Muita putaria na praia: final

Autor

No dia seguinte eu, a Karina, o Arthur e o Cris acordamos e tomamos aquele café, minha esposa e o Arthur saíram pra ir ao supermecado, ficou eu e o Cris, a solange ainda estava dormindo bem profundamente, eu e o Cris começamos a conversa sobre ontem ele falou que ficou super feliz, mas ficou meio sem graça com os olhares das pessoas, expliquei pra ele que é normal e que agente não sair espalhando.por aí, é que a liberdade não é uma prisão, ele ouvindo essas palavras ficou mas tranquila, e falei pra ele que o Arthur até faz sexo comigo, ele ficou supreso com o que eu tinha falando, mas depois agil naturalmente, é comecei a beijar a boca dele e ele retribui sentir a língua dele enroscando na minha língua, parei de beija ele e disse.
– vamos la em cima no meu quarto, quero te amarra e dar pra vc gostoso.
Na hora ele se animou, também quem não gosta de novidades kkkk, subirmos a lembrei que eu tinha achado uma corda fina debaixo da cama, ele deitou, amarrei as duas mãos na cabeceira da cama, comecei a tira o calção dele depois a cueca e comecei a chupa o.pau dele bem gostoso, chupei as bolas e comecei a bronca, tirei a minha bermunda e a minha cueca, é fizermos um 69 gostoso, ele chupou meu pau que delicia de chupada e eu chupando a rola dele, depois sentir a língua no meu cu, eu geme e comecei a chupa a rola do Cris.
Sair de cima dele fui em direção a rola do Cris, cuspi na mão pra lubrificar o meu cu, e sentei com gosto naquela rola grande.
-aaaiii que delicia, arromba meu cu Cris, isso aí arromba seu puto.
Como a rola dele é grande, calvaguei gostoso naquela rola gostosa aaahhh huuummm delícia ja estou até de pau duro, sentei com gosto naquela rola deliciosa, começou a gemer e mesmo amarrado ele se contorcia de tesão, levantei de cima dele e virei de costas, sentei outra vez de costas pra ele e comecei a pular e ele batendo na minha bunda, revirei os olhos e sentir uma puta vadia dando o cu pra ele, e na porta vir uma sombra, já como a porta ficar de frente pra cama, e vir quem era, era a solange olhando eu dando o cu pro Cris, na minha mente estava " é hoje que eu vou ver solange dando pro cris", sair de cima dele e ela viu o tamanho da rola do enteado, fizermos 69 para que o Cris não visse a solange, eu comecei a provocar a solange, chupando a rola do Cris e mostrando pra ela de como era grande e fazendo sinal com o dedo pra ela vir participa, levantei de novo e fiquei de frente para o Cris, e sentei novamente, comecei a pular em cima do pau dele, sabe como é puta fogueta não aguenta olhar de qualquer jeito quer participa, ela veio e disse.
– ah Cris perguei vc comendo o cu do Roney.
Ele amarrado ficou sem ação, e falou assustado.
– não desculpa por favor não fale pro meu pai.
Ela veio pra perto dele e disse.
– relaxa bobinho, não se preocupa aqui tudo é segredo, e eu também quero participa dessa putaria.
Ele arregalhou os olhos não acreditando que a sua madrasta gostosa iria fazer um sexo gostoso, sai de cima dele , a solange subiu na cama, fez um strip tease cris olhando tudo aquilo ficou vibrado com aquela delicia de mulher, solange foi descendo bem devaga pegou no pauzao dele e começou a descer bem devaga, nossa como ela gritou.
-aaaiiii que pauzao menino, pra quem você puxou essa rola toda.
Solange foi descendo bem devaga outra vez, e ficou parada pra buceta dela se acostuma, e quando vou que se acostumou, começou a rebola bem gostoso, e gemia alto pois estava com tesão e dor ao mesmo tempo, e eu batendo uma bem gostoso vendo a madrasta sentando na rola do enteado, Cris começou a geme revirava os olhos no sentindo de tesão e êxtase, ela rebolava e calvaga deliciosamente a bunda batia mas coxas, que delicia ver aquela foda, depois foi a vez de ela dar o cu, ela mim perdiu pra lubrifica seu cu, eu lambe o cu dela deixa toda molhadinha e o Cris amarrado so olhando a sua madrasta se transformando numa verdadeira puta.
