Primeiro a mulher, depois a filha do meu melhor amigo

Autor

Ola galera, vou contar a vcs como tudo começou e no que resultou. eu recebi o apelido de Barão devido eu ter sido promovido líder de uma empresa com apenas 6 meses trabalhando, bom eu e Pedrão fomos criados juntos, vizinhos de muro, os pais dele e os meus pais eram amigos e compadres, entramos na escola no mesmo ano, e devido sermos parecidos todos achavam que eramos irmãos, nunca trouxemos reclamações, eramos considerados alunos exemplares, com 18 anos depois de termos feitos cursos juntos, entramos no mesmo dia numa empresa, mas eu me desenvolvi mais rápido, e logo fui promovido, ele conheceu Solange, mesma idade nossa, começaram a namorar e se casaram com 8 meses de namoro, eu namorava Viviane, mas não queria me casar com ela, logo Solange fica gravida, eu e Pedrão compramos um terreno devidimos e começamos a construir, logo a filha dele nasce, Caroline, a Carol, eu construí minha casa, e visto que a dele ainda estava na fundação ele se mudou pra minha casa, pois na casa dos pais dele estava muito apertado, enquanto isso ele construía a casa dele aos poucos, depois de 5 anos a casa dele ficou pronta, ele se mudou, e estava tudo bem terminamos a faculdade juntos, eu fui promovido varias vezes, mas ele acabou saindo da empresa, entrou em outra ganhando bem menos, as coisas foram ficando difíceis, e Carol crescendo mas com alguns problemas de saúde, ele gastava muito, e começou a passar ate necessidades, os pais dele ajudavam, meus pais também, eu também o ajudava, até paguei o tratamento todo de Carol, e ela ficou boa, mas ele estava muitas dividas, e Solange teve que procurar emprego, e me pediu pra ajuda-la a conseguir um emprego logo, visto que eu tinha contato com outra empresa falei com alguns conhecidos e consegui emprego pra ela, era uma empresa de transporte onde eu fazia alguns serviços extras, tudo estava indo bem, mas começou um período de muitas chuvas, e Solange começou a pegar carona comigo, afinal eu e Pedrão eramos como irmãos, a empresa era caminho pra mim, então eu a pegava em casa, e a deixava na porta da empresa todos os dias, alguns dias eu a deixava la dentro, devido dias que eu ia fazer serviços la, ela queria comprar um carro, mas não sabia dirigir, Pedrão também não sabia, ai ela me pede pra ensina-la, eu falei. Sim Sol eu te ensino, já tentei ensinar o Pedrão mas ele não leva jeito pra dirigir. Ai certo dia eu estava na empresa que ela trabalhava e saímos mais cedo, naquele dia, ela falou. Barão vamos ao campo la vc pode me ensinar. Eu a levei ao compo onde poderia ensinar ela tranquilamente, além do mais la era seguro, então fomos ao campo, eu expliquei tudo desde o inicio, depois deixei ela ir na direção ela deixou o carro morrer algumas vezes, mas depois foi conseguindo, eu não tinha notado mas ela estava de saia até os joelhos, e a medida que ia fazendo os movimentos, a saia ia subindo e as coxas ficando de fora, ficamos la no campo por cerca de 2 horas, ai combinamos de voltar la em outro dia, ela falou pra Pedrão que concordou em eu ensina-la, eu falei que Sol levava jeito, e ele teria que ir junto quem sabe assim se encorajaria a aprender, mas ele não gostava mesmo, e disse. Esqueça, podem ir só vcs, eu quero mesmo é que ela aprenda, não tínhamos besteiras entre nós, mas na minha mente estava a imagem das coxas de Sol, ai um dia antes de irmos a empresa eu a levei no campo e ela foi pegando o jeito, com mais uns 4 dias de aulas de volante, ela já ia com o carro até a empresa, passando em avenidas movimentadas, ai ela começou a