A evolução de uma putinha 3

Autor

Ola meus tesudinhos favoritos, sou a Maria como vocês sabem, desta vez irei contar sobre o meu aniversário de 13 anos, vou tentar contar ao pormenor prometo!! Então é o seguinte, na verdade houve duas festas , na primeira celebrei com família e na segunda eu fui passar fim de semana à casa de campo dos meus tios que já não os via a muito tempo. Na festa com a família havia um primo meu que passava tempo todo me mirando, era estranho nunca pensei em fazer algo com um familiar e sendo filha única não poderia experimentar essas coisas com irmãos ou irmãs, então passado algum tempo eu fui para o meu quarto já estava farta de cumprimentar e agradecer a família, passado 5 minutos meu primo vem atrás de mim e entra em meu quarto, seu nome é André tem 16 anos é um pouco alto atlético e bastante bonito até, então eu perguntei o que ele queria e ele disse “ eu sei tudo sobre o dinheiro que vc faz com os moleques da escola” eu entrei em pânico e fiquei com medo ( caso não entendam leiam o último conto) eu pedi a ele para não contar a ninguém que eu faria tudo o que ele quisesse, ele então trancou a porta e disse “ vc vai ter que me deixar chupar seu cuzinho gostoso de graça!” Eu achei estranho então como eu tava de vestido levantei e baixei a calcinha e inclinei me na cama e o André foi direto com a língua no meu reguinho, ahhh aquilo sabia tão bem ele tinha uma língua áspera que me fazia arrepiar com o toque, eu estava nas nuvens sendo chantageada por algo que adorava , o que mais eu poderia querer? Quando notei ele já estava todo bue me mandou abocanhar seu pau , quando me virei fiquei espantada com aquilo , pau dele era enorme e cheio de veias a saltar, nem pensei duas vezes e engoli aquela jeba e comecei a chupar freneticamente, revezava entre pau e os tomates tava tão bom, passado 10 minutos parei e virei de costas para ele e empinei o rabinho e disse “ come meu cu, ele tá a pedir para ser fudido “ ele ficou com um sorriso enorme e tratou de comer meu rabão direto, ele bombava e bombava, nem acredito que tava a levar no cu enquanto os meus familiares tavam na sala a minha espera para cantar os parabéns kkkk , o André então tirou o pau do meu cu e me deu a boca e esporrou me toda, tentei apanhar o máximo que pude com a boca o resto tive que limpar com papel, ele me agradeceu e ao ir se embora eu dei lhe selinho na boca e disse “ obrigado eu meu machinho, vou querer mais” e ficámos de combinar mais vezes até lhe apresentei minhas amigas e tudo! Bom no dia seguinte eu iria de onibus para a terra dos meus tios que vivem no campo, a viagem era de 3 horas e eu iria sozinha , só ia estar 3 dias lá, o ónibus ia um pouco vazio eu estava sentada à janela com uma tshirt que só cobria o peito e uns mini calções que deixam as minhas bordas do cu a mostra, tava ficando muito gata, então com tanto lugar disponível um homem de 40 anos penso eu, sentou se ao meu lado, eu fiquei um pouco incomodada mas ele cheirava bem por isso não liguei muito, passado uns 30 minutos de viajem eu tava ficando com sono e ia fechando os olhos, quando dei por mim tava a inclinar a cabeça para cima do velho, me assustei e pedi desculpa e ele respondeu “ não tem mal se quiser pode pousar a cabeça no meu colo para dormir um pouco” eu toda inocente aceitei na hora e assim o fiz, fiquei com a cabeça no colo do velho e com o rabo empinado, passado uns minutos fiquei com desconforto pq o pau do velho tava a crescer na calça, eu ri e perguntei “ que se passa senhor? “ “ nada nada é que tu é muito linda meu anjo e não consigo controlar me” ele então pousou a mão no meu rabo e começou a massajalo, eu que até tava a gostar comecei a gemer um pouco e ele ouviu então o pau dele quase saltou da calça olhei para ele e disse “ posso ajudar o senhor a aliviar? “ “o que tenciona fazer meu anjo?” Foi aí que tirei o pau dele para fora e comecei a mexer nele para cima e para baixo, ele bem acreditou naquilo muito menos quando tirei meus calções e ele começou a massajar minha xaninha, ficamos nisso um bom tempo até ele agarrar na minha cabeça e me mandou abocanhar aquele pau , fiquei chupando um bom tempo enquanto levava dedadas na xaninha, depois me levantei e me fui sentar ao colo dele metendo seu pau na minha xaninha, naquela parte do ónibus não havia ninguém para nos ver por isso era na boa, eu cavalgava aquele velho como uma louca ele só me xingava “ vai puta rebola rebola salta para mim putinha vai vai “ ele acabou por melecar a minha xaninha e eu voltei a sentar me no meu lugar e me vesti de novo, dei um beijinho no pau do velho e agradeci , ele tava tão exausto que até tinha piada kkk, bom finalmente cheguei na casa dos meus tios, a casa era muito grande viviam lá os meus tios e os dois filhos e uma filha, eram todos meus primos, eles tinham animais, cães gatos, galinhas e até cavalos!!

Bom é tudo por agora , no próximo conto irei contar tudinho o que fiz nesses 3 dias , foram momentos que nunca esquecerei, vos adoro muito beijinhooos!!!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 4 votos)
Loading...