Reboot 1

Autor

Oi meu nome é Melissa tenho 15 anos sou branquinha, 1,60cm, rabo grande e redondo, magrinha, mas com peitão.
Vou contar tudo desde o início, ao 12 anos perdi o cabacinho com um marginal da minha rua de 18 anos, me levou na conversa e quando fui ver estava atrás de um muro com o xinim ardendo e vendo 3 pingos de sangue no chão, mas isso ficou no passado, hoje tenho um namorado de 20 anos, Fabio, alto, loirinho que me dá tudo que eu quero e em troca eu dou pra ele, mas o problema é que só ele não me basta por isso eu chupo e dou para outros machos, tento variar e escolher um diferente todos os dias, até que me engracei com um cara de outro bairro, ele diz que é agenciador, seu nome eu não sei, mas é conhecido como Tavão, tem 34 anos, negro, grande, cara de mau e com um pau de 23 cm, grosso feito uma maçaneta, a cabeça era difícil de entrar, mas estava muito encantada com o Tavão, por isso todos os dias sempre que o via ia logo para o colo dele e lhe dava beijinhos, mesmo tendo namorado e ele sabia, no seu carro, eu mamava o pau dele e sempre ia de saia sem calcinha, montava naquele caralhão e quicava até ele gozar tudo dentro de mim.
Ele as vezes me esnobava, mas eu ia sempre atrás dele tipo cadelinha no cio e só ia embora depois de dar gostoso para aquele negão, mais tarde em casa recebia a visita do meu namorado e me lavava para fodermos gostoso, mas em quanto o pau do meu namoradinho nadava dentro de mim, eu só pensava no Tavão, até que um dia, decidi matar aula e fui para casa de massagem do Tavão, la de cara me mandaram ficar nua, me despi toda deixando meu peitao solto, os rapazes não paravam de olhar, depois ficaram a brincar com meu peitao “ hmmm não não parem hmmm “ só conseguia gemer e eles já tavam mamando nos meus seios “ ahh siiim mamem tudinho meus bezerros” passando um tempo eles me pegaram e fomos para o quarto, no caminho pude ouvir outras moças gritando e pedindo para ser fudida, me deu tanto tesão, eles se despiram muito rápido e me ajoelhei para mamar os paus deles, mamava um e batia punheta noutro e ainda fiz espanholada neles, tava ficando gostoso, um deles me pôs de 4 e veio pincelar minha xaninha enquanto eu mamava o outro “ slurp slurp sluuuuurp enfia de uma vez filho da puta!!!! “ ele nem hesitou e meteu ferro e começou a bombear forte, o outro então tirou da minha boca e veio para meu rabinho “ não aí não por favor eu sou virgem no cu se meu namorado descobre ele acaba comigo!” ele mandou eu me calar que ele tava pagando e começou a enfiar o pau no meu rabo, foi ai que me dei conta de que eu era puta, eu tentei fugir, mas ele cravou tudo e agarrou minha cintura o outro meteu o pau na minha boca “ hmmm seu filho da puta me tá rasgando toda aiiiii” de repente entram no quarto o Tavão nu segurando uma coleira amarrada no pescoço de uma puta loira pelada e começa a xingar me chamando de vadia e oferecida e então se deitou e mandou eu me sentar em cima dele e cravei seu pau na minha xaninha e o cara no meu rabo, me vim umas quatro vezes até que eles explodiram dentro de mim com uma inundação nos meus buracos, apartir desse dia passei a ser quenga na minha cidade, mas meus pais e meu namorado não sabem de nada, todos os dias e sentia que conseguia foder com mais e mais homens.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,09 de 11 votos)
Loading...