tirar a habilitação, coisa que foi bem fácil pois ela já estava dirigindo legal, ai eu vendi o carro pra eles bem barato e comprei outro pra mim, tudo estava bem, eu já ate tinha esquecido as coxas dela, mas certo dia roubaram o carro deles, e eles ficaram sem, ai certo dia num fim de semana Pedrao estava trabalhando ela vai la em casa me pedir o carro emprestado pra fazer compras, eu emprestei a ela, ela fez as compras e me devolveu o carro limpo e abastecido, ai teve um dia que ela estava de folga, e me pediu o carro de novo, pra ir em outra cidade comprar roupas pois me disse que estava precisando e Carol também, mas disse que talvez iria demorar pois iria na depiladora, e iria fazer unha cabelo, enfim as coisas de mulher, eu falei, que estava tudo bem eu não iria sair mesmo e ela poderia usar o carro o dia todo, ela muito feliz me abraçou e me agradeceu dando um beijão no meu rosto, confesso que as coxas dela veio novamente a minha mente, fiquei excitado e fui a pé a casa de uma ficante pra come-la, e me aliviar, voltei fiquei em casa sossegado e já quase anoitecendo ela chega com o meu carro, e o coloca em sua garagem, e me liga. Oi Barão teu carro esta aki, limpo e abastecido, vc e da família e tem acesso livre aki. Eu falei, ta bom, fica tranquila, conseguiu resolver tudo? Ela falou. Sim, teu carro é ótimo anda bem é espaçoso, obrigado, estou ficando mal acostumada. no dia seguinte eu fui la peguei o carro. ela disse que já tinha tirado tudo dela de la, ai fui encontrar com uma mina a levei ao motel transamos gostoso, ai quando estávamos voltando eu já tinha dito que eu só estava ficando com ela, e ela estava gostando de mim, mas derrepente ela pega um sacolinha em baixo do banco e começa a olhar o que tem dentro, eu nem tinha olhado e ela me pergunta meio brava. De quem é? Eu olho e vejo uma calcinha preta. e disse a mina. Sei la, nem sabia que tinha isso ai. Ela irritada me pede pra parar o carro abre a porta me xinga de filho da puta e sai brava, me chamando de galinha safado, eu pego a calcinha olho e nada me vem a mente, chego em casa pensando quem sera que deixou a calcinha la? Ai o meu celular toca e Solange me pergunta. Barão desculpa eu esqueci um negocio meu ai no seu carro, quer dizer acho que esqueci ai, embaixo do banco do carona. Eu falei. Nem reparei. Ela falou. Que bom menos mal, eu vou ai pegar ta? eu falei. Sim venha. Eu tinha deixado no mesmo lugar do mesmo jeito para tentar lembrar, mas ela ligou e esclareceu, mas eu já tinha visto já ate tinha perdido a ficante por causa da calcinha e confesso já tinha cheirado, ela foi la abriu o carro e pegou a sacolinha com a calcinha, e disse. Ah Barão mulher é foda né? uso seu carro e ainda esqueço minhas imundície aki. Eu perguntei. Mas o que vc esqueceu? Ela abre a sacolinha e me mostra. Olha só deixei no seu carro, eu fiz a depilação mas troquei já tinha comprado algumas novas, e deixei essa carniça velha ai. Eu disse. Mas esta boa ainda, e não é carniça, e sua lingerie. Ela falou. A por favor né Barão, olha só o cheiro desse bacalhau. e mostrou o fundo da calcinha pra mim, eu peguei e falei, não esta fedendo não. e cheiro de mulher é bom sim, Ela fala. Só vc acha, nem meu marido acha, alias nunca nem quis cheirar, acho que fede mesmo, vc esta tentando desfarçar. Eu falei. Não cheiro de calcinha de mulher deixa o homem doido, excitado, de insistir ele vai querer cheirar não só a calcinha, mas vai querer como engolir o recheio dela. A conversa estava tomando um rumo muito malicioso, eu na frente dela de bermuda o pau já duro, ai ela olha pra mim e fala. É alguns