Deixei o cu da Solange toda lubrificada ela pegou no.pau do Cris e começou a senta bem devaga, ela gemeu de dor parou e depois continuou, e eu comecei a bate mas ainda ai eu falei.
– vou goza, vou goza.
A Solange falar.
– goza na cara do Cris.
Ai cheguei perto dele e gozei todinho na cara do Cris, ele começou a se debate e a metade do gozo foi pra boca dele, ele fez cara de nojo, a solange começou a beija aquela porra todinha da cara do enteado, nossa como a Solange é safadona, ela adora coisas novas e mandar, agora sei o.pq que o Beto amar essa mulher, ai o Cris começou a se debate e anunciou que iria goza e gozou, dentro do cu da madrasta, solange deu um tapa na cara dele e disse.
– a parti de hoje cris, você será igual seu pai, um brinquedinho sexual pra mim.
Solange se levantou e eu desamarrei o Cris que foi correndo pra se limpa, e eu estava satisfeito com o que eu vir, gente foi a melhor foda que eu já vir, que delicia.
Passou algumas horas a Karina e o Arthur chegam e anunciei pra eles, que a solange transou com o Cris, minha mulher ficou chateada pois quero ver kkkk e o Arthur foi dar parabéns aos dois, e foi uma alegria só e começarmos a conversa, fizermos um churrasco delicioso, Karina ficou namorando o Cris, solange ficou namorando o Arthur e eu assando a carne, depois inverteram os papéis, foi uma delícia essa praia nunca vamos esquecer desse momento.
A noite chegou e formos pra praia, a solange lembrou daquele lugar em que o casal nos indicou, formos até la e começarmos a transar, foi uma suruba so, solange dava pro cris, Karina dava pra mim, as vezes eu dava para o Cris, teve até dp da karina e da Solange, eu sentava na rola do arthur e foi assim, uma delícia de.praia.
No dia seguinte estávamos nos preparando para volta a rotina, eu estava no carro arrumando as coisa e a Karina veio até mim e disse.
– amor a solange mim falou agorinha, que queria a minha resposta sobre o nosso filho.
Eu parei um pouco e pensei " não seria justo de tudo isso acontecer e eu limita a solange com meu fikho", eu achava justo dela ter nos apoiado essas orgias com o enteado dela, e eu colocar uma.Barreira entre a solange e o meu filho, olhei pra Karina e disse.
– o que você achar amor?
Ai ela disse.
– amor acho justo ela sastifazer o nosso filho, depois de tudo isso que aconteceu aqui nós dois colocar uma barreira, não seria justo pra ela.
Ela pensou a mesma coisa que eu, balancei a cabeça com sinal de possitivo e disse.
– ta bom, eu aceito.
Karina foi la junto com a Solange e segundo a minha esposa ela ficou super feliz, pois ela tem uma quedinha pelo nosso filho, modéstia a parte ele é muito bonito kkkk.
E cairmos na estrada, ai eu pergunto a vocês teve putaria, sim teve sim kkkk, como.o vidro é escuro atrás, eu fui sentado no colo do Cris, quer dizer em cima da rola dele kkk, a solange na rola do arthur e a minha mulher foi dirigindo, horas dminutos depois troquei com a Solange, eu sentei na rola do arthur e ela na do Cris, teve horas que eu fui dirigindo e o resto vocês já sabem kkk.
Chegarmos no bairro e formos deixar o Cris e a Solange em casa, agradecemos e como estávamos cansados partimos rumo pra casa, estacionei o carro e formos descansa, depois dessa praia cris via aqui em casa pra comer meu cu e o da minha mulher, e sempre gozava na boca dele e o pai dele até hoje não sabe disso kkk que bom, duas semana depois arthur voltou pra casa nunca.perdemos contato com ele e nunca falou pra ninguém nem os mãe dele, solange ainda continua com o Beto mas nessa semana fiquei sabendo de uma coisa horrível o Beto tem um câncer maligno e não sabermos se vai sobreviver espero que sim.
Até Até próxima galera, espero que tenham gostado.
Fuuuiii

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,38 de 13 votos)
Loading...