Vizinho gatinho novo

Autor

Duas casas antes da minha a esquerda é um prédio de 3 andares, onde tem alguns apartamentos de aluguel. Há uns dias atrás vi que chegou uma mudança nova mas como sempre está chegando e saindo moradores nem dei bola. Notei que seguidamente tinha um carro parado na frente do prédio e sempre tinha um rapaz e um garotão de mais ou menos uns 15 anos, depois fiquei sabendo que era treze anos, escorados no carro ou dentro do carro, ouvindo música, e as vezes limpando o carro, com o passar dos dias, toda vez que eu saia para trabalhar ou retornava e eles estavam por ali o guri me cumprimentava, me dava oi.
Um dia estou voltando para casa e ele me perguntou se eu tinha internet, eu disse que sim, e ele perguntou se podia ver umas coisas no meu computador que ele estava precisando e não tinham internet, disse para ele que podia vir, ele entrou levei até meu escritório e deixei ele a vontade no computador, ele muito alegre, muito desinibido, bem falante, começamos a conversar e eu descobri um pouco da vida dele, nesse meio tempo dá um probleminha no computador e ele pede para mim ver, e eu tentando arrumar, encosto meu pau no braço dele, ele riu e ainda encostou mais o braço, eu senti logo que ele gostava da fruta, dei mais umas esfregadinhas nele e ele me deu um lindo sorriso, com um ar de malicia.Como a minha mulher estava em casa eu não forcei nada, fiquei na minha, quando foi sábado de tarde, a mulher saiu, foi no centro e eu fiquei sózinho em casa, aí ouço chamarem lá na frente, era ele, pediu o computador de novo, entrou, foi na frente do computador e disse tem que colocar a senha para mim, eu já sabia o que ele queria, cheguei atras dele, me encostei na bundinha dele e fui colocar a senha, ele deu uma mexidinha com a bundinha e forçou ela contra meu pau, o pau que já estava a meia bomba, endureceu que nem pedra, agarrei ele e comecei a beijar a nuca, o rostinho passar as mãos na bundinha, caímos deitados em um sofá que eu tenho no escritório, e começamos uns arretos, uns amassos a tesão estava a mil,tirei minha camisa, baixei as calças, e ele quando viu a piça se agarrou nela encheu de beijos e colocou quase toda na boca, chupou de uma maneira que eu achei que ia sugar os ovos pela uretra, mandei ele tirar a roupa e fiquei louco quando vi aquele corpinho, lindo, parelho, poucos pelos, uma bunda lisinha, carnuda, deliciosa, terminei de tirar minha roupa, coloquei ele de bruços no sofá, beijei ele da nuca até o reguinho, ele gemia e se arrepiava todinho, montei em cima, cuspi bem naquele reguinho, no cuzinho e nas coxinhas, botei o pau no rego, fazia ele deslizar até a portinha do cu, dava uma estocadinha, e a piça deslizava nas coxinhas, dava uma encoxadinha gostosa, subia a piça de novo, dava outra estocadinha, e outra encoxadinha, até que subi a piça, encostei na portinha, me ajeitei, e dei uma estocada firme e forte, a cabeça laciou aquelas preguinhas e se foi, ele deu um gritinho, e eu empurrei tudo só parei quando as bolas encostaram na bundinha dele, comecei uma foda lenta, cadenciada, gostosa, e ele gemia de prazer e mexia melhor que muita mulher que eu já tinha fodido.
Fodi aquele guri com prazer, com desejo,com vontade, e quando veio a vontade de gozar me apertei bem contra ele, empurrei tudo e gozei como um cavalo, era leite que não parava mais, ficamos um bom tempo agarradinhos, nos acariciando e conversando, foi aí que eu descobri que ele já estava me cuidando desde o primeiro dia que me viu, e que aquele dia da internet, ele queria me experimentar e viu que eu gostei de me esfregar nele, e que ele estava esperando uma oportunidade, e que ele viu quando minha mulher saiu, era a chance que ele esperava para ter minha piça. Nos limpamos, conversamos mais um pouco, eu quis dar outra, mas ele disse que já estava tarde, não podia demorar mais, senão iam começar a procurar ele. Ele me disse que teríamos outras oportunidades, me deu um beijo gostoso e se foi.
Agora quando saio ou chego, as vezes ele está ali no carro com o irmão dele, e ele disfarçadamente sorri e atira um beijo. To louco para ter outra oportunidade com meu vizinho novinho.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,67 de 3 votos)
Loading...