Dei meu cu pra um “amigo” da escola

Oi pessoal, me chamo Mirella, tenho 14 anos, baixinha de 1,53, seios médios e bumbum grande, vo contar o que aconteceu quando tinha 11 anos, sempre fui meio safadinha, mas muitos nem imaginam, eu tinha um amigo da escola q se chamava Kauan, ele tinha mais ou menos uns 15 anos na época, como a gente morava perto, era comum eu encontrar ele no caminho, um dia eu tava com fome e não tinha dinheiro pra comprar um lanche, ate que eu vi ele, eu fiz minha melhor cara de inocente e pedi dinheiro pra mim comprar, mas foi ele quem comprou, ele me falou que eu ia ficar devendo pra ele, então eu sugeri que assim que der a hora da saída ele fosse pra um matinho perto da escola. Na hora da saída eu vejo o ele só me esperando pra a gente poder ir pra um canto mais escondido, quando nos dois chegamos lá, ele já pôs a rola dele pra fora, aquilo era enorme, deveria ter uns 19 cm, eu fiquei com muito medo, o arrependimento de querer isso tava batendo, ate ele falar que seria muito carinhoso comigo, ele pediu pra mim chupar aquela cobra dele, tentei ficar só na cabecinha, ate que ele me desafiou a colocar tudo na boca, não consegui, ai ele começou a bombar com muita força na minha boca que dava pra sentir o pau dele passando pela garganta, quando ele gozou, metade foi embora de tanto q transbordou na boca, logo quando terninou de gozar ele mandou eu ficar de 4, eu pedi pra ele não tirar meu cabacinho, mas falei que ele poderia meter no cuzinho. Na hora ele colocou tudo de uma vez, a dor foi muito forte, quase gritei, só que ele colocou a mao sobre minha boca e continou metendo com muita forca, depois de um tempo a dor foi se tornando prazer, ele gozou muito, como meu cu tava doendo e sangrando pedi pra ele me ajudar, ele foi gentil, limpou tudo e fomos embora, ele ainda falou que quando precisar de dinheiro era só aparecer pelada pra ele, chegando em casa, como n tinha ninguém em casa, ele pediu pra mim fazer um boquete nele de novo, e eu fiz, dessa vez engoli tudo, ele se despediu com um beijo na minha boca cheia de gozo