Cabeça Quente Acabei Levando Chifre III

02-02-18 1 ★ 0.00

Para quem acompanhou o conto “Cabeça quente acabei levando chifre I e II, esse é o número III”.
Aceitei ser corno manso para que ela voltasse para mim, mas combinamos que jamais seria com pessoas de nossa nova cidade e nem conhecidos, a Márcia minha esposa sempre passas horas e mais horas no bate papo e depois sempre vem me pedindo para levar ela em determinada cidade, para ela se encontrar com o cara que ela teclou, e nessas viagens a Márcia me humilhava de todas ás formas e eu tinha que aceitar sem reclamar, chegava na cidade íamos para o bar ou restaurante aonde ela havia marcado com o cara, daí o cara vinha para nossa mesa e a Márcia me mandava ir para o carro, muitas vezes eu ficava esperando por horas, enquanto ela bebia e comia com o “homem” dela, depois a mesma cena, o cara vem no carro e me fala que a minha esposa está me aguardando, eu vou até a mesa e o cara entra no banco de trás do carro, então quando chego a Márcia já está com a conta na mão e fala: “Pague a conta seu chifrudo”. Eu pago e os levo até um motel, então ela me manda sentar, começa a beijar o cara e falar: “Vem, me come toda, eu vim atrás desse macho gostoso”.
Bota o pau do cara para fora e começa a chupar, depois de um bom tempo ela me olha e fala: “Corninho, vá embora para o meu macho ficar mais a vontade, quando ele comer a tua esposa, eu te ligo, para você vim nos buscar”. Então eu pego o carro e vou para um bar, peço algo para comer e fico tomando refrigerante, afinal eu estou dirigindo.
Márcia não se incomoda com o tempo, para ela tanto faz eu esperar 3,4,5 horas quando o cara é casado, mas quando ela pega um solteiro, eles sempre dormem no motel, e eu fico esperando, até quando ela me liga e eu vou busca-los, como sempre, pago a conta do motel, deixo o cara aonde ele quer e volto com a minha esposa.
Ela tem dois celulares, dois whatsapp, um social e o outro só para os homens dela.
Outro dia eu cheguei em casa e a Márcia estava no nosso quarto teclando com um cara casado, eu então perguntei:
– Amor você não vai almoçar?
Ela respondeu:
– Agora não, estou teclando com esse cara, pois a esposa dela já está já chegando e temos que aproveitar, quando ela chega, ele saí de imediato da net, então eu desço e almoço, mas peça para a funcionária lhe servir.
Eu então falei que precisava falar com ela, mas ela já foi falando:
– Desça, quando eu terminar aqui a gente conversa.
Eu já havia terminado de almoçar quando a Márcia chegou e foi almoçar, após o almoço, subimos para o nosso quarto e eu então falei:
– Márcia, até quando você vai ficar saindo com um e com outro?
Ela brava respondeu:
– Eu não acredito que você me chamou para falar sobre esse assunto, eu dou pra quem eu quero e na hora que eu quero e se você não quiser mais aceitar, me diga que nos separamos, eu fico sem você, mas não fico sem eles, e tem mais; não ache que é fácil ser um corno, uma mulher como eu é raro, eu te dou prazer e sinto muito prazer, e você sabe quantos casais estão casados apenas por aparências? A rotina corrói qualquer relacionamento, e essas minhas transas fora de casa, fortalecem o nosso casamento, agora se você quiser uma mulher só sua, me deixe, agora pense e seja definitivo em sua escolha: “Você quer se separar”?
Eu pensei um pouco e falei:
– Não!
Ela então completou:
– Então cale a boca seu merda e havíamos combinado de passar o final de semana na casa dos seus pais, mas ligue e desmarque, pois nesse final de semana você vai levar um belo par de chifres só por conta dessa conversa chata, e para o castigo não ser apenas esse, quando o cara me comer, eu vou ficar deitadinha e o chifrudo vai o levar em casa e quando você voltar ao motel, vai chupar a minha buceta todinha, o merda vai chupar o leite do meu macho.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. silva

    Fizeste merda agora tens que aguentar tudo seres submisso para ela e obediente as machos mas o amor é prazer por ela supera tudo é és feliz.