A primeira vez foi com o filho do meu padrasto

Autor

Meu nome é Paulo tenho 16 anos, e a história que eu vou contar aconteceu tem 8 anos , na acasião eu tinha 8 anos. Tenho por volta de 1:66 de altura e uns 65 kg. Quando eu era pequeno por volta de 3 anos meus pais se separaram, não lembro muito bem mais a minha mãe me disse que ele estavam brigando direto, que meu pai tava bebendo muito, e que as vezes gastava o dinheiro que era pra cesta básica com bebidas. Minha mãe nao aguentou e saiu fora, foi mora com minha avó em outro bairro. Foi aí que ela conheceu o meu padrasto, ele era nosso vizinho. Eles foram se aproximando até que engataram em um relacionamento, Minhá avó foi contra, já que ele tinha fama que batia em mulher, minha mãe então resolveu se mudar pra casa dele, e por volta dos 4 anos eu foi morar com ele. Ele era recém separados e tinham dois filhos com a ex mulher dele. Que sempre passava o final de semana com ele. Eu não me lembro do nosso primeiro contato já que era muito pequeno. A filha dele era 6 anos mais velha do que eu. Já o filho dele tinha a minha idade. Por conta disso, eu sempre brincava Mais com ele do que com ela. Se passaram 4 anos, eu já tinha 8 anos, quando a filha dele resolveu querer morar com agente. Já que a mãe dela tinha arranjado um namorado e ela não suportava ele. Até hoje não sei porque motivo. Ela então foi morar com agente, tive que dividir o meu quarto com ela, mais nem me importei. Já que ela ia durmir no meu quarto resolveram compra uma beliche. Ela preferiu durmir em cima e eu embaixo, quando o filho dele vinha passar o final de semana ele sempre dormia comigo na cama. Foi nessa época, que eu tive o meu primeiro contato com ele. A casa do meu padrasto tinha dois andares, e nela possuía uma piscina na frente da casa. Nao era uma psicina muito grande. Como a minha avó era nossa vizinha minha mãe vivia lá, e com o tempo a minha avó foi começando a aceitar o meu padrasto. Nesse dia eles foram lá pra ajudar a minha avó a fazer uma feijoada, pra uma festa de São João que o pessoal da rua tava organizando. Tava eu e o Leonardo filho do meu padrasto em casa jogando vídeo game quando minha mãe avisou que ia ajuda a minha avó ela é meu padrasto. Perguntou se nos não queriamos ir. Nos cause que na mesma hora dissemos que não, que preferirmos jogar vídeo game. Leonardo e branquinho, e mais alto do que eu. E magro, sabe aqueles garotos que sao magros e alto. Assim era Leonardo, tinha um cabelo lisinho. E um rostinhoso de bebê. Assim que passou uns 10 minutos que Minhá mãe e o meu padrasto tinham saindo. Leonardo vira pa mim e diz

_ (ele) tá muito quente aqui ne Paulinho, vomo tomar um banho de piscina.
_ (eu) vomos sim. Hoje ta mesmo muito quente.
Assim que eu falei ele levantou e já tirou o shorte. Nos tiamos costume de trocar de roupa uma na frente do outro. Assim que ele tirou o shorte ele tira a blusa. Já fazia tempo que eu não vai ele de cueca, quando eu vi não sei o que deu em mim. Eu fiquei ali, parado vendo aquele garoto com aquela barriga lisinha. Ele vistia uma cueca branca mais não era cueca boxe. Eu fiquei ali olhando pra aquele volume, que pra mim era muito grande. Até que ele vira pra mim e diz:

_ (ele) droga, eu esqueci a minha sunga em casa.
_ (eu) não faz mal não Leo, eu tenho uma outra aqui e te impresto. Foi no meu armário e peguei a sunga pra ele. Ele agradeceu, e começou a tirar a cueca. Quando eu vi aquele pauzinho mole, deveria ter uns 6 cm mole. Fiquei louco, eu já tinha percebido que os garotos me atraiam mais do que as garotas. E vendo o meu "irmão" ali pelado na minha frente eu tive a certeza que o que eu já tinhá imaginado era verdade. Eu sintia atração sim por garotos. Ele vestiu a sunga. E falou

