Minha amiga Denise (Parte 3)

06-02-18 Por 0 ★ 3.00

Continuando, conforme mencionado no outro conto (parte2) comecei a brincar com a minha amiga Denise, mas, sempre dávamos umas rapidinhas, pois não encontrávamos lugar para poder transar da forma que desejávamos, mas mesmo assim as nossas sacanagens ocorriam quando estávamos estudando na casa dela ou em algum outro lugar público, portanto sempre a possibilidade de alguma pessoa nos ver e dessa forma éramos sempre comedidos e sempre procurávamos o melhor momento para as nossas putarias.
Voltando a comentar sobre o clube que frequentávamos nos finais de semana, ela sempre chama muito atenção, pois era meio grande e conforme mencionei anteriormente possuía coxas grossas e uma enorme bunda, além de grandes seios, mas não era tão bonita e ao chegar na piscina ela cumprimentava a todos com um beijo no rosto e começou a andar com, a Luciana, pois além de amiga era vizinha de sua casa e na época a Luciana tinha 18 anos, era uma loira, olhos verdes, meio gordinha, sem peito, mas compensava por ter uma bela bunda, mas por ser fora dos padrões (gordinha) não era assediada e sempre de pouco papo.
Em um desses sábados que estávamos no Clube já eram por volta das 14 horas e a piscina começou a ficar vazia (horário de almoço) e gostávamos desse horário, pelo fato do lugar ficar vazio e assim, e neste dia além de nos acompanhou mais duas amigas, a Luciana, conforme mencionado e a Claudia, muito menina novinha de uns 12 anos. Bem, procuramos ir para um lugar privilegiado, do qual permitia ter uma visão geral da movimentação.
A nossa sacanagem começou a ficar cada vez melhor, pois além de ficarmos conversando sobre putaria (quando dava) a Denise colocou a cadeira bem de frente para a minha, sendo que a Luciana e a Claudia ficaram deitadas no chão, sobre a toalha e bastou eu dar uma olhadinha fixamente para os olhos da Denise que a safada já começava a me excitar (entendia o recado…rsrs) abrindo discretamente as pernas e ainda puxava a calcinha do biquíni deixando-o cavado, marcando ainda mais a xota e ela me olhava também fixamente pedindo o meu aval, com a intenção de me perguntar se eu estava gostando e eu respondia discretamente com um sinal de positivo. Nossa como era bom essa situação, imaginem naquela época onde tudo era muito rígido e cheio de pudores, eu ali com uma menina e ela me excitando e agindo bem discretamente, eu ficava olhando para aquela xota e ela mais ainda abria as pernas eu ficava olhando e falando para mim mesmo como é gostosa essa safada, novinha (14 anos) e já tinha uma xota bem penetrada, bem comida (rsrs), existiu ocasiões que ela até ficava me mostrando as marquinhas, afastando o biquíni na parte de cima mostrando até as aureolas dos peitos e também em algumas vezes mostrava a xota, puxando o biquíni para o lado, deixando eu ficar vendo a sua racha enorme, tudo rolava bem discretamente, como se nada estivesse acontecendo e eu sempre de pau duro e quando era possível ficarmos a sós conversávamos sobre sacanagens e ela adorava e sempre percebia o a sua excitação, pois conforme já mencionado ela gostava de falar para mim como o Avelar a comia.
Bem, voltando a Luciana que não era boba, começou a desconfiar da nossa relação, pois percebia o meu pau duro constantemente e ela olhava para a Denise e a mesma sempre com um sorrisinho maroto no rosto, então começou a perceber que rolava algo, foi então que em um momento, onde estávamos na água a Luciana me perguntou sem rodeios se eu estava ficando com a Denise, isto é, se dava para mim?!
Olhei com espantado e fui logo negando, até que ela me disse que eu não precisaria mais mentir, pois a própria Denise já havia confidenciado tudo que já havíamos feito nesse 1 ano de sacanagem (Tudo começou com a Denise no Carnaval de 80) e ainda comentou que gostava da minha postura, agindo sempre com discrição, pois nunca soube de nenhum comentário de minha parte, criando assim um laço de confiança com a Denise.
A minha reação depois do espanto foi de alivio e comecei a perceber que a Luciana passou a ser o nosso álibi e nossa cumplice, pois em algumas vezes quando era possível no período da tarde no clube costumava ficar vazio, a piscina fechando e alguns homens jogando baralho na lanchonete e eu a Denise íamos para um lugar no parque (dentro do clube) que era bem isolado, cheio de arbustos e bancos para descanso e ali eu colocava a Denise sentada no meu colo e tirava a calcinha de lado e colocava o meu pau naquela gostosa xota, sempre já muito lubrificada, facilitando a penetração até o saco e a Luciana ficava nos dando cobertura, ficava próxima só cuidando.; quero ainda contar que a Denise costumava usar uns vestidinhos soltos e curtos, um pouco acima do joelho e sempre usa tamanco branco, pois era moda na época.
O gostoso desses momentos além de estar ali em público comendo a Denise era observar a nossa amiga Luciana sabendo do que estávamos fazendo e simplesmente agia como se nada estivesse acontecendo, dando total, bem por fim a nossa amiga começou a participar de nossa sacanagem, mas contarei em uma próxima oportunidade.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 1 votos)
Loading...

Por

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos