Dei para 7 depois do trabalho

Olá meu nome é Bruna, sou morena, seios médios, bubum grande cintura fina e coxas grossas. Bem o tipo de mulher brasileira. Sempre fui bem safada, desde pequena já entrava em sites de sexo e sempre senti um tesão por transa com varios homens.

Já tinha transava com 2 ou 3 caras de uma vez só quando eu tinha 17 anos e foi o máximo. Um pouco mais tarde com 22 passei por uma experiencia maravilhosa. Tudo começo quando eu trabalhava numa sorveteria, bem perto da minha casa, mas longe o suficiente pra anadar uns 30 minutos.

Uma noite de verão eu estava lá trabalhando com a sorveteria cheia, quando entraram 3 homens de uns 30 anos meio bebados e me viram de vestidinho branco até o meio da coxa e mexeram comigo me chamando de gostosa. Fiquei cheia de tesão , mas me dei ao respeito já que estava no trabalho. Servi eles e eles foram embora.

2 horas depois o meu chefe resolveu fexar e já estva bem tarde, mas como estava calor achei que teria bastante movimento nas ruas. Fui andando e pensando num conto que tinha lido sobre uma garota que havia sido violentada e adorou. Imediatamente fiquei toda molhadinha esperando que algum tarado aparecece.

Mas a frente numa esquina vi um carro estacionado com vozes altas de homens, fui passando sem nem perceber que eram os mesmos da sorveteria, mas estavam com mais alguns. Um deles me viu e gritou “ olha se não é a gostosa do sorvete, vem cá docinho, quero esperimentar você também” olhei de canto de olho e descidi ir. Não sei da onde tirei coragem mas fui.

Cheguei perto e ele passou a mão na minha bunda “ essa é boa, quem á afim de ir lá pra casa fazer uma festinha com a putinha?” os amigos dele foram até mim , e eu vi que eram 7, me pegaram e me colocaram no carro. Com medo mas com muito tesão entrei sem dar uma palavra. Eles começaram a passar a mão pelo meu corpo e abaixaram para chupar meus peitos, chupavam tanto que parecia que iam arrancar. Após uns 10 minutos chegamos na casa.

Era bem grande, e me senti meio tensa pois era a primeira vez que eu ia pra casa de um desconhecido rodiada de homens.

O dono se aproximou e começou a conversar comigo

– e então gata, como é o seu nome?

– Bruna. – respondi meio sem jeito. Um outro cara falou

– nome de putinha mesmo. – e os outros riram e concordaram

O dono pegou a minha bolsa e colocou num canto, veio na minha direção e começou a me beijar, eu retribui com intencidade enquanto ele explorava meu corpo.

– Nossa essa safada já ta toda molhada. Hoje eu vou comer você inteira junto com os meus amigos. Mas fica tranquila, vamos te foder todinha mas vamos pagar pelos seus serviços.

Fiquei absmada, nunca pensei em receber pra dar pra alguém , ainda mais sentindo o prazer que eu estva sentindo.

Ele veio e tirou o meu vestido me deixando só de calcinha, meus seios a mostra deixando todos eles loucos por mim. Eles vieram chegando perto e o dono me mandou ajoelhar, e chupa-los. Claro que eu adorei a ideia, já que eu fazia um boquete que todos já elogiaram.

Vi todos aquelas picas enormes a minha disposição , e não sabia nem por onde começar, pegei eu com cada mão e abocanhei um mais proximo da boca e lambi da cabeça até as bolas e depois engolindo todo. Eles me davam tapas na cara e me xingavam de vadia, porca, puta e eu adorava. Apertavam meus peitos e chupavam.

Um deles me pegou tirou minha calcinha e começou da lamber minha bucetinha que já estava encharcada pedindo pica. Ele enfiava a lingua e o dedo enquanto continuavam a abusar da minha boca.

Outro me pegou no colo e me sentou em cima do pau nele que era grande e parecia que ia explodir de tanto tesão, e eu cavalguei como louca naquela tora maravilhosa. Outro veio e sussurou no meu ouvido “ agora sua puta , vai ter um pau no cu tambem” . cuspiu no meu cu e começou a colocar, eu sem querer mordi o que tava na minha boca de dor, e levei um tapão na cara por isso. Logo comecei a rebolar com todos os meu buracos sendo fodidos sem dó.

Eles iam revesando de buracos até que começaram a gozar. Me deixaram no chão e todos gozaram em cima de mim, alguns até mijaram junto de tanto prazer. Deram mais alguns tapas na minha cara e na bunda e me largaram ali.

Me senti usada por inteiro. Minha buceta ardia, meu cu tava todo arrombado, minha boca dormente e tava toda suja de porra. Mas me sentia muito satisfeita. Adormeci ali no chão e acordei 2 horas depois com agua na cara. Me deram um banho na mangueira, enfiaram ela na minha buceta e no meu cu.

– Agora tá limpinha pra dar pra outros por ai.

Me levaram de carro até a esquina onde me acharam e deram 500 reais pelo serviço.

– isso foi pelo seu serviço maravilhoso putinha. Pegamos o numero do seu celular e vamos ligar quando quisermos de novo.

Voltei pra casa e dormi toda dolorida.

Transei com eles mais umas 5 vezes depois disso. Quem tiver afim também adc ai: bru.22@hotmail.com

Beijinhos, Bruna

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 27 votos)
Loading...