_ (ele) pô Paulinho esse sunga tá um pouco apertada. Tá apertando um pouco meu pau. Ele disse isso apertando o pau por cima da sunga. Quando ele fez isso, o meu tesão aflorou na hora e fiquei com o meu pauzinho duro.
_ ( eu) eu não tenho outro sunga Leo, só tenho essa é a que eu vou usar. Mais a que eu vou usar e do mesmo tamanho.
_ (ele) eu usa essa então. E você não vai colocar a sua sunga?

Eu disse que sim. É Foi tirando a minha roupa, quando eu ia tirar a cueca eu resolvi vira de costas,eu queria que ele visse a minha bunda, que ele desejasse ela. E foi tirando a minha sunga lentamente. Tinha um espelho na nossa frente, um espelho não muito grande que ficava pinturado na parede. Assim que eu tirei a minha cueca toda eu olhei pro espelho e vê ele olhando fixamente pra minha bunda. PercebIr que a isca que eu tinha feito tinha dado certo. Fui colocando a sunga lentamente pra ele olhar bastante a minha bunda. Quando virei pra ele, percebir que seu pauzinho tava duro. fingir que nem reparei, e fomos pra piscina. Lá agente nadou, brincou. Se divertiu muito. Até que ele me pergunta:

_ (ele) Paulinho você sabe nadar?
_ (eu) não, você sabe?
_ (ele) sei quer que eu ti ensine?
_ (eu) quero!

Ele começou a me explicar que tinha aprendido com a nadar com o seu novo padrasto. que ele já sabia nadar de várias formas, ele disse que ia me ensinar a nadar batendo os braços. Ele me explicou, e fez uma vez como era pra me explicar. Só que eu acabei não acertando. Ele então foi pra trás de mim, pegou os meus dois braços, e começou a fazer movimentos com os meus braços, me explicando que era dessa forma que eu deveria fazer. Eu foi sintindo a respiração dele ofegante, o corpo dele quente. E aquilo foi me exitando, quando dei por mim já tava de pau duro. resolvei agir novamente e foi chegando cada vez mais pra trás, mais foi fazendo isso sem ele perceber. Até que eu comecei a sintir o pau dele bem na minha bundinua ainda virgem. enquanto ele balançava os meus braços, eu comecei a rebolar tambem. E fiquei rebolando no pau dele. E eu foi percebendo que tava ficando cada vez mais duro. Foi quando ele parou e saiu da piscina, apressado como se tivesse fugindo de mim. Eu sair da piscina e foi atrás dele. Ele tava sentado no chão do nosso quarto com a cabeça pra baixo.

_( eu) o que houve leo, que você saiu da piscina assim. Tá passando mal?
_ (ele) não foi nada me deixa em paz
_ (eu) eu não vou deixar você em paz até voce me dizer o que deu em você.
_(ele) você vai contar pro meu pai que eu fiquei de pau duro por causa da sua bunda? Eu não quero que ele pense que eu sou viado.
_ (eu) eu não vou falar nada pro seu pai, pode confiar em mim. agente e cause como irmão, e irmão não dedurar outro irmão ne.
_ (ele) e você tá certo.
_ (eu) eu posso te falar uma coisa, eu também fiquei de pau duro quando você táva atrás de mim na piscina. Ele me olhou com uma cara de surpreso e disse.
_ ( ele) você gostou de sintir o meu pau na sua bunda?
_(eu) gostei. Você não falar pra Níguem vai?
_ (ele) não, eu não vou dizer nada eu prometo. Eu também tava Gostando de sintir o meu pau na tua bunda.
_ (eu) por que agente não continuar o que agente tava fazendo na piscina aqui no quarto…