Meu maninho meu macho

Autor

Sou morena, baixinha, tenho um pouco mais de 1 metro e meio, coxas grossas, não tenho ainda muito peito, mas em compensação tenho uma bundinha empinada , os meninos adoram e eu tenho vaidade nela.
Adoro dançar ao som do funk, fico totalmente desinibida, danço com a mãozinha no joelho, sem me preocupar com as pessoas em volta, empino a bundinha e rebolo sem parar ao som da musica.
Ele já estava um pouco bebido, e senti os pelos se eriçarem quando se coloca atrás de mim e escuto o desabafo dele em voz baixa “puta que pariu… que rabo maninha.
Fico mais atiçada ainda, empino ainda mais a bundinha, olho para ele e sorrio.
Vem comigo ..vem.. tou de pau duro de olhar…
Paro de dançar, pego num refrigerante e como quem não quer a coisa saio de casa, ele segue-me, já perto de mim, diz-me, anda maninha.. vamos para o nosso sítio.
Olha para os lados e abre a porta do quartinho.
Há muito que não é utilizado e hoje serve apenas para guardar, velharias e material de limpeza. O espaço é pequeno, ele fecha a porta, pega-me pela cintura e encosta-me na porta, beija-me eu correspondo hoje quero ser uma verdadeira putinha.
Afasta-se alguns centímetros de mim e abre a calca, e diz baixinho : -Vem tirar leitinho vem? Tá cheiinha aqui. Baixo-me, puxo-lhe a cueca o pau pula na altura do meu rostinho de boneca.
Pego nele, está duro e quente, passo a mão no saco, volto a segurar a vara e puxo a pele para trás, aproximo a minha cara dela e cheiro a vara. Adoro o cheiro de vara de homem.
-Vai maninha, chupa!(geme baixinho)
Continuo a cheirar aquele pau moreno, levanto o saco e encosto o nariz lá pra sentir o cheiro, cheiro de vara que tanto gosto, cheiro de homem macho, viril, a vara do meu macho.

Começo a manusear a vara , a cabeça baba e mela-me a mão, passo a língua na cabeça inchada da vara e ele solta um gemido de tesão.
Chupa, chupa agora … Coloca a linguinha na cabecinha vai!!
Ele tenta ajeitar o pau para colocar na minha boca, passo apenas a linguinha na cabecinha, no buraquinho da cabeça e circulo com a língua toda a cabeça melada da vara.
Ahhh que língua gostosa, mama, vai está cheio de leitinho para a maninha mamar!!!
O gosto e o cheiro da vara deixam-me doida de tesão começo a masturbá-lo enquanto chupo, agora com força, aprendi a mamar com ele e sou a putinha dele.
-Isso, linda ..issso… mama…vai…mama!
Ele começa a movimentar o quadril, fode a minha boquinha, enfia aos poucos fico com a boca cheia .
Pega nos meus cabelos e soca lentamente , adoro sentir a vara entrar e sair da minha boca enquanto a sugo como um vitelinha.
De repente,ele solta um gemido profundo,e diz:
Toma leitinho…bebe….
Segura a minha cabeça forte e com a vara dentro da minha boca, esporra dentro dela
Sinto os jatos na minha boca, não consigo engolir toda e a porra sai pelo canto da boca enquanto ele solta gemidos de satisfação.

Toda melada, tento engolir toda para não me sujar, e realmente eu gosto de leitinho, não quero desperdiçar nada.

Após ele se acalmar, tira a vara da minha boca e fica passando com ela no meu rosto e eu passo a língua nela, sempre que passa junto dos meus lábios .

-É muito putinha mesmo, tu adora mamar …limpou tudo.

Subo entao sua cueca e acomodo a vara dentro dela, subo-lhe as calças fechao o zíper da calca, deixo-me ficar de joelhos defronte dele, como me ensinou.
Gostou do leitinho ?
Hummmm… tão bommm digo-lhe eu com a voz meladinha de putinha safada.
Hoje à noite vai usar o creme que te dei tá ? Oode contar comigo na sua cama.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,64 de 14 votos)
Loading...