Vovó taradona

Autor

Olá pessoal sou nova aqui e o que irei relata neste site é veridico, meu nome é Sandra, sou uma senhora de 63 anos, sou Branca dos olhos azuis, meia baixa pois tenho 1,78, não vou metir pra vocês sou gorda, tenho peitoes e uma bunda bem grande, por onde eu passo eu não ando eu rebolo rsrs, sou viúva a dois anos, moro no interior de Minas Gerais por motivo de seguranca não irei revela aonde pois sou bem conhecida.
Desde da morte do meu marido minha vida mudou muito, não tive mas vontade de mim relaciona com outros homens da minha idade, ficava em casa fazendo comida e vendo TV, TV pensando no falecido marido, as vezes a minha filha mim ligava, é gente eu tenho uma filha linda que a chamar patricia vou descreve ela pra vocês, ela é loira, alta tem 1,86, olhos azuis, tem 41 anos, um corpo lindo pois ela malhar muito, casada com um marido maravilhoso, aliás um gata kkkk, o Miguel de 38 anos, eles dois mim deram dois casal de netos a Fernanda e o Fabrício, primeiro vou apresentá a mas velha que é a Fernanda, ela é linda, os caras barbam ela, ela tem 17 anos, loira alta 1,89, corpinho de modelo, uma bunda empinada e grande kk ( é de família pois a minha mãe também tinha bunda grande rsrs), peitos pequenos, e muito vaidosa, por outro lado tem o caçula o Fabrício o meu orgulho, ele é lindo, tem 13 anos, loirinho, olhos azuis também, inteligente, adora computador e vídeo game, é meio baixinho, muito educadinho.
Bom feitos as apresentações vamos ao que interessa que é como tudo começou a dar sentido a minha vida, minha filha mim ligou e perguntou: – como a senhora está mãe?.
Respondo em seguida: – mas ou menos filha, dó que mim sinto meia sozinha aqui.
Minha filha preocupada pergunta:- vem mora comigo mãe.
Nunca gostei de dar trabalho a minha filha, pois ouço muito mães da minha idade reclamando dos filhos, e nunca gostei de dar trabalho pra ela.
Em seguida respode:- não filha, não precisa, eu gosto daqui, pois aqui é calmo e tranquilo, não aguento mas a agitação da cidade grande.
Ao ouvi a minha resposta minha filha ficou mudar, pensando em uma saída de tira a minha solidão, do nada ela teve uma ideia.
– mãe que tal eu mandar os seus netos pra ir, falo com Miguel pega o carro, e leva eles pra passar uns tempos ai, já que eles estão de férias escolares.
Nossa na hora fiquei feliz, eu amo mais netos, e eles adoram vir aqui e ficar comigo, na hora sem pensar responde:- claro filha, pode mandar eles pra mim, que vou cuida muito bem.
Pois bem cuidei bem mesmo rs até demais, fiquei bastante feliz pela proposta da minha filha, pelo celular ela acrescentou mas:- semana que vem eles irão ai, tá mãe?.
Eu toda feliz responde.
– ta bom minha filha, esperarei ansiosa.
Mim desperdi dela e desligamos os celulares, depois fui pro banho toda animada, tomei aquele banho gostoso, passei a mão no meu corpo todo, aí passei a mão na minha buceta, e sentir uma louca vontade de mim tocar, ai comecei a bate uma siririca gostosa, nossa como mim animei, comecei a gemer bem goatoso, pois fazia tempos que eu não mim sastifazia, e comecei a mim desvirgina outra vez, com o toque da minha mão, e comecei a passar a mão que estava mim tocando na minha boca, nossa como mim virei, de uma senhora respeitadora para uma puta, ai decidir para, mim enrolei na toalha e fui pro quarto mim vestir, vesti uma roupa longa, essas roupas de velha rsrs, mas ao vira de costas para o espelho, vir que a minha bunda tava bem grande, não liguei pra isso, peguei o carrinho de feira e fui fazer as compras na feirinha.
Cheguei la nossa percebi olhares pra cima de mim, alias pra minha bunda, a feira tava cheia, e vocês sabe como é feirinha ne kk, bem apertadinha e cheia, e percebe o rapaz na faixa do 20 anos olhando pra mim, virei e notei que ele deu uma piscadinha pra mim e deu um sorriso sacana, e eu como uma senhora que eu sou, nem liguei, fui e andei mas quando eu parei numa barraquinha de frutas, e gente do nada encheu de gente do nada, ai parei nesta barraquinha e sentir alguém atrás de mim, me encoxando, e também sentir uma coisa dura bem na minha bunda e uma mão apertando a minha bunda, nosso olhei pra trás e vir que era o rapaz, olhei pra cara dele e fiz cara feia, tipo não gostei, ele vir a minha reação e se afastou com medo da minha reação.
Ao volta pra casa com o carrinho cheios de compras, vir que o pneu do carrinho quebrou, nossa como fiquei desesperada, ai pensei e agora o que eu faço, abaixei pra ver se concertava o pneu e vir que não dava, até que apareceu ele, o rapaz tarado, eu mim levantei e ele falou:- olá dona Sandra quer uma ajudinha?
Como eu vir que ninguém não mim ajudou, então resolve que esse jovem tarado poderia mim ajudar, e em seguida falei:- sim meu rapaz, pode mim ajudar a leva as minhas compras pra casa?
Ele todo feliz respondeu:- sim faço tudo pela senhora.
Não é de se espera que ele mim conhecia, pois cidade pequena todos se conhecem, então ele pegou umas das sacolas pesadas e andamos até a minha casa, da feirinha até a minha casa sao exatamente 58 minutos, com isso viermos conversando e descobri que o nome dele é Alberto tem 19 anos, ele é alto, magro, Moreno, e é filho do padeiro, o senhor Gustavo, homem super legal, ele está no último ano de escola, mas que neste ano ele iria mora na capital com a tia dele, ele não namora.
Ao chega em casa, ele entrou junto comigo, eu fiquei na frente e ele veio atrás, e percebe que ele não tirava os olhos na minha bunda, ele entrou e mim ajudou a guarda as coisas, quando peguei o arroz e fui coloca no armário, eu mim abaixei e fiquei com a bunda empinada, ai do nada esta rapaz enlouqueceu, veio pro trás de mim e me agarrou a força, quando eu ia grita ele fechou a minha boca e disse no meu ouvindo bem baixinho com uma voz de tarado:- tava louco pra te pegar Sandra, toda vez que vc passava na feirinha, te desejava, e agora você é minha.
Ai ele levantou a minha saia, mim pegou pelo pescoço e mim levou ao meu quarto, entrou no quarto e mim jogou na cama, que eu cai de Costa, com a bunda virada pra ele, ele trancou a porta rápido e tirou a calça que estava com cinto, o interessante é que ele não estava de cueca, acho que ela já veio preparado pra mim comer, e quando eu vir aquele pau grande, não vou mentir pra vocês, sentir tesão por ele, mas não estava gostando de ser estrupada, Ele veio pra cima de mim, fiquei virada de frente, e ele veio sentando em cima e mim, colocou aquele pauzao na minha boca, e falou ao tom de ordem:- chupa sua vaca vai.
Comecei a chupa aquele pau, vir que ele estava gostando e ser chupado, ele revirou os olhos e dava gemidinhas bem baixinho, com a outra não, ele começou a tira minha calcinha, ai fiquei com vestido sem calcinha, e com o cinto dele, ele pegou a minha mão, e mim amarrou com seu cinto na cabeceira da cama,Ai ele desceu e colocou o pau dele na entrada da minha buceta, nesse momento fiquei excitada, ai ele disse:- agora sua velha gostosa, vou realizá meu sonho, de comer sua buceta.
No momento desistir de luta, e aceita o fato de que depois de muitos anos, uma rapaz novo, iria tira minha virgindade, ai ele sem falar nada colocou seu pau todinho na minha buceta, doeu demais, deu um grito, e ele mim deu um tapa na minha cara, e começou a dica gostoso na minha buceta, ele ganha loucamente, e dizia: – vai delícia, agora sim você é minha Sandra.
Fiqueii gemendode prazer, sentia mas prazer do que raiva, pois o pau daquele rapaz mim invadia como ninguém nunca faz, ele pegou as minhas pernas e colocou pra cima, e começou a chupa meu cu, nossa que delícia, ninguém nunca mim faz isso, que loucura, eu gemia, mim entreguei ao seu prazer, falei pra ele:- mim solta agora, quero sentir você.
Ele mim soltou, eu deitei ele na minha cama, fiquei em cima dele, ele mim vendo em cima dele, ele enlouqueceu, e depois peguei no pauzao dele, e direcionei na entrada da minha buceta, e sentei com gosto, neste momento sai a recautada senhora Sandra e entra uma puta dentro de mim, e comecei a calvaga bem gostoso, no pau dele, e ele gemendo loucamente, eu dando tapas na cara dele e ele na minha bunda, e minha bundona ficando vermelha:- vai delícia comer minha buceta, depois do meu marido, agora é você que comer ele.
Tava louca de tesão, reviravaos olhos, ai mim levantei e ele ficou deitado, virei de Costa pra ele, gente quando ela viu meu bundão, o moleque endoidou, ai sentei na pica dele de Costa, e comecei a calvaga, ele virou a cabeça pra trás e disse:- que delícia de foda, nem mesmo minha tia, fez tão gostoso como a senhora.
Isso mexeu com meu ego, e ele enlouqueceu com a minha renomada, e ainda mas vendo o meu bundão na frente dele balançando, ele enlouqueceu, até que ele gozou dentro de mim, bem gostoso, ele deu um grito de tesão, e eu sair de cima dele, e fiquei deitada perto dele, ele olhou pra mim e sorriu, e disse uma coisa pra mim:- dona Sandra, não sabia que a senhora era esse fogo todo.
Eu em seguida responde sorrrindo.
– nem eu sabia rsrs.
Em seguida falei.
– agora por favor guarda esse segredo ta, que darei sempre pra você.
Ele ao ouvi isso deu um sorriso e disse:
– ta bom combinado, vai ser o nosso segredo.
Nos dois formos toma um banho, e ele saiu de casa todo feliz, e eu fiquei feliz também, depois dessa foda, minha vida mudou, e aparti daquele dia em diante, virei o máximo na minha vida, aproveitando tudo, e esquecendo as tristezas que a vida mim deu, e estou começando hoje a mim liberta, pois estou escrevendo esta conto graças a uma amiga, que conversou comigo.
Vocês deve pergunta ” e o rapaz ainda voltou pra mim comer”, infelizmente não pq 5 dias depois da nossa vida infelizmente ele foi morto, pois o dono de um mercadinho, descobriu que ele dava dando um pegas na mulher dele, e a minha fugiu kkkk esperta em.
Bom espero que tenha gostado, não fiquei traumatizada com isso, ao contrário, com amiga certa tudo foi esclarecido na minha vida, e hoje sou uma velha tarada por rola jovem, no próximo contarei a chegada dos meus marinhos lindos, estou louco pra conta pra vocês…