, 1,78 de altura, seios grandes, nos duas sempre disputava homens kkk coisas de adolescente ela as vezes ganhava e outra eu ganhava tambem.
Vesti um shortinho curto sem calcinha e fui pra cozinha pra fazer o almoço, enquanto isso o meu escravo estava na sala assistindo TV, parei um pouco de fazer o almoço e fui ver o que ele tava fazendo, vir que estava dormindo lindinho ele, voltei de novo pra cozinha, minutos depois ouvi a campainha toca, parei o que eu estava fazendo a fui pra ver quem era e vir que era a minha prima e o meu amigo, perdi para eles entrarem e os dois viram o menino dormindo, a minha prima perguntou.
– quem é ele?
– este é o Bruno, meu escravo.
Os dois começaram a ri e o Saulo perguntou.
– como assim?
– simples eu mando e ele obedece, ela adora sabia.
Minha prima começou a ri e entende a minha brincadeira, depois ela mim olhou e disse:
– Amanda ele é só um menino.
Eu responde.
– sim por isso mesmo que eu escolhe ele, pois é so um garotinho que merece ser escravo, e aprende a mim respeita e a mim sastifazer.
Saulo ficou espantando com o que eu falei, aí fui em direção a ele e disse para os dois.
– quer ver.
Posicionei minha bunda na cara do Bruno a sentei em cima da cara dele e comecei a rebola gostoso, levantei e vir a cara do Bruno espantando com o que tinha acontecendo, a minha prima e o Saulo não acreditaram no que tinham visto, Bruno queria se levantei mandei ele ficar deitado, virei novamente para Saulo e a Minh prima e disse:
-querem experimenta o meu escravo.
Os dois falaram que não, que aquilo é absudo e que ele é novinho, e que ele não iria aguenta.
-Bruno imploram pra eles quererem.
Bruno implorou para sentarem, nossa gente não vou nega que eu fiquei louca de tesão ele implorando para sentarem em cima dele, eu estava adorando aquela situação sabe, nossa eu realmente sou uma dominadora, até meu namorado confirma isso, eu adoro mandar.
Michelle e Saulo vendo aquilo aceitaram, mas eles ficaram com medo do garoto falar pra alguém, eu expliquei a eles que não tinha perigo, que aos poucos ele está adorando e que a mãe dele não iria acredita nele, Saulo foi em direção ao garoto e vir o volume na calça dele e vir que ele estava adorando a situação a minha prima ficou parada e insegura.
Eu sentei na cara do Bruno, Saulo sentou em cima de rola do moleque e a Michelle ainda parada, chamei ela.
– vem Michelle você vai adora ele.
Saulo sentindo algo disse.
– Amanda seu escravo está adorando minha bunda kkkk.
Levantei do rosto dele e vir que ele estava sem fôlego, fui em direção a Michelle peguei pelo braço dele e direcionei ai rosto do Bruno, Michelle vendo tudo isso falou.
– prima para isso é loucura.
– loucura prima, pra quem transou com o nosso primo de 15 anos, e foi nos duas, confiar em mim Michelle, jamais te deixaria na mão.
Michelle respondeu.
– mas prima isso é diferente, é so um garoto.
– Michelle senta ai e relaxa, você vai gosta, eu ja fiz isso e gostei, você vai gosta também, confiar em mim.
– ta bom amanda.
Michelle estava de leg sem calcinha ela preparou pra senta e fechou os olhos e sentou bem da cara do meu escravo, perdi pra ela rebola e ela começou a rebola e depois sa levantou.
– e ai gostou?.
Eu perguntei a ela, em seguida ela respondeu.
– sim adorei.
O.menino ficou de olhos arregalados querendo entende tudo aquilo, e vendo o bundão da minha prima pelo jeito adorou, do outro lado Saulo começou a rebola em cima do pau dele e perguntou pra mim.
– posso tira o calção dele?
Responde.
-pode.
Saulo tirou o calção e a cueca deixando ele nu, Saulo começou a chupa a rola do meu escravo, e as bolas também, agora sim a putaria vai começar.
