Priminho inocente (será?!!)

Autor

Tenho 37 anos hoje, e vivi muita coisa interessante na minha adolescencia! Quando tinha 17 anos minha familia era muito unida, muitos primos e muitas primas passavam os finais de semana em casa, churrascos, aniversarios, ou so pra jogar video game mesmo. "M" como vou chama-lo tinha na epoca 8 anos, e era um menino um pouco afeminado mas ate então ninguem desconfiava se ele tinha alguma preferencia, em um desses fins de semana, estavamos com o quarto lotado com um campeonato de futebol, bagunça generalizada, nosso quarto tinham 3 camas e estavam todas lotadas, gente sentado no chão, e esse "M" não sossegava, enchia o saco de um, de outro, mas parando pra reparar, ele sempre sentava no colo de um ate levar um tapa, sentava no colo de outro e recebia um esporro, como eu era mais velho, resolvi falar pra ele sentar do meu lado, pra minha surpresa ele não quis! Sentou no meu colo, de costas pra mim, encostou a cabeça no meu pescoço e ficou passando a mão na minha nuca, ainda não acreditando que ele tinha tanta malicia ainda deixei, como estavamos sentados no fundo do quarto, coloquei minha mão na perna dele pra me ajeitar e percebo que ele estava me olhando com um olharzinho meio diferente, se levantou e sentou de novo so que agora de frente pra mim, se ajeitou bem em cima da minha rola que mesmo não querendo estava meia bomba de tanto ele se mexer! Encosta a cabeça no meu peito e me abraça! me pau começa a levantar e a cada bombada q ele da pra cima, "M" se ajeita e da leves reboladinhas, fiquei sem graça por estar cheio de gente no quarto! Peço pra ele levantar e ele sai reclamando, mas quando o campeonato termina eu me deito pq ja estava tarde, muitas pessoas ja tinham ido embora, so ficando a familia dele e mais um casal que nao tem filhos.
Achei que eu estivesse sonhando, quando sinto alguem levantando a coberta e se enfiando embaixo comigo, abro os olhos, tudo escuro e só ouço ele me pedindo pra ficar deitado comigo enquanto os pais dele não vão embora, digo que sim claro!!
Mas ele se deita de costas pra mim, se aconchega ficando de conchinha, e como durmo sem cueca, meu pau começou a levantar de novo, decidi ver ate onde ele iria com esse comportamento. encostei bem gostoso e fiquei dando umas bombadinhas bem leve no rabinho dele, não reclamou! Coração disparou e a sanidade foi embora kkk fiz carinho na cabeça dele e fui puxando pra cada vez colar mais meu corpo nele, entrelaçei minha perna na dele, ate que encostei na cintura e dei uma puxada e uma encoxada bem demorada! Nossa que delicia, aos 17 anos aquele bundinha lisinha e carnuda com meu pau quase enterrado nela fiquei louco!

-Esta gostando de ficar deitado comigo?
-Sim, esta quentinho aqui embaixo.

-E dos carinhos que estou fazendo?
Ele nao responde, so olha pra mim e balança a cabeça afirmando que sim

Nossa, parecia que estava pedindo pra ser arrombado! Mas ainda podia ser impressão minha, nao sabia ate onde ele iria!

Quer sabe, vou avançar, coloquei a mão na coxa dele e fui subindo ate ir entrando por entre as pernas e encontrar sua cuequinha, passando a mão de leve na bundinha, como nao teve reação fui abaixando seu short e cueca, o suficiente pra deixar o reguinho de fora.

– Posso brincar aqui? Ja com um dedo brincando no reguinho
– So ouço "uhummm"

Era tudo que eu queria, peguei na cabeça do pau e começei a esfregar bem de leve, subia e descia aquele reguinho gostoso, e a cada vez afundava mais, a respiração dele estava alta, meu pau pulsando e duro igual pedra, quando sinto passar pelo cuzinho, ficou dando voltinhas com a cabeça nele, dou um beijo na nuca dele, e vejo ele esticar a nuca pra tras e empinar o rabinho pra mim… nosssa… parecia que tava chamando meu pau pra dentro! Começei a punhetar meu pau com a cabeça encostada naquele cuzinho quente … ouço meus tios chamando por ele! Ele se levanta depressa ajeitando a roupa, naquele momento tive a certeza que ele sabia o que estava fazendo… só me restou bater aquele punheta bem gostosa e esperar as proximas visitas dele! Essa foi só o começo da brincadeira com ele! Só agora tomei coragem pra escrever

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 6 votos)
Loading...