A putinha chamada Yara 3

Autor

Continuando o que eu tava contando, eu andava sendo comida por 2 gatões pauzudos mas eu tive receio que a notícia de eu ser putinha fosse espalhar pelo colégio, então aproveitei que era férias da Páscoa e fui visitar meus avós ao lar, eles ficaram muito contentes por me ver . Eu não perdi tempo e fui dar um mergulho na piscina que havia junto da casa deles, eu tava completamente sozinha , ou foi o que eu pensei, não tardou e apareceram 2 moleques cochichando um com o outro sobre mim tenho a certeza. Eu me sentei na borda da piscina e eles continuavam em pé parecendo com medo de mim então eu quebrei o gelo e lhes falei “ oi meninos vcs são daqui?” “Sim nos moramos aqui perto e gostamos de vir na piscina” eu então os convidei a sentar do meu lado e começamos conversando , eles me contaram sobre eles, o que falava mais era o Luisinho e o outro era bastante tímido era o Vasco, ambos tinham 14 anos, eram mais novos que eu pois eu já teria 17 anos , eles foram ficando mais a vontade e se aproximavam de mim com os olhos fixados no meu corpinho que tava uma delicia com as mamas quase a saltar do biquíni de tão pequeno que era. Então o Luisinho mais atrevidamente me perguntou se eu tinha namorado “ eu não, sou solteira” eles deram um sorriso e eu perguntei descaradamente “ vcs ainda são virgens?” O Luisinho prontamente respondeu “ eu virgem? Já faz tempo que não sou, eu fodo todas as meninas da escolinha e elas fazem tudo o que eu mando como putinhas lindas” eu fiquei um pouco corada e me ri de como ele falava delas . Então ele me abraçou com um braço e me disse ao ouvido “ então e tu gatinha ? Vc gosta de chupar um pau duro ne?” “ vc tá insinuando o quê moleque? Me respeita” ele continuando a ser descarado continuou “ vc tem memo ar de quem gosta de chupar e levar com pau duro no rabinho, ainda por cima com esse rabão aposto que vc dá para todo o mundo” eu comecei a ficar molhadinha pq realmente ele tinha razão mas eu não queria mostrar que ele tinha razão então me levantei e comecei a ir embora chamando ele de nojento, mas o Vasco que era maior que eu me agarrou por trás ficando encoxando em mim e eu não me conseguia soltar , o Luisinho então disse “vc não vai sair daqui sem brincar um pouco com a gente” então ele me começou a beijar e massajar meus seios que já tavam com as tetas durinhas e o Vasco ficou dedilhando me e dando tapas no meu rabão, o Vasco prontamente sentiu meu mel a descer pelas mãos dele e e comecei a gemer contra minha vontade “ por favor parem hmmm que mão gostosa hmm por favor todo mundo vai ver” eles então me arrastaram para a arrecadação da piscina e lá haviam banquinhos e eles sentaram se “ agora vc se ajoelha e mama nos nossos paus como uma linda putinha que vc é” disse o Luisinho sem nenhum pudor, ele me dando ordens me dava ainda mais tesao então fiz o que ele mandou e tratei de chupar os paus deles, o pau do Luisinho era comprido mas fino mas o do Vasco era bem grosso , eles até eram dotados para a idade deles . Enquanto eu mamava eles , eles me despiam me deixando toda nuazinha e à mercê deles, “ nossa, vc tem as mamas mais gostosas que já vi” o Luisinho dizia isso descaradamente e mandava eu bater punheta para ele com meus seios e foi o que fiz “ Vasco deite por baixo da nossa putinha e dê uma chupada na xana dela” Luisinho mandou o Vasco, ele se posicionou e eu fiquei com sentada na cara dele enquanto ele me dava um banho de língua gostoso , isso me fez chupar com mais força o pau do Luisinho, aquilo tudo tava sendo uma sensação incrivel até que o Luisinho se veio na minha boca, eu engoli sem ele ter que pedir e quando ele viu isso me deu os parabéns. Após isso eles mandaram me ficar de 4 numa manta que havia lá e o Luisinho disse “ Vasco hoje finalmente vc vai comer um rabinho de uma putona “ eu já nem dava luta e deixei ele desfrutar do meu bundao, ele encaixou no meu cu com muita pressa e enfiou de uma só vez me fazendo gritar “ aii devagar caralhudo aiii vc me rasga toda com esse pau moleque” o Luisinho me deu um tapa na cara e me mandou calar pondo o pau dele na minha boca , aquilo doeu mas o tesao era superior. Eu tava sofrendo muito com eles, o Vasco comia meu cu e dava tapas o tempo todo, e o Luisinho batia na minha cara ou com a mão ou com o pau dele e beliscava meus peitinhos, eles então trocaram de posição mas eu disse “ aiii espera Vasco eu ainda quero mais do seu pau “ eles estranharam o que eu disse e então completei dizendo “vá deite aqui por favor “ ele fez isso e prontamente subi em cima dele encaixando o instrumento dele na minha xana, o Luisinho sem resistir enfiou direto no meu rabinho “ afinal vc é tão putinha como todas as mininas da escola” dizia o Luisinho e eu respondi “ hmmm mas quem é mais gostosa eu ou elas?” Ele sem responder tratou de estocar em mim com mais rapidez e eu xingava eles “ ai aí aí aí mais rápido mais força seus putos aiiiii” tava sendo currada por 2 moleques e tava adorando cada minuto. Eles trocaram de posições então o Vasco mandou eu chupar ele enquanto que o Luisinho continuava me comendo no rabinho, em seguida ele se veio na minha boca , era uma porra bem gostosa de beber, o Vasco então se vestiu e foi embora dizendo que tinha que ir, me deixando sozinha com Luisinho “ aii Luisinho não pare por favor aiiiii com mais força vai moleque” mais 3 estocadas fortíssimas e ele se veio no meu cu e mandou eu limpar o pau dele com a boca , deu me um pouco de nojo mas eu não conseguia dizer não aquele fedelho e limpei o pau dele todinho como novo . Nos caímos exaustos e ele continuando a brincar com meu corpo fomos conversando sobre a foda e como ele fodia com as meninas da escolinha, ele dizia que ele e o Vasco as encurralavam no banheiro e ele comia elas enquanto o Vasco vigiava , aquilo dava um tesao incrível então comecei mamando o pau dele enquanto ele continuava a contar mais histórias . Ele então pegou numa corda e atoou minhas mãos e disse “ agora vc é minha prisioneira e vai passar a noite cmg em minha casa pq hoje tou sozinho” “ aí não Luisinho e o que digo aos meus avós? Eles vão ficar preocupados” me deu um tapa e disse “ cale a boca putinha quem manda sou eu “ então ainda nuazinha e como já era de noite ninguém me viria ele foi me levando para casa dele e passei a noite sendo escravizada por ele, foi sem dúvida uma noite incrível , levei muita tareia mas bebi muita porra para compensar, a minha xaninha ficou totalmente esfolada. A meio da noite o Vasco apareceu lá e então o Luisinho disse “ vou descansar por isso tome conta do Vasco putinha “ ele foi para a sala e me deixou a sós com o Vasco no quarto dele tratei logo de o chupar “ sluuurp sluuurp Vasco por favor só meta no meu cuzinho que a xana tá esfolada sluuurp sluuurp “ mas antes disse ele chupou meus seios como um bezerro faminto à procura de leite , depois me pus na posição de frango assado e ele feio por cima de mim e enfiou direto no meu rabinho e continuou chupando meus peitinhos, eu gozei umas 3 vezes com essa cena. Mais tarde o Luisinho voltou e me voltou a comer na xana, eu tava toda dorida mas ele comia tão gostoso que eu me aguentei. Nessa noite ficamos dormindo agarradinhos em sanduíche, e dava beijinhos no Luisinho agradecendo aquele dia. No dia seguinte o Vasco já tinha ido embora e o Luisinho tava dormindo com a boca numa das minhas tetas chuchando, me senti como se fosse uma mãe amamentando a cria e deixei ele chupar um pouco. Bom dps de nós arrumarmos eu tinha que sair e encarar meus avós que deviam tar preocupados, o Luisinho me acompanhou dizendo “ não se preocupe e falo com teus avós “ , chegando em casa meu avô dizia “ nossa Fabiana nos tavamos preocupadissimos onde vc se meteu?” E o Luisinho respondeu “ peço desculpa senhor ela teve comigo e com minhas família e como ela bebeu um pouquinho deixei ela dormir com a minha mãe e dps eu traria ela a casa” “ ah Luisinho muito obrigado vc sempre foi muito bom rapaz” eu fiquei pensando que se calhar eles se conheciam e questionei “ avô vc conhece ele? “ “ sim Fabiana , o Luisinho já conhecemos desde bebezinho , além disso ele também mostra a aldeia as tuas primas quando veem cá visitar nos “. Euuu logo topei afinal ele andava metendo nas minhas primas!! Esse safadinho … então meu avô disse “ Luisinho conto com vc para mostrar tudo de bom que a aldeia tem pode ser “ “ claro meu senhor”, carai meu avô acabou de me entregar aos leões sem ele saber, isso foi como dar autorização ao Luisinho para me comer . “ não percamos tempo Fabiana , bora ver o lago como combinamos anda” então fui com Luisinho ver o lago, e sentir o lago de porra que ele tinha para me dar durante aquela semana toda ! Obrigado por lerem meus amores, vos amo muito e adorava mamar nos vossos paus ! Beijinhos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,92 de 13 votos)
Loading...