Comi minha cunhadinha gêmea – parte 1

Autor

Ola leitores, não podia deixar de compartilhar minhas aventuras mais do que gostosas rrsrs.
Tenho 46 anos, tenho uma aparência normal, adoro novinhas e atualmente estou separado, mas durante um relacionamento que durou mais de 4 anos tive o prazer de comer minha cunhadinha novinha e é esse relato verídico que compartilho com vocês.
Minha cunhadinha tinha na época 14 aninhos é a chamada “falsa magra”. Moreninha. pequenininha, peitinhos que cabem na boca, bundinha empinada e uma bucetona cabeluda, ela ainda não depilava, essa é a aparência da minha cunhadinha.
Vi a minha cunhadinha crescer e confesso que nunca tive atração por ela, até porque ela era bem magrinha mesmo, mas com o passar do tempo foi criando corpo e ficou realmente uma delícinha.
Eu sempre fui um cara que gostava de agradar minha namorada e seus familiares e nessa época sempre íamos ao cinema, shopping, restaurante e sempre levava minhas cunhadinhas. Sim “minhas cunhadinhas” eram gêmeas rsrsrsr. Ana Paula e Ana Carla. Sempre qdo estávamos juntos comecei a perceber, pelo olha principalmente, que aninha estava sempre me encarando. No inicio achei natural, mas depois comecei a perceber que ela me olhava realente de forma “diferente”.
No seu aniversario, ajudei a preparar a garagem da sua casa para uma festinha entre família e amigas e amigos delas. Todos se divertiram e sempre que olhava para ela, ela tava me olhando tb. A festa foi muito legal e como estava muito tarde minha namorada disse para dormirmos lá e de manhã irmos pra casa e o único lugar que tinha para dormir era o quarto das meninas. Odiei isso kkkkkkkkkkk. Logo todo mundo estava dormindo e minhas cunhadinhas dormiam num beliche. Ana carla em baixa e ana Paula em cima. Só estava esperando minha namorada pegar no sono para chegar na cunhadinha que dormia em cima.
Quem já levantou pra passar a mão em alguém que esta dormindo, sabe que o coração fica a mil por hora e o meu não ficou diferente. Mesmo com muito medo dela acordar e fazer um escândalo comecei a passar a mão naquele corpinho. Primeiro dei uma cutucada de leve pra ver se ela tava dormindo. Ela nem se mexeu, ai pensei, é agora ou nunca. Comecei a passar a mão nas costas dela e fui decendo até a bundinha dela que estava coberta com um lençol. Qdo estava lá me acabando na bundinha dela, ela tava de bruços, qdo olha pro rosto ela tava só me olhando. Fudeu!!! Pensei. Mas eu rapidamente comecei a puxar papo e disse “sabia que vc tava acordada e Queria falar com vc”. Falei isso mas na minha cabeça eu pensava: “fudeu ela vai falar pra irma, pro pai, pra mae, pra todo mundo que eu tava passando a mão nela. To fudido” kkkkkkkkk. E o coração a mil por hora. Mas ai feio o alivio, ela falou, “pode falar” nossa que alivio rs. Eu continuei: vc estava muito linda hj e não parava de olhar pra vc. Nisso ia subindo minha mão até a nuca dela. E continuei falando… e vi tb que vc não parava de olhar pra mim… nesse instante comecei a fazer um cafuné nela, mas com um medo do cacete da minha namorada acordar e me ver em pé no beliche da minha cunhadinha ou mesmo a outra cunhadinha acordar e me ve ali em pé. Mas ela não respondeu apenas fechou os olhos qdo comecei a fazer o cafuné, foi a deixa deu chegar mais perto e dar um selinho nela. E como ela continuou de olhos fechados aproveitei e dei um eijo de verdade. Beijava e olhava pra baixo e pra traz kkkkkk. Meu pau estourava dentro da bermuda. A minha vontade era subir no beliche e meter a pica naquela virgem novinha. Mas me contive, não queria assustar ela, então qdo ela se virou para beijar melhor, ficou de frente pra mim, foi nessa hora que cheguei nos peitinhos dela e fiquei me acabando. Qdo eu botei o peitinho dela pra fora e já ia dar uma chupada… escuto um barulho e sai mais rápido que o Flash do quarto e vou pro banheiro. Fiquei la meia hora esperando e com medo de alguém ter visto algo, pois qdo sai nem olhei pra traz pra saber quem tinha feito o barulho. Qdo voltei pro quarto todas estavão dormindo, inclusive minha cunhadinha, acho kkkk resolvi não ariscar e deixar pra outro dia.