ficam mesmo doido com isso, igual a vc né Barão? Eu me apercebi naquela hora o meu estado de excitação, e notel a ironia dela, e resolvi entrar no joguinho, e falei. Ta vendo, isso pq eu nem encostei o nariz. Ai ela mais irônica ainda fala. Se encostar no nariz então estoura a bermuda, ou me ataca igual cão raivoso, ou guloso acho que é a palavra mais certa? Eu falei. É perigoso sim. bem perigoso. Ai joguei a a calcinha pra ela, ela joga de novo pra mim, e fala. Pode ficar, mas deixa eu ir embora. senão o bicho pega, depois vc me devolve, mas já lavada. E sai rindo, eu logo cheirei, bati uma, gozei na calcinha, depois lavei, e me veio a mente, é mulher do meu melhor amigo, caramba, nem pensei, fiquei doido mesmo, ai quando a calcinha secou eu passei e no dentro do carro em direção ao trabalho eu devolvi a calcinha, ela falou. Hum já brincou? Eu falei. Sim vc mandou, lavei a passei, Ela falou. Vc faz tudo o que mando é? Eu disse. Depende do que mandar. Ela disse. Não vai ser pra pqp não viu, talvez pra outro lugar. Eu disse. Se for pior nem mande. Mas ela disse. Não acho que melhor. E ficou rindo, chegamos na empresa ai ela fala. Hj da pra eu sair mais cedo e vc tem como sair também? Eu falei. Sim já terminei tudo. Ela disse Então me da uma carona. afinal eu mando. e fomos ao carro, tínhamos acabado de almoçar, e entramos no carro, e fomos pra casa, chegando la eu a deixo na porta da casa dela, e vou guardar meu carro. ai ela pula o murinho que fica no fundo do quintal e vai la em casa. Oi a quanto tempo, rsrs, eu pulei o murinho pra não surgir comentários, tem vizinhas na rua, mas não viram vc me deixando em casa, só saíram agora, eu quero que vc faça algo. Eu pergunto o que? Ela fala, Quero que fale se a calcinha que estou esta fedendo. Eu falei. Claro que não fede. vc já sabe disso. cheiro de calcinha é um perfume inebriante pra homem. Ai ela tira a calcinha e fala. Então se inebrie com ela. E coloca o fundo da calcinha bem no meu nariz, estava meladinha húmida, eu falei. Acho que vc quer ser atacada né? Ela diz. Então é só atacar. E me beija, eu também a abraço e a beijo, o começo a passar a mão na bunda dela levantando o vestido, ela já conhecia a casa me puxa pro quarto eu tiro o pau pra fora e meto gostoso na buceta melada dela. ela gemendo igual gata no cio, eu a devorando feito doido, derrepente gozamos os 2 ensopado de suor, exaustos, ela fala. Que taca gostosa, me fudeu gostoso. Eu falei percebe o que fizemos, vc é mulher do Pedrão, mas ela disse. A para com isso, eu quis e vc também quis, não me venha com remorso agora né Barão já faz algum tempo que estamos negando essa foda a nós mesmo. Ela foi meio que irritada ao banheiro. eu fui atraz e disse a ela. Ouça é que fico assim, sabe. não queria que fosse dessa forma, ai ela diz. Ah mais se não quisesse teria negado desde o inicio. vc quis tanto quanto eu. não tente tirar seu corpinho a agora. ela tirou o vestido e tomou um banho. me chamou eu fui, e ela falou. Ta vendo só bastou eu te chamar e vc veio igual cachorrinho, quem é mais culpado? Eu disse. Sei que sou eu. Mas ela retrucou. Não nós 2 somos culpados iguais, agora esqueça a culpa e me beija. E no banheiro começamos de novo. ela fica de 4 eu meto gostoso, fudemos mais depois saímos do banheiro fomos a sala, ela senta ao meu lado sempre nos beijando, depois deitamos no sofá, e cochilamos, acordamos instantes depois, ela foi ao banheiro voltou sentou novamente, ai se inclunou pro meu lado e abocanhou meu pau. chupou gostoso. ficamos nos encontrando em casa escondidos, por mais de 1 ano, as vezes íamos a