Virei Putinha do Meu Primo ii

Autor

Como relatei no conto anterior meu Nelson malandro e chavequeiro conseguiu me levar pro mato e acabou me comendo, na época eu tinha 8 ou 9 anos e ele tinha por volta de 16 anos. Depois que meu primo me comeu pela primeira vez e guardei segredo como ele tinha pedido, virei putinha dele. Nelson não me deixava em paz e quase todos os dias conseguia ficar sozinho comigo e me comia até gozar dentro de mim. Eu comecei a gostar de ser sua mulherzinha e viciei em rola. Um dia estava na casa dele, minha tia chegou do nada e pegou meu primo me comendo de quatro no quartinho que ficava nos fundos da casa. Foi aquele reboliço e nunca mais minha mãe deixou eu ficar sozinho com ele. Acontece que uma vizinha ficou sabendo e contou para o filho, acho que para previni-lo caso meu primo tentasse alguma coisa. Marcelo tinha 13 ou 14 anos e disse pra toda a turma da rua que meu primo tinha me comido e meu primo falou que eu gostava de dar o rabinho. Ele estava certo, porem os meninos ficaram exaltados e acabou meu sossego. Lembro que tinha muitos convites pra brincar na casa deles, ainda mais dos mais velhos. Éra um esquema doido, eles mandavam um menino da minha idade me chamar pra minha mãe não desconfiar, aí ele me falava que o pessoal estava na casa de um qualquer e que queriam falar comigo. Na primeira vez fiquei assustado, pois tinha uns 5 garotos, a maioria mais velhos entre 14 à 17 anos. Marcelo me chamou de canto e disse que eles queriam me comer. Assustado disse que não, porem Marcelo insistiu e ameaçou falar pra minha mãe que tinha me visto com meu primo novamente e então tive que dar pra todos. Na casa tinha um banheiro na parte de fora, entrei com o Marcelo neste banheiro enquanto os outros ficaram no quintal esperando a vez.
Entramos, fechou a porta por dentro então ele pediu pra eu ficar de costas e abaixar o shorts, Marcelo estava de pinto duro, pois mal tive tempo de me posicionar e já senti seu pinto me cutucando, Ele foi colocando até o fundo depois deu umas bombadas e gozou rapidinho. Depois um à um à foi entrando e me comendo e foi assim durante umas 2 horas. Lembro que o ultimo não quis me comer disse que tinha muita porra na minha bunda e ficou com nojo, realmente, todos gozaram dentro e sentia escorrer pelas pernas.Foi aí que fiz a primeira chupeta e tomei a primeira gozada na boca. Acabei virando putinha da turma e até hoje lembro com saudade e tesão.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 2 votos)
Loading...