Eu tirei o meu short deixando a minha buceta raspadinha toda pelada, mim preparei pra senta na cara daquele menino e coloquei a minha buceta na boca dele e disse.
– agora escravo começa a chupa minha buceta.
Ele começou a chupa minha buceta gostosa que delicia de chupada, ela apertava minha bunda, ai levantei a disse vai prima a sua vez. Michelle vendo aquilo não aguentou de tesão e tirou a sua leg deixando toda nua, do outro lado o Saulo ainda continuava a chupa, fui na direção dele e peguei no pau do meu escravo e também comecei a chupa todinho até as bolas, Michelle saiu de cima dele e ficou ofegante, Saulo vendo aquilo não se aguentou de tesão, tirou a calça e vir que estava de calcinha fio dental vermelha, olhei pro pau do Saulo e ordenei o meu escravo pra chupa o pau do Saulo, Saulo foi em direção a ele e colocou aquela jebona na boca dele e começou no movimento vai e vem enquanto isso eu e a Minh prima começamos a chupa a rola do escravo ela chupava loucamente aquela rola.
Olhei para o Saulo e ordenei ao meu escravo a lambe o cu do Saulo, Saulo ouvindo isso subiu em cima do sofá e ficou na agachado, Bruno lambia o cu do Saulo como se fosse um sorvete, Saulo gemia com aquela língua deliciosa, minha prima se envolveu na putaria que ela sentou no pau do meu escravo mas sem penetra a ficou fazendo movimentos e ouvi meu escravo gemendo enquanto ele lambia o cu do Saulo, Saulo saiu de cima do meu escravo e disse pra mim.
– Amanda falar pra ela senta.
Eu ordenei pra ele senta, e ele obedeceu a ficou sentado de pau duro, Saulo ficou de costas pra ele pegou na rola do meu escravo e penetrou no cu dele, agora sim meu escravo não iria mas ser virgem, Saulo começou a senta bem devagarinho e Bruno começou a reclama de dor, Saulo cuspiu na mão e passou no cu, e começou a descer bem devagarinho e quando entrou ficou parado até o cu dela se acostuma com a rola do Bruno, eu comecei a beija a boca do meu escravo e disse.
– isso aí estou orgulhoso de você meu escravo, come o cu dessa viado.
Saulo quando sentiu que se acostumou com a rola do meu escravo começou a calvaga bem gostoso, começou a bate uma punheta até que não demorou muito meu escravo gozou dentro do cu do meu amigo.
Saulo também anunciou que iria goza, falei pra ele goza na cara do meu escravo e jorrou porra na cara do meu escravo, Michelle ficou decepcionada pois queria também, mas falei pra ela que teria outra oportunidade, ordenei que meu escravo fosse toma banho e ele foi.
Eu, Michelle e Saulo ficarmos na sala conversando e contaram as duas experiências os dois adoraram e prometeram quere mas, falei que concerteza terá mas, minutos depois meu escravo terminou de toma banho, ordenei que viesse até mim ele obedeceu comecei a beija a boca dele, Michelle fez o mesmo e Saulo também, perdi para ele senta no sofá, Michelle sem pensar sentou no colo dele toda nua, depois foi Saulo todo pelado e depois foi eu, e começamos a conversa, fiz o meu escravo chupa o pé de boa três.
Horas depois Michelle e Saulo foram embora, e eu fiquei brincando com meu escravo, até que chegou a mãe dele, falei pra ele.
– não fale nada, se não.
Bruno mim interropeu e disse.
– não vou falar nada, pois estou adorando ser seu escravo.
Fiquei super feliz de ouvi isso dei beijo na boca dele e entreguei ele a minha amiga.
Isso é tudo galera deliciosos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)

Por ,

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Que LIXO.

  2. Paulo

    Nossa !!! Adoraria ser escravizado por uma mestre bem severa 😱