Recordação Satisfatória com meu amigo

Bem a historia que vou relatar aconteceu a uns meses atrás, eu tenho um amigo Nelsinho, que fomos criados bem dizer juntos, desde dos nosso 16 anos, sempre fomos bons amigos, estávamos sempre justos, bailes, jogo de futebol, praia, em fim, eu na verdade sentia ate um tesão nele, mais tinha medo de me declarar, a uns tempo começamos a trabalhar juntos, e eu ia na casa dele chama-lo, e sempre encontrava ele dormindo, eu ia no quarto dele acorda-lo e ele sempre com a rola dura, e que rola, grande e grossa, ele ficava me perturbando vem aqui vem senta aqui, da uma chupadinha, mais eu sai fora, seus pais trabalhavam deixavam a porta encostada para eu chamar ele para o trabalho, eu ficava com um tesão danado, mais tinha medo dele contar para alguém então passou batido, eu era bonito, uma bunda linda umas pernas grossa, gostoso, eu sentia que ele tinha tesão por mim, no futebol quando tomávamos ele fica tentando passar a mão, eu saía fora, o tempo passou, acabamos nos separando, só ficou a saudade e o tesão.

Passaram-se uns vinte anos ou mais, sem encontrar com Nelsinho, um dia bem que por um acaso me encontro com ele, nossa que alegria, uma satisfação de ambas as partes, eu já casado, ele separado, tinha voltado para a Cidade, conversamos um pouco bebemos algumas cervejas e combinamos um outro dia para recordar nossa amizade.

Nesse dia ele comentou que estava morando sozinho, eu já mais velho ele também,. eu ainda gostoso, um pouco acima do peso mais ainda bem gostoso, conversa vai conversa vem, depois de uma boa doze de Álcool, ele disse vai lá em casa, e brincou vai me acordar, como você fazia nos tempo atrás, eu completei é naquele tempo você estava sempre de rola dura agora, ele disse ainda estou, eu dei uma risadinha, ele disse vai lá, vai la pelas 8,30 o horário que costumo acordar, e você vai ver ela dura, eu brinquei olha que eu vou mesmo, ele respondeu vai mesmo, vamos continuar de onde paramos, e ficou acertado de ir lá.

No dia seguinte 8,30 eu estava lá toquei a campainha ele liberou para eu entrar e disse olha a porta esta encostada e só entrar, entrei, era um Quitinete, ele deitado e com um mastro grosso duro, e disse eu não falei que iria estar duro, eu brinquei e disse tu e foda mesmo, ele então disse vai deixa de lero lero, da uma chupadinha eu segurei na caçeta dele e não aguentei cai de boca nossa chupei com tanta vontade e tesão ele me virou e passou a chupar o meu pau também, que e pequeno 15 cm, o dele 22 cm e muito grosso, ele me virou de bunda para cima passou um lubrificante e foi tentando introduzir aquilo no meu cu, nossa relaxei e recebi aquilo tudo dentro, que maravilha, doeu um pouco mais foi gostoso, nossa ele demora para caralho para gozar ate que encheu meu cu de porra, que delicia, depois acabamos fodendo mais um ´pouco e eu fui embora, ai ficamos nos encontrando eu sempre dando o cu para ele, ele só gostava de chupar não dava o cu.

Um dia eu na praia com a minha mulher ela tomando sol com um biquine fio dental com a bunda toda de fora, ela e muito gostosa, uma bunda maravilhosa, saliente, carnuda, linda , umas pernas grossas, seios médios, bem gostosa, morena bronzeada com a marca bem definida do biquine, quem eu encontro, Nelsinho, eu estava sentado numa mesa num quiosque e minha mulher ao lado tomando sol, ficamos conversando, eu um pouco nervoso pois eu dava o cu para ele e estava com a minha mulher, que não desconfiava de nada, com medo dele comentar alguma coisa, bebemos algumas eu acabei apresentando ele a minha mulher, como a gente estava falando sacanagem ele estava de caçeta dura, e na sunga mostrava aquele vergalhão, minha mulher levantou e veio tomar uma cerveja, ele se levantou se despediu e foi embora, e claro que estávamos falando da minha mulher, ele dizia nossa ela tem um bunda em, assim que ele saiu minha mulher perguntou o que estávamos falando, eu já com a cara cheia de álcool respondi de você, ela respondeu já imaginei, eu perguntei por que imaginou, que ele saiu de pau duro, eu perguntei você prestou atenção, ela respondeu claro, eu perguntei viu o tamanho, ver eu não vi mais imagino que seja grande pela mala, eu respondi é grande mesmo e muito grosso, deve ter uns 22 cm, ela respondeu nossa, e grande mesmo, e disse delicia, eu sei que ficamos exitados, e passamos a conversar sobre o Nelsinho, e ele quando metia no meu cu também comentava dela, perguntava sera que el aguentaria o meu pau naquele cu, e assim acabei ficando exitado e passei a conversar com minha espopsa sobre o Nelsinho, mais esta e uma outra historia que eu conto da próxuima vez.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 11 votos)
Loading...