#

Chupado por dois moleques no banheiro do Shopping

2024 palavras | 20 |4.46
Por

Sou divorciado sem filhos, e durante o final de semana tive uma experiencia nunca vivenciada antes por mim em minha vida adulta.
Fui chupado por dois meninos.
Isso mesmo… Fui chupado por dois meninos por um acaso do destino.
Moro em SP, e fui no sábado para fazer umas compras de páscoa para sobrinhos e 3 afilhados que tenho, em um shopping da capital, e lá aconteceu tudo isso.
Depois de mais ou menos uma hora e meia andando, e vendo que os preços estavam muito caros… (O BR não está fácil pra ninguém né gente)
#ForaTemer
Eu resolvi ir ao banheiro fazer o numero 1, e qual foi minha surpresa?
O lugar estava muito vazio… Isso mesmo. Banheiro de shopping de SP vazio é muito raro né não?
Então no último box escutei uns gemidos e cochichados. Tinha alguém fazendo putaria.
Curioso como sempre fui, entrei no reservado ao lado, e fiquei prestando atenção nos dois que estavam lá. Nem preciso dizer que entrei sem fazer barulho.
Sempre nos sites de vídeos pornô vejo os títulos tipo: Flagra no Banheiro do shopping, aeroporto ETC.
Então saquei meu celular, coloquei no silencioso, botei pra filmar, e subi no vazo. Qual não foi meu susto? O casal que estava na maior putaria na verdade eram dois meninos, que não aparentavam ter mais de 11, 12 anos.
Eles estavam com as bermudas e cuecas arriadas até os juelhos, e o que aparentava ser o mais novo sentado no vazo, pagava um boket no outro que não devia ser mais que alguns meses mais velho.
Mas como todo flagra, depois de mais ou menos um minuto e meio filmando, sem querer me desequilibrei e fiz barulho, chamando a atenção dos garotos, que ao mesmo tempo deram um grito de susto.
Então me recompus, e saí do reservado que eu estava, e numa rapidez incrível, os dois também saíram do que eles estavam já com cara de choro, e falavam ao mesmo tempo:
‘Moço, não conta nada pra ninguém, por que senão nós estamos ferrados, e nossos pais vão nos matar de uma surra… Por favor moço…’.
E se danaram a chorar. Confesso que fiquei com uma pena deles, principalmente porque eu também tinha feito uns troca-trocas com amiguinhos e primos na mesma idade deles… Quem nunca né?
Comecei a acalma-los, falando que não iria contar, e foi então que o mais novo falou:
‘Então apaga o vídeo que o senhor fez da gente…’.
Falei pra eles que isso eu não ia fazer…
Foi então que comecei prestar atenção neles.
O mais velho era branquinho com os cabelos e olhos castanhos claros, magrinho, e já começando a querer tomar corpo de rapazinho.
O mais novinho era bem branquinho, cabelos pretos, olhos verdes claros, meio gordinho, e uma carinha de menino de propaganda de iogurte.
Eles protestaram:
‘Mas moço e se descobrirem? O moço falou que não ia contar…’.
Então falei:
Mas esse vídeo vou levar pra casa, e quando eu quiser bater uma punheta, eu vou botar e assistir batendo uma.
Os moleques arregalaram os olhos, e o mais novo falou:
‘Mas moço o senhor vai bater vendo a gente?’.
Sim vou sim. Foi muito excitante ver você chupando seu amigo. Quando eu tinha a idade de vocês eu também fazia isso que vocês estavam fazendo com uns amigos meus.
O mais velho falou:
‘Moço mas o senhor fazia o que com eles?’.
Tudo que vocês fazem. A gente chupava uns aos outros e comia os cuzinhos.
Então o mais velho continuou falando:
‘Mas vocês comiam o cú do outro?’.
Claro…
Então comecei a andar em direção da porta, e o mais velho falou:
‘Moço apaga o vídeo.’.
Saí do banheiro sem responder
Confesso que saí rindo de toda a situação. Não vi mais os moleques no shopping. Mas quando eu cheguei no estacionamento dei de cara com os meninos acompanhados de duas mulheres, que deveriam ser suas mães, eles mudaram de cor na hora, e até uma delas reclamou com um deles.
Que que é isso Gabriel. Parece até um abestalhado, que nem sabe andar.
Gabriel era o nome do mais novinho.
No domingo voltei para o mesmo shopping pra paciar, e tomar uns shops. Não esperava ver os meninos novamente, e confesso que nem lembrava do ocorrido, mas depois de uma meia hora sentado em uma mesa, quem aparece em minha frente? Isso os mesmos meninos do dia anterior.
O mais velho fala
‘Oi moço. A gente pode falar com o senhor?’.
Balancei a cabeça afirmando que sim, e apontei a cadera pra os dois.
Eles sentaram em minha frente e o mais novo se danou a falar:
‘Moço o senhor tá com o vídeo aí?’.
Falei não. Eu apaguei. Tava só brincando com vocês. Já pensou se alguém pega meu celular e encontra aquilo? Eu tava fudido.
Mas claro que não tinha apagado.
Então o mais velho falou:
‘Moço a gente queria falar uma coisa com o senhor. É que aquilo que o senhor falou é verdade?’.
Eu falei o que?
‘Aquele negócio de botar o pinto dentro do seus amigos quando o senhor era da nossa idade?’.
Ri e falei: Claro. Garanto que até os pais de vocês também fizeram isso.
O mais novo falou:
‘Não conheço o meu pai. Ele abandonou nós quando minha mãe tava grávida de mim.’.
Mas garanto mesmo sem conhece-lo que ele já deu o cú pra um amigo e comeu também.
Eles riram, e o mais velho falou:
‘Eu falo pra ele moço que não faz mal fazer isso, mas ele não acredita. Ele diz que alguém vai descobrir, e vai dar merda.’.
‘Mas Lucas (O mais velho), você sabe que todo mundo já chama eu e você de viado, que todo mundo pensa que eu e você fazemos isso, e se a gente fizer aí é que eles vão aperriar nós.’.
Não Gabriel. Eles só vão saber, se algum dos dois contar.
‘Moço como tu sabe meu nome?’.
No estacionamento ontem ouvi uma mulher chamar seu nome.
‘Era a minha mãe. Moço. O senhor já fez com menino da nossa idade?’.
Em idade adulta não. Só quando eu era criança.
Moço… O Gabriel aqui falou que o senhor deve ter uma pirocona.’
‘Lucas seu doido… Ta vendo por que eu não confio em tu.’.
‘Mas é verdade. Tu num falou que ele deve ter uma pirocona, grande e grossa.’.
‘Mas não era pra falar né seu burro.’.
Calma meninos. Não precisa brigar. Toda essa conversa ta me deixando de pau duro… Rimos e Lucas fala:
‘Nós também…
Querem ver minha pica?
‘Mas aqui moço?’.
Não… No meu carro né.
Então paguei a conta, e mandei eles irem na frente, com uma boa distância pra não despertar suspeitas.
Chegando no estacionamento, entramos em meu carro. O mais velho na frente o mais novo atrás.
Liguei o carro, e Gabriel perguntou pra onde eu estava levando eles.
Pra fora. Não tá vendo que aqui tá cheio de gente.
Saí e parei numa ruazinha lateral a principal, que não tinha saída.
Então baxei o banco e deitado falei:
Quem vai tirar daqui?
Eles se entreolharam e Lucas botou a mão na minha rola por cima da calça e abrio o zíper, desabotoou o cinto, e botou meu pau pra fora. Os olhinhos deles brilharam, e Gabriel se chegou mais pra perto, pra também olhar.
Alguém quer pegar? Dar uma chupadinha? Lucas pegou e foi logo se abaixando e colocou a boca e engoliu tudo que pode.
Meu pau não é grande, tem 16X4,2.
Botei minha mão no pintinho de Gabriel por cima do shorte e comecei massagear, ele abriu as perninhas e se curvou pra trás. Enfiei a mão por dentro da perna do shorte e toquei seu piruzinho. Ele não usava cueca. Enquanto isso Lucas não parava de me chupar. Procurei o cuzinho de Gabriel, e ele suspendeu o corpo um pouco pra mim chegar com meu dedo no seu anelzinho.
O garoto começou a gemer baixinho quando toquei seu furinho, que estava quentinho e piscando.
Depois de uns 5 minutos com Lucas me chupando falei que era pra eles trocarem de lugar…
Então Lucas passou pra o banco de trás, e Gabriel para o banco da frente. Mandei Lucas abaixar o shorte e a cueca, e deitar de costas. O menino ficou de 4 no banco, enquanto isso Gabriel colocava a boquinha na cabeça do meu pau e iniciava o melhor boket da minha vida. Como tem a boca quente aquele menino.
O cuzinho de Lucas não tinha nem um pelo, assim como sua rolinha que é branca e totalmente lisinha, sem nem sinal de nascer pentelho alí.
Então molhei meu dedo com saliva e comecei a bolinar seu rabinho. Ele gemia, e pediu:
‘Moço bota só um pouquinho teu dedo.’.
Coloquei a ponta do meu dedo indicador, e ele estremeceu todo.
Então virei seu cuzinho pra meu rosto e caí de boca nele, que começou a gemer igual a uma puta.
Gabriel vez enquando tirava meu pau da boca e olhava pra mim chupando o cú do amigo.
Puxei Gabriel pra o espaço entre o banco da frente e o de trás, e comecei a bater uma punhetinha nele, enquanto ele me chupava. Peguei sua mão e levei até a piroca de Lucas pra ele bater uma punhetinha no amigo. Não deu nem 5 minutos nessa putaria, eu sabia que ia gozar, então tirei o pau da boca do mais novinho, e mandei os dois colocarem as boquinhas perto da minha pica, e bati umas 8 vezes e gozei nos seus rostos.Foi um rio de porra naquelas carinhas infantis.
Eles começaram a rir descontroladamente… Acho que de susto e nervoso.
Peguei papel higiênico no porta-luvas que nunca deixo faltar no meu e limpei toda a porra que escorria pela cara e blusas deles.
E falei:
Eaí meninos gostaram. Lucas falou:
‘Muito moço… Foi muito bom.’.
‘A gente pode fazer novamente? Eu o Senhor e o Gab?’.
Claro. E eu quero comer o cuzinho de vocês. Quero ser o primeiro a gozar la dentro.
‘Mas o Lucas já deu pra um primo dele.’
Mas foi quando eu tinha nove anos e ele tinha dez. E nem entrou. A gente ficava só esfregando os pintos’.
Mas eu vou comer vocês bem gostoso.
‘Mas moço sua pirocona é muito grande, e vai doer muito.’
Não Gab. Vou preparar vocês pra isso. Alargando primeiro com os dedos, e vou colocar um creme que corta a dor. Vocês topam?
Eles balançaram ao mesmo tempo as cabeças sinalizando que sim.
Nos recompomos e levei os dois pra porta principal do shopping E trocamos telefones.
Eles me contaram que as mães deixam eles no shopping todos os finais de semana, que eles chegam lá meio dia e elas só pega eles quando tá perto de fechar.
Sábado não vou poder pois tenho um compromisso na casa da minha namorada, que por sinal tem um sobrinho de 13 anos mas que aparenta ter 10, que todo mundo fala que vai ser viado, e a partir de agora vou dar minha atenção a ele. Quanto aos dois viadinhos marcamos pra domingo. Alguma dica de motel que possa entrar com os dois sem problema em SP?
Vou descabaçar os dois, e conto depois ok?
PS: Lucas e Gabriel têm ambos 12 anos, e são vizinhos de apartamento.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,46 de 41 votos)