motéis, mas a maioria das vezes era em minha casa mas Pedrão resolveu vender a casa dele, pois tinha conseguido uma colocação melhor em outra cidade, eu comprei a casa dele, e ainda fiz a mudança da casa dele, nos falávamos todos os dias, Solange se arrependeu do que fizemos e confessou tudo a Pedrão, e pediu o perdão dele, ele a perduou, eu também aluguei as casas e me mudei pra outro estado, onde me casei, mas meu casamento durou bem pouco, o tempo passou, eu só namorando sem compromisso, agora já com 40 anos, eu devido a mudança da empresa me mudo pra um cidade no litoral paulista, já tinha perdido o contato com Pedrão a muito tempo, mas depois de uns dias aki eu fui visitar meus pais que já são idosos, e continuam no mesmo lugar, e encontro la os pais de Pedrão que já não moram mais la, mas estavam visitando meus pais, foi uma alegria enorme reencontra-los, e Carol estava com eles, um mulher linda, 21 anos, alta, inteligente, linda, a cara de Solange eu revivi na memoria as aventuras, perguntei dos pais dela, ela disse que estavam bem, estavam morando numa cidade bem próximo dali, a meis hora carro, ela deu o endereço e falou. Vai la nos visitar. As vezes ouço meus pais falando de vc. da amizade que tinham, eles falam que vcs sim eram amigos de verdade, e não entende como vc pode pisar na bola, Eu fiquei sem reação, ai ela continuou. Mas amigo mesmo perdoa e esquece, eu nem sei o que talvez vc tenha feito, mas vc parece ser uma boa pessoa. Eu falei. Obrigado, vc sim é um excelente pessoa, continue sempre assim, bom quem sabe um dia eu vou la. ai eu fui pra minha casa, e fiquei pensando, ela é Solange toda, que menina linda, ai peguei alguns dias de folga fui ver meus pais, que me pediram pra leva-los a casa dos pais de Pedrão que era junto com Pedrão e sua família, eu os levei, e estava indo embora, quando já no centro da cidade, eu paro num farol, e vejo Carol me chamando, eu estacionei e fui ver o que era. ela falou. Oi Barão, tudo bem vc veio. Eu falei. É vim trazer meus pais a casa dos teus avós, Ela falou. Que legal, pq não ficou. já ta indo embora, que pena, fica mais um pouco, falou com meu pai pelo menos? Eu disse. Não Carol, acho que não tenho cara pra isso. Ela falou. É deve ter sido grave o que vc fez ou sei la é acusado. Eu disse. É acho que as coisas jamais serão como antes. Ela me questionou sobre o que houve, eu neguei, mas senti que ela ficou curiosa, mas me convidou pra tomar um sorvete, visto que estava calor. eu fui tomar um sorvete com ela, e fiquei conhecendo um pouco da vida dela, contei da minha vida pra ela, ela sempre insistindo em saber o que houve, ai pediu pra ver meu celular a acabou pegando o numero sem eu perceber no momento, ai eu paguei o sorvete, e estávamos indo ao meu carro, ela também estava de carro, ai passando em frente a uma loja eu para ve um vestido lindo, caro, e fica contemplando o vestido, ai eu falei, Gostou? Ela disse. Sim é lindo, mas não tenho dinheiro é caro, Ai eu falei. vamos entrar é teu. Ela tentou rejeitar, mas eu insisti, e eu dei o vestido de presente a ela, ela ficou muito feliz, comprei mais algumas roupinhas pra ela, ela ficou muito feliz, e dali eu fui pra minha casa no litoral. mas tarde Pedrão me liga, e fala bem sério. Ola Barão. como vai? Eu falo. Estou bem, mas quem é? Ele fala. Eu sou o Pedrão lembra de mim? Traidor não respeitou minha mulher nem eu agora quer também minha filha? Fica sabendo que não quero nada seu aki, queimei tudo. já te perdoei, esqueça o passado mas amigos nunca mais, alias nem sei se já fomos, né amigo mesmo não faz o que vc fez, mas