Passaram uns 7 dias, estava em casa qdo tocam a campainha, qdo abro a porta vejo minhas 2 cunhadinhas. Vieram visitar a irmã. Mando elas entrarem e vão direto pro quarto falar com a irmã. Passa meia hora eu vou no quarto e pergunto se elas estariam com fome, e pergunto se alguém quer ir comigo na padaria, quem diz “eu”? minha cunhadinha do coração. Qdo a gente sai já fui logo perguntando sobre aquela noite e se ela gostou. Ai ela responde: gostei, mas acho que é errado. Eu gosto da minha irmã e não quero que ela fique triste. Ai eu falei. Não aninha. Fica tranquila, eu tb não vou fazer nada pra magoar sua irmã, mas vc é diferente, é especial e eu gostei muito do que aconteceu vc gostou. Qdo ela disse sim eu percebi que ia comer ela muito em breve.
Voltamos da padoca, lançamos e um tempinho depois qdo ninguém estava olhando, fiz um sinal pra minha cunhadinha ir na cozinha que queria falar com ela.
Fui na frente e fique aguardando ela chegar. Qdo chegou já abracei ela por traz e dei um beijo no pescocinho dela. Nossa a menina ficou toda arrepiada, facinha, facinha… rs
Nessa hora não perdi tempo, já comecei a alisar os peitinhos dela e esfregar meu pau na bundinha dela, mas sempre olhando a porta pra ver se ninguém tava chegando.
Beijei muito o pescoço dela e depois fiquei sabendo que era o ponto fraco dela, beijou, fudeu rsrs… enquanto pressionava meu pau na bundinha dela, fui abrindo o botão e fecho cler do shortinho dela e qdo ela menos esperava arriei o short e ela ficou so e calcinha na minha frente. Ela nem esboçou nenhuma realção contra só gemia bem baixinho. Qdo o shortinho caiu aproveitei e passei o dedo na bucetinha dela que já estava ensopada. Enfiei a ponta do dedo e ela deu um “ai”. Resolvi não avançar naquele momento, então parti pro cuzinho dela.
Esfregava o meu pau com mais força agora e mais uma vez qdo ela mês=nos esperava baixei a calcinha e fiquei pincelando o pau na bucetinha dela e no cuzinho. Como não queria tirar o cabaço dela na cozinha e em pé, posicionei meu pau na portinha daquele cuzinho virgem e fui enfiar, mas não entrava de jeito nenhum. Aproveitei que tava na cozinha e peguei a margarina. Passei no meu pau e tb no cuzinho dela. Ela achou estranho mas deixou eu continuar. Nessa hora pedi pra ela apoiar as mãos na parede e empinar a bundinha e qdo ela empinou aquela bundinha redondinha.. abri o cuzinho, coloquei meu pau bem encostadinho nele e fui enfiando. Nossa que cuzinho apertado e gostoso. O melhor foi que ela não reclamou de nada, só gemia e rebolava, acho até que ela já tinha dado aquele cu, mas em fim tava muito bom. Qdo o saco bateu na bunda dela eu ainda enfiei mais um pouco, pq é gostou enfiar até o talo né:? Rs eu começo a tirar e colocar de vagar, pra não machucar ela, mas chegou uma hora que o tesão falou mais alto e eu comecei a bombar forte naquele cu. Comi muito aquele cuzinho e não aguentando mais … gozei, gozei muiiiito naquele cuzinho. Minha namorada tb gosta de me dar o cu mas minha cunhadinha é especial. Enquanto dava as ultimas golfadas de porra no cuzinho dela escuto o barulho de alguém chegando. Tiro meu pau do cuzinho dela, subo minha bermuda e ela tb faz o mesmo. Ela corre pra pia fingindo que tava lavando a louça e eu abro a geladeira pra colocar a manteiga kkkk, quem aparece? Minha outra cunhadinha a gêmea.
Depois conto como cumi minha cunhadinha no cinema, no estacionamento do extra, no quarto, kkk onde dava metia a pica nela. Vou contar tb como tirei o cabacinho dela.