Pneu furado IV

Autor

Sou o Cláudio e a Giane é a minha esposa. Depois que fomos estuprados pelos três travestis em Macaé RJ, eu e a Giane descobrimos o nosso verdadeiro prazer em viver super felizes, sempre com uma pitadinha de ciumes, mais partindo para a satisfação sexual que para nós virou uma delícia.
Ontem sexta-feira, tudo combinado para o garoto de programa, mais agora, às sextas-feiras, amante de minha esposa chegar às 22 horas em nossa casa. Para nossa surpresa ele chegou às 21 horas, trazendo um amigo junto de nome Marcelo. Chegou e já foi dizendo, estou louco de saudade da Giane, pensei nela a semana toda e para te agradecer trouxe este meu amigo, que vai ficar apenas uma hora aqui, mais ele veio para transar com você, Cláudio. Até tremi neste momento. Eu já havia tomado banho há instantes, mais a Giane não, assim, ela pediu licença e foi tomar o seu banho. Como o Marcelo, estava com pressa, a Giane, tomou um banho rápido de apenas uns 15 minutos.
Nós quatro sentados no sofá, o Marcelo tirou minha camisa e começou a mamar nos meus mamilos, acho que a Giane havia falado para o amante que, eu tinha tesão ao ser mamado nos peitinhos.
Meu pênis ficou duro na hora e me bateu aquele tesão, no que o Marcelo, tirou minha calça e cueca, me deixando pelado no meio dos três. Ele me deitou de bruços no sofá, passou um pouco de ky no meu orifício e me enrabou na frente da Giane. Esses rapazes só gozam quando querem. Ele ficou mais de 40 minutos me comendo, socando aquele 18 cm em minha bunda. Do meu pênis escorria esperma sem parar e doia os meus testículos mais ele me proibiu de bater punheta. Que delícia ele me beijando o pescoço na frente da Giane, momento em que o amante da Giane, começou a tirar devagarinho a roupinha dela. Primeiro tirou a blusa e ela já estava sem sutiã, no que ele começou a mamar os peitinhos dela, parecia que os bicos dos peitinhos dela iam estourar. A seguir ele tirou o shortinho dela e com muita classe tirou a calcinha também, deixando ela nuazinha no sofá, nisso o Marcelo, com aquele cacete gostoso no meu c….me levantou do sofá e me carregou no colo até outro sofá e me mandou ficar de cata cavaco e disse para que eu me masturbasse porque ele ia gozar. Olha ele gozou gostoso e eu também. Doeu ficar todo aquele tempo com o pênis dele atolado no meu c…, mais valeu a pena, foi pura emoção, gozei muito mais muito gostoso. Virei para frente e a Giane, estava gemendo, pois seu amado, porque ela me disse estar gostando dele, estava com a língua enfiada no seu cozinho.
O Marcelo, despediu-se e foi embora, me prometendo voltar na próxima semana. Ai foi a vez de eu ficar olhando minha esposa e o amante transarem. Ela com a bucetinha raspadinha, lisinha à mostra para mim. Deu uma vontade de ir e chupar a piriquitinha dela, mais me contive, porque naquele momento ela não era mais minha e sim do amante. Ele também usou ky e enfiou aqueles 20 cm no cusinho dela e, com a mão massageava o clítoris que estava durinho e até exposto para fora, de tesão. Ela gemia de prazer, no que ele levantou-a para o seu colo e começou a caminhar pela sala, levando-a para nossa suite, onde rapidamente ela gozou gostoso, pois o líquido que lubrificava a bucetinha dela, escorreu pela perna abaixo. Eu comecei a bater punheta novamente, enquanto ela abocanhou aquele imenso cacete e se deliciava com se fosse um sorvete. Passados uns 10 minutos, ele a penetrou, enfiando aquele pau grosso e grande na bucetinha dela, ela não parava de dizer, me rasga, soca com força, os dois se beijavam na boca, instante em que ele enfiou o dedão no cusinho dela. Ela gritava e chorava de tesão, enquanto sua vagina e seu cusinho, estava sendo penetrado por um pênis e um dedo. Eu gozei gostoso na punheta. Bem a Giane, gozou duas vezes que eu vi, mais depois eu fui dormir, pois já era quase 2 horas da manhã e não vi mais nada. Eu levantei hoje as 10 horas e os dois ainda ficaram dormindo.
Achei um bilhetinho que a Giane, deixou para mim, dizendo que ele só iria embora no domingo. Já imaginei o que vai acontecer hoje e amanhã. Mais já decidi, vou entrar no meio, não vou ficar só olhando não.
Noutra ocasião contarei como foi nosso sábado e domingo de orgia.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...