A Cadela dog alemão dos meus sonhos

Autor

Esse é meu primeiro conto, eu irei relatar o caso que eu tive com a minha cadela uma dog alemão.

Não irei falar meu nome por problemas pessoais.

Como eu já falei eu tenho uma cadela dog alemão mais vamos ao que interessa, antes eu nunca tiver alguma malícia por a cadela mais em uma tarde de calor ela estava no cio e eu não deixava ela cruzar com nenhum cachorro para não ficar prenha e feia pois a cadela depois que ganha filhotes fica com os mamilos caídos e feios, então ela era virgem e sempre ficava dentro de casa até porque todas as vezes que ela queria fazer as necessidades ela iria para o quintal, como estava calor eu estava de cueca assistindo no sofá e ela deitada no tapete na minha frente, e lambendo a buceta dela que estava muito grande e saindo um líquido com cheiro forte, eu vendo aquela cena me deu um puta tesão, eu coloquei o pau pra fora e comecei a bater uma, logo quando ela exalou meu cheiro de macho ela se levantou e veio pra perto de mim eu fiquei com um pouco de receio de ela me morder pois ela é grande e forte, ela subiu no sofá e começou a cheira minha virilha e meu pau ele já estava duro igual pedra então eu coloquei pra fora da cueca e deixei ela lamber, foi uma delícia eu chegava a delirar com aquela língua no meu pau, mais a bucetona dela não parava de sair líquido com cheiro forte então eu tirei ela de cima do sofá e coloquei ela na minha frente com a traseira virado pro meu pau, e fiquei apreciando aquela buceta grande suculenta, eu comecei passar a mão na buceta dela e ela ficou mechendo a buceta foi aí que meu tesão aumentou mais, minha vontade naquela hora era de enfiar eu pau todo de uma vez naquela buceta mesmo sem saber se ela iria aguentar ou não, mais eu fui com calma e coloquei um dedo dentro ela se jogou um pouco pra trás e a sensação era muito boa pois era um negócio quente e apertado quando tirei o dedo ela se virou e lambeu a buceta e meu dedo saiu todo melado do líquido daquela bucetona suculenta, comecei a colocar dois dedos depois três para abrir a buceta dela pro meu pau passar, toda vez que eu colocava os dedos dentro dela saia todo melado pois ela estava muito encharcada, tirei os dedos de dentro dela e passei no meu pau pra ela lamber, depois que ela lambeu e quando eu estava quase gozando eu virei ela de costas pra mim e comecei a pincelar meu pau naquela bucetona, a sensação era muito boa e lambuzava meu pau todo, comecei a penetração nela coloquei a cabeça do meu pau e demorei um pouco pois a sensação era muito boa e parecia que ela estava mastigando meu pau era muito quente e gostoso nenhuma das bucetas humanas que comi era como aquela, comecei a forçar e foi entrando devagar, meu pau tem 17, fui forçando devagar até que não queria entrar mais foi aí que veio na minha cabeça que não queria entrar mais que aquilo porque ela era virgem ainda, foi aí que eu segurei na anca e forcei mais e não entrou e ela deu uns grunidos, eu parei um pouco e não segurei ela pra ver qual seria a reação dela, ela continuou parada e ainda veio mais pra trás, foi aí que veio na minha cabeça "ah vc quer rola né então é isso que vc vai ter" segurei ela e forcei com mais força e entrou quando meu pau entrou todo eu fiquei com meu pau lá dentro sem fazer nenhum movimento pra buceta dela se acostumar com meu pau, depois de alguns segundos eu tirei meu pau todo pra fora e saiu líquido misturado com sangue, me deu vontade de lavar ela pra continuar o serviço mais aí que se eu fosse lavar ela é ainda enchugar ia demora e meu tesão ia sair, então eu continuei a meter nela eu metia bem devagar só pra sentir a buceta dela apertando meu pau era uma delícia além de ser bem quentinho que me deixou com mais tesão era apertado, eu queria aproveitar cada segundo daquela foda deliciosa, depois de uns 10 minutos metendo devagar e me segurando pra não gozar pois era muito gostoso foder aquela buceta canina, comecei a meter mais violento e ela começou a soltar uma grunidos e depois parou depois de uns 5 minutos socando forte nela eu ia gozar eu segurei ela é meti bem fundo pois queria gozar tudo dentro dela, quando ela sentiu meus jatos de porra ela deu umas tremidinhas e minhas pernas ficou bamba pois nunca tinha fodido daquele jeito, a cadela me deu um surra de buceta, mesmo com as pernas bambas não soltei ela, só soltei depois que meu pai ficou mole e deslizou pra fora de tão lisinho e molhado que estava lá dentro, esse foi meu conto espero que gostem depois eu falo como eu comi o cuzinho dela que também é muito apertado. Até o próximo conto.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...