é só se manter longe e tudo bem. Eu falei, Perdao mais uma vez, eu só queria mesmo era presentear a menina, desculpa não vai acontecer de novo. Ele falou. Espero que não pq se não vc morre eu sou preso. Ai no meio da madruga eu recebo uma ligação, era Carol. ela falou que o pai dela não rasgou nada, foi fingimento dele. e escutou ele falando que eu não respeitei a mulher de nem ele, e ouviu ele me xingando de traidor. ai ela me pergunta se era o que ela entendeu, eu peguei a mãe dela. Eu falei. Bom vc é inteligente. mas esqueça isso ficou no passado. Mas ela disse. Mas Barão vc não errou sozinho, pois se fosse forçado teria sido um estupro, mas pelo que entendi foi com o consentimento da minha mãe, é isso? Eu falei. É vc é de fato inteligente. não fale a ninguém, mas nos envolvendo vc era pequena, e acabamos comentendo erros imperduaveis, mas teu pai perduou tua mãe, isso é o que importa, só nunca siga os maus exemplos, seja sempre a menina inteligente que vc é. Os dias passaram, e num fim de semana prolongado eu em casa um calor tremendo, quando toca a campanhia, eu vou ver quem era. Quase cai, olhei pelo visor e vi Carol, sem abri o portao eu falo. O que é menina? Ela fala. Oi Barao abre o portao por favor. Eu abri ela entra e fala. Peguei seu endereço na agenda dos seus pais, e resolvi passear no litoral e vim aki te ver, posso entrar? Eu falei, Sim entre. Ela entra senta no sofá e começa a falar que acha injusto só eu receber a culpa, Eu falei, Carol. é melhor assim, pelo menos vc cresceu com seu pai e sua mãe, eu tenho minha vida, gosto de ser solteiro. Ela falou. É que te achei tão legal, tão bom meus avós contaram que vc nos ajudou muito, se não fosse vc meu pai não teria conseguido a casa, muitas vezes que vc comprou remédios pra mim, que me socorreu passando mal a noite. meus pais confirma tudo, mas eu nunca entendi como vc pesou na bola como eles dizem. agora sei o que houve, mas nesse caso ninguém erra sozinho. Eu disse. Pedrão é um herói, conseguir perdoar, além do mais não ter me matado, isso é pra poucos homens, além do mais o que fiz não dava direito de pegar a tua mãe. Ela falou. É de fato é verdade, mas se perduou minha mãe teria que perdoar vc também. Eu disse. Esqueça tudo isso, é melhor ir, senão pode dar mais problemas, teu pai pode não ter feito nada no passado mas agora, sei la, quero me manter o mais afastado possível. Ela falou. Olha eu quis vir aki, trouxe grana pra ficar num ap, mas quero economizar, me deixa ficar aki na tua casa? Eu falei. Nunca, imagina, teu pai me esfola vivo, náo via embora, se precisar te ajudo, mas deixa de loucura. Ela falou. Barão ninguém precisa saber. é só não dizer nada. afinal eu disse que fui pro litoral sul e tu mora aki no litoral norte. eles nem vao desconfiar deixa eu ficar. Eu falei que não mas ela insistiu arrumou varias desculpas, e eu acabei cedendo. ela queria ficar um semana justamente na semana que eu estava folgado. ela ligou pros pais dela inventou algumas desculpas, naquele dia fomos a praia, ela de biquíni um delicia, eu via a mae dela, a noite fomos a um shopping, eu comprei alguns presentinhos pra ela, depois fomos a um bar tinha musica, dançamos, depois voltamos pra casa, conversamos ela me pediu detalhes de como eu me envolvi com a mãe dela, era tudo estranho, mas eu fui falando, tentando esconder o máximo que podia, ela parece que sabia, sei la, me perguntava detalhes que só eu e Solange sabíamos, eu a questionava, ela inventava desculpas. mas acabou falando da calcinha eu não tinha dito, ai eu não tive duvida, ela sabia mais do que eu imaginava, eu