Leitora Plus Size, mostrando a beleza das gordinhas

Autor

Olá tudo bem com vocês, tenho 17 anos e vou relatar a relação amorosa quê tive com a Eloísa
uma mulher de 25 anos ,ela é modelo Plus size uma bela de uma mulher, seios bem grandes, a
bunda relativamente grande com pouquíssima celulite o que têm mais é estrias que eu
particularmente acho sensacional. Algo que me chamou bastante a atenção é o biquinho dos
seios da Eloisa que são bastante protuberantes. A vagina nem se fala, em carnuda, ela a cada
dois Dias tira os pelos com cera, deixando a bucetinha bem lisinha uma delícia para chupar.
Os cabelos dela são pretos com luzes vão um pouco abaixo dos ombros, combina bastante
com ela, pois ela é branquinha. Eloisa é uma leitora dos meus contos, ela entrou em contato
comigo, dizendo ter gostado bastante dos contos e tal, começamos a conversar, ela me disse
que era evangélica, mas trabalhava como modelo Plus size, perguntei se ela era casada, ela
disse que sim, mas o marido dela não a achava bonita e quê pôr diversas vezes a chamava de
gorda fiquei horrorizado com isso, ela disse-me que sempre tem desejo por sexo, mas por
conta do marido, esse desejo fica todo sufocado, se limitando só a consumir pornografia e
algumas vezes a masturbação. Mas ela disse que divórcio já estava em fase final.
Tentei consolar ela, continuamos a conversar, sobre os contos e sobre ela, depois disso
passamos a conversar diariamente, e foi um mês assim, quando ela me disse que tinha já se
divorciado do marido, ele me disse que foi um divórcio amigável, sem mais problemas. Ela me
disse que iria fazer um ensaio fotográfico, na minha cidade, ela me perguntou se a gente podia
se encontrar, para sair se conhecer pessoalmente e eu mostrar um pouco da cidade. Disse a
ela quê séria um prazer.
Quando ela chegou na cidade, ela iria ficar três semanas na cidade, a primeira semana e meia,
ela iria trabalhar tirar as fotos e tals,a outra semana e meia era para ela curti a cidade .passou
essa semana, marcamos de nos encontrar, fomos nos encontramos na praça central da cidade,
ela estava simplesmente linda com um batom vermelho bem vivo, um vestido marrom coisa
mais linda quê valorizava bem as curvas dela. A cumprimentei fomos passear pela cidade,
mostrei alguns pontos da cidade que ela poderia gostar, depois fomos tomar um açaí, e
começamos a conversar, até quê ela me disse, posso te perguntar uma coisa, disse que sim,
ela me perguntou se eu transaria com uma mulher assim como ela mais gordinha, mais velha.
Disse que sim que para mim isso não séria um problema.

Ela disse que estava com um pouco de vergonha, disse a ela que não precisava ter, ela me

disse que queria transar, que Queria que alguém apagasse o fogo que ela tinha, já que o ex-
marido dela era um incompetente, ela me perguntou se eu poderia ajudar ela. Disse que sim,

disse a ela que já estava querendo mesmo transar com ela, disse que achava ela muito bonita.
Nisso peguei me aproximei dela e dei um beijo nela, como estávamos sentados lado a lado ela
me abraçou e fico com a cabeça apoiada no meu ombro. Como era de noite, resolvermos
marcar deu ir ao hotel de manhã, para pegar ela para irmos até a minha casa, já que ela fica
vazia durante o dia.

