Vi meu namorado abusando da sua filhinha de 8 anos

Autor

Gente, eu namoro já faz alguns meses um cara que sempre foi fogoso. Desde o início do nosso relacionamento ele sempre buscou novidades na hora do sexo.
Eu que no começo era tímida, fui acostumando com isso e fui deixando me levar por essas suas loucuras.
O Marcelo é um homem bem apanhado, com seus 35 anos demonstra ser educado, culto.
Mas só quem já fudeu com ele sabe o quanto ele é intenso.
Se tratando de sexo ele não tem nenhum pudor, também acho que não se deve ter, mas tem lugares e momentos que deve ser respeitado.
No início do namoro ele começou a me dedar no banco do carona do carro do amigo dele.
Eu fiquei com tanta vergonha, pedia para ele parar e aí que ele fazia mais, via a cara de desejo do amigo dele, aí sim que ele ia a loucura.
Ele colocou os meus seios para fora e apertava, sugava, mordia. O amigo alisava o pau duro.
Não preciso dizer que essa história acabou com o amigo me fudendo de todas as formas possíveis.
Isso é apenas um pouco de muitas coisas que eu vivi com ele durante esses meses que estamos juntos.
Eu sei que ele sempre adorou meu jeito timido, quanto mais acanhada eu ficava, mais ele fazia algo para me surpreender, constranger e no final rir da minha cara por saber que mesmo tentando manter a linha eu amava e amo uma sacanagem.
Tenho 23 anos, e posso dizer que tenho aprendido muito com ele.

Esse dias ele resolveu apresentar a filha de 8 anos, que até então eu nem sabia que existia.
Ele fala muito pouco da família.

Eu fui logo perguntando se ele era casado, mas ele me acalmou dizendo que era divorciado.
A menina ia ficar na casa dele durante o fim de semana.
Ele ia pegar a criança na casa dela e pediu que eu me encontrasse no apartamento dele.
Eu estava um pouco receosa, não sabia como agir, nem como seria recebida.
Cheguei na casa, bati na porta e o Marcelo abriu com a menina no colo, sorrindo.
Ela é linda, cabelos castanhos claros, de franja,branquinha da boca vermelha e tem lindos olhos verdes.
– Diz Oi para a namorada do papai.
Ele falou bem perto do ouvido dela, raspando a barba no seu pescoço enquanto ela ria.
-Oi.
Ela disse rindo.
Eu sorri também, o Marcelo falou para ela me dar um beijo e me convidar para entrar.

Ela se aproximou e deu um beijo quase perto da minha boca que até me assustei.
– Entra tia.
Ela falava rindo.

É, entra tia.
O Marcelo falou com malícia e quando entrei ele apertou minha bunda.

Aí eu percebi que ele tava aprontando alguma coisa. Só que tinha certeza que ele não ia fazer nada comigo com a filha dele ali, pelo menos não até ela dormir.
Me enganei feio.

A programação da noite era filme e pipoca.

Eu fiquei ao lado do Marcelo e a Alice no colo dele.
Não demorou muito para eu sentir ele passando a mão na menina alisava as pernas, os caroços do peitinho, a bucetinha por cima do short.

Quando percebi, ele me olhava com cara de safado, rindo minha cara abismada e ia mais além. Ele meteu a mão dentro da calcinha e fazia carinho direto na pepeka.

-Que tocar também? É bem lisinha.
-Nao. Tá maluco!
Você vai gostar, tu é muito safada. Por isso que eu gosto de ti, porque vc é minha putinha, igual a Alice, né que vc é a gostosinha do pai?

Alice só acenou,parecia estar gostando.
-Fica nua para tia ver.
Ela se levantou e tirou a roupa rápido, parecia que estava acostumada com os comandos do Marcelo.

– Você também tia Louise. Né pai que ela também tem que tirar?

-Isso mesmo meu amor, mas a tia precisa de ajuda no começo.
Senta no sofá do jeito que o pai gosta que eu vou ajudar a tia.
Alice sentou com as pernas abertas se acariciando, como se estivesse masturbando.

Marcelo veio para o meu lado me beijando feito louco cheio de tesão, tirando minha roupa.
-Nao faz isso.
-Para de ser boba vc vai gostar
Ele foi beijando meu pescoço, metendo a mão na minha buceta, enquanto olhava para a pequena se alisando.

Não demorou muito e eu estava nua.
Alice se levantou e colocou a mãozinha na minha bucetinha, enquanto Marcelo chupava meus seios.

-Aqui para vc meu docinho.
Ele abaixou a bermuda e colocou o pau para fora.
Alice pegou com uma mão e levou na boca, começando um boquete. A outra mão continua me tateando.
Eu não queria mas estava ficando gostoso.
Marcelo também estava louco de tesão. A cáda chupada ele urrava de desejo, tava uns tapas fortes na minha bunda e devorava meus seios.
-Vamos para cama.
Ele pegou Alice no colo e me arrastou pelas mãos.Deitou ela na cama e pediu que eu me deitasse do lado dela.
Começou chupar nós duas, alternando.
Se deliciando com as duas bucetas.
Ele punhetava o pau grosso, cheio de veias.
Deu um tapinha na bunda da Alice e mandou ela sentar na minha cara e rebolar gostoso.
Ela veio obediente, enquanto ele se enfiava em mim, eu chupava Alice que estava no meu rosto.
Ele metia com força fazendo a menina pular na minha cara.

Eu vi quando ele segurou a cintura dela e meteu o dedo no cuzinho. Ela fez uma carinha de dor, mas eu chupava a pepeka fazendo ela ter prazer.

Sei que eu estava adorando. Alice depois de um tempo caiu molinha em cima de mim e começou a mamar no meu peito.
O Marcelo metia até o talo. Me xingava de puta, que tinha as meninas mais gostosas só para ele

Eu gozei muito no pau dele. E quando ele gozou ele tinha dois dedos enfiado na bucetinha da Alice.
Ele sorria vitorioso como se tivesse realizado um sonho.

Eu fui proibida de usar roupas durante todo o fim de semana. Alice ficava de calcinha e o Marcelo arranjou várias maneiras de passar o tempo.

se quiserem entrar em contato
louise.louisap@gmail.com

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,40 de 70 votos)
Loading...