perguntei como ela sabia. ai ela disse que que incontou um gravador antigo de reportagem da mae dela, e tinha muita coisa gravada, ela pegou na bolsa dela, e Solange parece que narrou alguns detalhes, tinha partes da fita que tinha até gemidos dela, eu fiquei pasmo, e Carol falou. Ta vendo vc não foi só o culpado minha mãe foi safada também, e afinal vc é homem. Eu fiquei sem saber o que dizer. Ai ela falou. Mas vc ainda continua achando mulher cheirosa? Eu falei. Vai começar tudo de novo. mas ela já me chamou, eu me aproximei e nos beijamos, eu fiz igual com Solange já fui passando a mãe na bunda, mas ela estava com a calcinha, enfiei a mão na calcinha dela, sentei no sofá, ela sentou no meu colo. ai ela falou que gostou de mim desde o priemeiro dia, fomos pro quarto, ela torou a roupa eu tirei a minha e começamos a transar. ela virgem ainda, eu lambi a buceta dela, a lubrifiquei bem, depois fui tentando introduzir, e foi entrando bem devagar, ela gozou rápido, sangrou muito, mas no dia seguinte fizemos de novo, ela me chupou gostoso, disse que eu era o primeiro e único amor da vida dela, e eu também estava gostando muito dela. ficamos 1 semana juntos, transando, nos amando, ela voltou pra casa dos pais, mas ficamos nos falando pelo whatsap, depois de 1 mês sem nos vermos ela me liga e fala. Barao precisamos nos ver, aconteceu algo grave. Eu logo. O que foi Carol por favor, me fale. Ela diz que estava gravida de mim, eu putz, lascou. agora que viro defunto, ela chorando fala que me ama, que quer se casar comigo, e que ninguém tem que se meter em nossa vida, eu fico sem chão. estava gostando dela também, mas ela bem mais nova que eu, filha de Pedrao, meu a menina nasceu no meu carro. ela queria que eu fosse la busca-la, pois iria contar aos pais. eu pedi um tempo pra pensar, mas falei. tenho que enfrentar, e no fim de semana eu fui a casa dela, chegando la, Pedrao já vem com semblante estranho. mal eu sai do carro ela já me da um soco, Carol vem, e o interrompi, ele fica fulo da vida, e começa a jogar as roupas dela, eu coloco tudo no meu carro e a levo comigo, peço perdão, mas não adianta, em casa estávamos bem, eu contratei um mulher pra cuidar da e de Carol enquanto eu trabalhava, os meses passaram-se meu filho nasceu, saldável, muito lindo, ela feliz, ligamos pra Pedrão, ele se recurou varias vezes a falar com Carol, mas Solange, conversava com ela, e acabou convencendo Pedrão a falar com Carol também, que estava super feliz. nosso filho começou a engatinhar, Carol mandava sempre as fotos os vídeos dele, Carol sempre os convidando a ir la, até que um dia eles apareceram em minha casa, Pedrão falou. Sei que a casa é tua, mas minha filha me convidou, eu vim vê-la e ver meu neto também. só não quero te ver. Eu falei fiquem avontade, vou comprar algumas coisas no mercado, do mercado eu liguei pra Carol, ela falou que os pais dela estavam, eu só ouvia Pedrao falando, bem alto, nem apareça aki, deixa irmos embora pra vc voltar. mas já não havia mais o que fazer eu voltei, coloquei o carro na garagem, fiquei de fora, escutando, ele brincando com meu filho, falando com Carol que eu tenho que cuidar bem dela, e dizia que se eu não cuidar ele me mata, e assim estamos até hj, meu filho agora com 2 anos, eu os levo a casa de Pedrão, mas não posso entrar, as vezes eles dormem na casa de Pedrão e eu tenho que ficar em hotel. algumas vezes quando eles vem aki em minha casa, eu fico mais fora pra não provocar brigas, bom é isso, cumprido, com erros, mas espero que gostem. sei la.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...