Pai gostoso e filhinho incesto (real)

Autor

Olá, meu apelido é Linho (Paulinho) sou muito fã de incesto, pois tenho uma enorme tara em meu pai de sangue mesmo e este é meu primeiro conto e é realmente verídico gente. Bom vamos lá !
Eu sempre estou vendo na internet filmes pornôs com homens maduros vs jovens, vejo até com mulher, adoro imaginar como seria delicioso eu naquela situação fudendo com meu papis que é um homem de 1,80 de altura, sorriso largo, charmoso, macho conquistador, minha mãe só tem dor de cabeça com ele rsrsrs, mas ele é bem na dele, centrado e focado, porém é homem e é safadinho. Certo dia estava eu lendo na internet contos de pais e filhos e me masturbando com meu consolo na frente do pc quando de repente meu pai bate na porta e me chama pra jantar, pois queria falar algo pra família toda e naquela hora eu gelei, estava eu peladinho com meu consolo no cúzinho, e meu pai com aquela voz grossa na porta me chamando, quase gozei todo com a situação, porém eu tinha que me vestir e ir para o banho para poder disfarçar a minha demora para abrir a porta. Então eu vesti meu roupão e abri a porta para o meu pai e ele me perguntou que demora era aquela e eu disse que tava pegando minhas coisas para o banho e tava com fone no ouvido e não ouvi ele me chamar, claro que ele ficou meio desconfiado né, ele é sábio, afinal tem 43 anos e eu 21 anos, porém gente parece que eu tenho 18, bem novinho mesmo, sou branquinho, loiro, olhos claros , 175 alt, magrinho e depilado, amo usar calcinhas socadinha no bumbum, amo mesmo. Indo tomar o meu banho, meu pai ficou me observando a entrar no banheiro mas não disse nada, cheguei lá no banheiro e de repente para a minha surpresa lembrei que eu não tinha excluído o histórico do computador e meu pai ficou na porta do meu quarto e ele tem mania de desligar o computador quando não estou usando, putzzzz tava ferrado !!!
Chegando para jantar meu pai tava olhando muito pra mim e ele estava com um certo olhar malicioso no rosto, eu tava ficando todo molhadinho, amo homens com cara de safado com aquele olhar tipo sedutor e aquele sorrisinho de cantinho, este é o tipo que eu me amarro fácil. Porém eu não entendia porque ele olhava tanto pra mim me fazendo constranger até eu lembrar sobre o histórico no PC.
Bom, terminamos de jantar, ele nos disse o que tinha para nos dizer e foi tomar banho e eu fui lá lavar a louça porque era minha vez naquele dia, até que meu pai me chamou pelo apelido :
– Linho, venha aqui, esqueci a toalha, pegue-a para mim lá no quarto !
Meu Deus oque era aquilo ??? entrei no banheiro e vi meu pai peladão, aii gente que delícia de homem E que pau era aquele ?? não é tão grande mas é médio, grosso, cabeçudo, sacudo e tem umas veias sobre o pau. Entreguei a toalha e voltei a lavar a louça pensando naquela delícia, gente tava lavando a louça com o cúzinho piscando e o pau bem duro na calcinha, mas já tava de noite e eu tinha que dormir e então fui me preparar para dormir, pois já havia passado algumas horas e todos já dormiam na casa, inclusive eu, até que eu dormindo profundamente acordei com o meu pai com a mão na minha boca pedindo para mim não fazer barulho, pois a minha mãe estava no quarto ao lado e não poderia acordar, claro que eu fiquei caladinho até ele sussurrar na minha orelhinha assim :
– Pensa que eu não sei que você curte essas paradas de pai e filho ? pai e filha ? vi no seu histórico, você precisa ser mais cauteloso, porém eu também sempre tive umas fantasias/fetiches estranhos também, e agora não vejo o porque nós não termos esta experiência, certo ?
Naquela hora eu só balançava a cabeça que sim, meu coração tava acelerado demais, tava nervoso, afinal era meu pai que estava lá querendo me comer, meu pai, entendeu ?
Ele, já entrou no meu quarto sem camisa e de cueca, pois é o jeito que ele dorme com a minha mãe, eu levantei e comecei a beijar ele, mordendo seu pescocinho, mordendo a orelhinha dele até eu começar a descer a boquinha sobre os mamilos dele e começar a chupar o pau dele sobre a cueca dele, que delícia, fui tirando para fora até aquela coisa saltar para fora e eu começar a dar beijinhos na cabeçinha rosada de seu pau, mamava igual um bezerro faminto, chupava o saco dele, passava a rola na minha cara, voltava pra cabeça, batia pra ele, até quando ele falou pra mim sentar em seu colinho de calcinha e eu sentia aquele pau louquinho para entrar no meu cuzinho rosa e apertadinho, pois não pratico muito sexo anal, não namoro e sexo fácil não curto não, mas voltando, papai pediu para lamber, papai ama um sexo oral, beijo grego, já ouvi ele comentando com os amigos, e ele é bom no que faz gente.
Até que meu cuzinho todo lubrificado com a saliva dele, ele começou a colocar o dedo dele no meu rabinho, entrava 1, 2 dedos, ele foi abrindo espaço para mim receber aquele pau safado e grosso. Até que ele pegou o pau dele, e pediu para mim sentar, fui sentando com a minha rola muito dura, não tava crendo que aquilo tava acontecendo, meu pai ali me fodendo, e eu sentava com gosto, aguentei todinho, a cabeçinha já tinha entrado, tava doendo mas eu nem reclamei, pois ele poderia falar pra nós deixarmos quieto e isso eu não queria, queria ir até o fim.
Papai me comeu de ladinho, adorava ouvir o som da bola dele por causa dos movimentos vai e vem, ele me fodia com a sua mão em minha boca para não escapar meu gemido e acordar mamãe, depois me comeu de frango assado, ele passava a cabeçona no cuzinho e colocava lá dentro, tirou e colocou, me comeu de quatro, me comeu de pézinho até ele falar que queria gozar, porém tava com medo da minha mãe sentir a falta dele na cama e procurar ele pela casa, só me restou concordar né e começamos a gozar, eu gozei na minha barriguinha e ele gozou na minha boquinha, que delícia, quanta gala papai têm, ele gozou e eu continuei mamando o pau dele até ficar murcho e ele poder guardar na cueca de novo rsrs.
Papai disse que iria se limpar e depois era pra mim dar um jeito de tomar banho sem fazer barulho e me beijou e saiu do quarto.
Gente, não pretendo dar sempre pra ele porque minha mãe pode descobrir e talz, mas mamar ele, sempre que ele vai no meu quarto a noite eu dou um jeitinho de tomar o leitinho dele.

Agora me conte, qual é o teu conto ? amo ler incesto, Bjos …

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,86 de 22 votos)
Loading...