Comendo A Maninha De 10 Aninhos

Há 8 meses Por 6 ★ 4.33

Personagens: Paulo (Fictício) e Brenda (Fictício).
Meu nome é Paulo e tenho 17 anos, moro com meu pai em uma fazenda, meu pai tem dois filhos minha irmã Brenda de 10 anos e eu. Brenda mora com minha mãe na cidade. No final das aulas vem passar as férias aqui na fazenda com meu pai, no verão passado não foi diferente, chegado às férias e estou deitado no sofá que do vejo minha mãe entrar na casa carregando as roupas de Brenda para ela passar a temporada ali conosco, fui até minha mãe e fiquei conversando com ela sobre como estava as coisas lá na cidade e tals, até que chegou a hora dela ir embora, fui ver onde estava a Brenda pois já fazia alguns meses que não nos falávamos, procurei por ela e meu pai disse que ela tinha ido tomar banho na piscina, fui até lá, chegando lá logo de cara já vi ela se trocando para entrar na piscina, aquele corpinho dela só de biquíni já me deixou com um baita tesão, mais me contive e fui falar com ela, quando ela me viu pulou em meu pescoço e me abraçou dizendo que estava com saudades, ficamos conversando até que meu pai veio até nós e disse que precisava ir até a cidade resolver o problema do carro dele e perguntou se ficaríamos bem, respondi que sim e ele disse que demoraria até a noite pois ainda tinha que ir buscar o restante das roupas da Brenda que tinham ficado na casa dela, mas tinha deixado a comida pronta, assim pegou o carro e saiu.
Eu disse a Brenda para me esperar que eu iria trocar de roupa e banhar na piscina também pois não tinha nada para fazer, entrei e ela ficou na piscina, rapidamente corri até meu quarto e coloquei uma sunga e voltei para a piscina, quando cheguei a Brenda estava tentando amarrar o biquíni que tinha saído e me pediu para ajuda lá, não estava me contendo de tesão, amarrei o biquíni e perguntei a ela se não queria entrar para assistirmos um filme e ela concordou, sentamos no sofá e eu coloquei um filme de terror, quando passou uma cena assustadora ela segurou em mim e eu disse para que ela se sentasse no meu colo, quando ela foi se sentar eu tirei a sunga e fiquei pelado, ela disse que eu estava doido mais eu disse que era porque a sunga estava molhada e iria molhar o sofá, disse para ela fazer o mesmo pois de molhadas o sofá o nosso pai iria ficar uma fera, ela tirou meio tímida, eu já não me contia mais de tanto tesão, meu pau mais duro que tudo e ela se sentou no meu colo assim como eu havia pedido, aquela bundinha macia sentada no meu colo, perguntei a ela então se eu podia fazer uma coisa com ela e ela me disse que sim, então eu desliguei a TV e levei ela pro meu quarto, deitei ela na cama e abri a suas pernas, aquela visão da sua bucetinha lisinha me deixava louco, ela disse que estava com medo mais eu disse para ela se acalmar, comecei a pincelar me meu pau naquela bucetinha que já estava ficando molhadinha e coloquei a cabeçinha nela e ela começou a se contorcer de dor, mas eu disse que a dor ia passar rápido e ela concordou, fiquei um tempinho colocando só a cabeça e tirando até ela se acostumar, quando ela já não aparentava mais dor eu coloquei até a metade e ela novamente dizendo que estava doendo, fiquei mais alguns segundos colocando só a metade e assim que eu vi ela já normal coloquei tudo e comecei a fazer um vai e vem, ela começou a gostar e gemer bem baixinho com timidez ainda, não demorou muito e eu gozei em sua bucetinha, enchendo ela de goza, levantamos e fomos tomar um banho e depois almoçar. Desde então todos os dias que ela está aqui na fazenda eu como a sua buceta.
É isso pessoal espero que tenham gostado, mais contos venham de Gmail. Abraços.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 6 votos)
Loading...

Por

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Up

  2. Anônimo

    vc tinha quê estar na cadeia

  3. Almany

    Perfeição, todas são iguais sentem tesão! Aguentam volumes enormes e qualquer tamanho de caralho e pedem mais.Meus parabéns sortudo !

    • Putinha

      Quando eu tinha 13 anos eu dava para os meninos aqui do bairro, tinha um com o pau enorme.

  4. Velhinho

    Amei

  5. Carlos

    Muito bom, adorei.