Por #

20 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Faruck

    Dlc conte tudo aqui p nós.

  • Responder Pará

    Estranho ,vocês tavam num shopping de São Paulo e os garotos falando com sotaque nordestino(aperrear,tu)…

  • Responder Heloiso

    adoro eles lisinhos

  • Responder Ginho Moreno Corrêa

    MARAVILHOSO FICO AGUARDANDO OS PROXIMOS CONTOS

  • Responder Messin

    Contínua

  • Responder Ronaldo B

    Fiquei com muito tesão, gostei muito do conto. Gostaria que isso acontecesse comigo.
    Mas por que levar os moleques para um Motel e correr o risco de ser pego. Já que vc mora sozinho, leve-os para sua casa. Vai ser bem mais tranquilo, tanto para você como para os garotos.

  • Responder [email protected]

    Tesão de conto!!!

  • Responder Danilo

    Conto maravilhoso só faltou a continuação

  • Responder Klausz

    Pausa para comentar que adorei o #ForaTemer do nada no meio.

    Mas “paçear” é imperdoável.

    • John Deere,Matador de Veados

      E ser veado que nem você é perdoável então né KlausZ?

  • Responder kon

    quem dera poder ver esse video, mas tu deu muita sorte ein? apesar de q eu tbm n posso reclamar muito n kkkk

  • Responder Osasco

    Porra, também sou de SP. Me fala onde é esse shopping pelo amor de Deus!

  • Responder Melissa

    Alguém em Brasília, afim de fuder gostoso?
    Tou muito carente, mas de 5 meses sem ver um Pau !

    • Myngo

      Sim. Deixe seu e-mail.

    • Anônimo

      Sou de Brasília tenho 32a e vc

  • Responder Paulista

    Lembrei de minhas fodas com amigos e primos [email protected]

  • Responder

    Daí vc diz quanto pagou

  • Responder 17a

    Nossa q conto pfto tenho 17 anos pode mostrar o video? Te mando meu e-mail

  • Responder 18cm

    Caramba mano, moro na Vila Mariana e tenho 22 anos, me chama pra isso ae, namoral

  • Responder Anônimo

    Parei no paçear