Cheguei ao hotel, ela estava com vestido florido, já de cada pude notar que ela estava sem
sutiã, pois no vestido tinha um belo decote, mostrando bastante dos peitos e o vestido
marcava bastante os biquinhos dos peitos dela. Ela me abraçou, aproveitei e a beijei, fomos
para a minha casa, chegando lá quando entramos, já peguei e a puxei pelo braço, abracei e
comecei a beijar ela, fomos para meu quarto, ela pediu para eu tirar o short ,tirei ela abaixo
minha cueca, e começo a chupar meu pau, chupava e me provocava passando a língua bem
devagar na cabeça do pau, depois falei para ela que tal eu te chupar, deitei ela na cama,
levantei o vestido dela até a barriga dela, tirei a calcinha dela, antes de chupar a bucetinha
dela já estava bem molhadinha, estava a escorrer de tão molhadinha.
Ai eu comecei a chupar aquela bucetinha carnuda, enquanto isso ela terminou se tirar o
vestido, quando ela tirou comecei a passar a mão nos seios dela, enquanto eu também
aproveitava e dava umas apertadas no bico do peito dela. Ela dizia em meio a gemidos nossa
quê delicia, continua não para, chupa essa bucetinha, me faz gozar, continua, isso ,chupa ,que
delícia, faz essa puta aqui gozar, isso vai, chupa que eu vou gozar gostoso. Ela gemia mordia os
lábios, pelo fato dos peitos dela ser grandes ela conseguia passar a língua bem no bico, ela
apertava os peitos, se contorcia até quê ela gozou.
Quando ela gozou ela me disse realiza um fetiche meu, disse se tiver ao meu alcance realizo
com todo o prazer, ela me disse que queria ser fodida na cozinha, disse vamos lá que te como
lá, fomos coloquei ela primeiro de costas apoiando-se no fogão, perguntei se ela queria com
camisinha, ela disse que não, comecei a comer ela, enquanto dava uns tapas na bunda dela,
por ela ser bem branquinha dava um tapa bem forte, ficava a marca vermelha da mão, batia
ela dizia isso bate, bate mais na sua putinha, isso me bate mesmo, adoro apanhar, pode bater
nessa bundinha à-vontade, pois a vadia aqui ama apanhar.
Depois a peguei a coloquei sentada na mesa de frente para mim, comecei a meter na
bucetinha dela, enquanto a beijava e falava para ela bem no ouvido dela, que ela era uma bela
putinha, quê eu iria encher a vagina dela de esperma, a chamava de vagabunda, vadia, biscate,
puta e ela me diziam em meio a gemidos sou mesmo. Quando fui gozar ela deitou na mesa,
segurei ela pela cintura e meti com mais força e velocidade, quando ia gozar tirei o pau bem
rápido da bucetinha dela e gozei na barriga dela, ela pegou o esperma que gozei na barriga
dela e colocou tudo dentro da boquinha.
Depois fomos pro quarto eu sentei na cama, e ela sentou no meu colo, ficamos ali nos
beijando por um tempo, depois eu deitei na cama e a Eloísa começo a cavalgar no meu pau,
cavalgava com força e vontade, os peitos dela quanto mais forte ela pulava no meu pau, mas
eles balançavam, batiam até no rosto dela as vezes, depois ela deitou e eu deitei por cima
dela, fui beijando o corpo dela enquanto comia a buceta dela, disse a ela que iria gozar,ela
pediu para fazer uma espanhola, subi em cima dela, ela fez a espanhola até eu gozar gozei
bem nos peitos dela. Depois ela pegou e ficou espalhando o esperma pelos peitos.Depois
fomos tomamos um banho juntos e saímos para almoçar no restaurante, fomos almoçamos, e
quando estávamos voltando passamos por uma praça quê estava quase vazia e tinha uns
banheiros públicos lá, ela me perguntou se eu tinha coragem de comer ela dentro desse
banheiro, disse a ela que com ela eu topava tudo, fomos conseguirmos entrar, entramos em
um dos banheiros lá, a coloquei apoiada na porta, forçando para ninguém tentar entrar, e

começamos a transar lá, ela gemia um pouco, quando ouvíamos um barulho de alguém
entrando parávamos foi assim até que quando fui gozar,ela se ajoelhou e gozei no rosto dela.
Ela limpou o rosto e depois eu saí primeiro para ver se dava para ela sair quando deu saímos,
e fomos para a minha casa onde, ficamos até quase anoitecer, nesse dia depois do banheiro a
gente só deu uns amasso, uns beijos, e fizemos só algumas provocações.
Depois ela voltou para o hotel, nós dias seguintes, dava 8 horas da manhã, a Eloísa ia para a
minha casa para passar o dia transando e ficando comigo. Infelizmente a semana de folga dela
acabou e ela já tinha outro ensaio fotográfico para fazer na cidade dela, para uma marca de
roupas femininas, atualmente eu e Eloísa conversámos às vezes, estamos tentando planejar de
em janeiro agora ela passar uns dias em casa como minha amiga. E claro vamos transar muito,
pois ainda não comi o cuzinho dela, que deve ser uma delícia encher ele de esperma.
Bom esse foi o meu relato, espero que tenham gostado e quem gostou puder entrar em
contato, se puderem me dizer o que posso melhorar no conto e como sempre vou deixar meu
e-mail e WhatsApp.
E-mail: minecraftextreme361@gmail.com
Whatsapp: 67 84453996