Dominando a família

Há 9 meses Por 11 ★ 3.33

Tem uma família que também é minha, formada pelo pai José, a mãe Rita e os filhos Marquinho 14 anos com um pau médio e André 17 anos já com um pau de uns 18 cms e grosso.
É minha porque a Rita além de ser a esposa do José é minha putinha, é muito gostosa, e eu adoro quando estou com ela. Ele é só o corninho obidiente, faz tudo para satisfazer os caprichos dela é meu também.
Iniciei a Rita no incesto, além de transar comigo, transa com os filhos quando eu mando.
Como sempre vou na cidade deles, quando eu chego, a Rita é só minha o José é só para cuidar muito bem dela e da casa, não deixando faltar nada.
Vou contar uma das minhas passagens pela cidade:

Avisei que estava chegando, a pedido de Rita, José há levou até o aeroporto para me buscar. Quando cheguei ela correu no saguão do aeroporto e se pendurou no meu pescoço e me deu um beijo longo de lingua, ela;- meu amor estava morrendo de saudades sua, não estava mais aguentando fica longe desse pau gostoso que tanto me satisfaz.
Eu:- e o corninho onde está? Ela:- ele está no carro nos aguardando, e você sabe que eu não dou para ele, só quando você permite.
Eu- e os meninos?…ela:- também, só quando você autoriza eu dou para eles, eu sou só sua, como tudo na minha casa.

Chegamos no carro entramos na porta de traz, não comprimentei ele, deixei a mala fora, ele saiu do carro e colocou no porta malas, saímos e eu fui sarrando a Rita até chegar em casa, disse que naquela viagem eu não iria ficar em hotel, iria ficar na casa deles, a Rita ficou muito alegre e feliz, mandou ele levar a minha mala para o quarto do casal, e pediu para o José trocar a roupa de cama e colocar uma toalha limpa que eu iria tomar um banho para relachar da viagem, ele foi e eu fiquei dando uns amassos na Rita.

Chegou a noite, os meninos também chegaram e fomos jantar, ele já tinha preparado tudo.

Sentamos à mesa e o André perguntou, e o papai não vai jantar?
Rita responde :- vai sim, mais quando terminarmos ele vem e já aproveita para limpar a cozinha e lavar as louças.

Jantamos e fomos para a sala ver um pouco de TV, mais antes liberamos o José para jantar e fazer os devidos afazeres na cozinha.

Logo ele aparece perguntando se não queríamos um cafezinho, que aceitamos, e ele voltou para providenciar.

Peguei a Rita puxei para mim lhe beijando e acariciando sua linda e gostosa bunda, ela se entregou toda, segurou no meu pau por cima da calça que já estava duro. Pedi calma que iria tomar um banho, mandei o André e o Marquinho ficarem namorado a mãe até eu voltar

Tomei um banho refrescante, mesmo à noite, estava muito quente, por ser uma cidade litorânea, o clima é quente, principalmente no verão.

Sai só de cueca e fui para a sala, cheguei o Marquinho estava com o pau na boca da Rita e o André chupando sua buceta, a cena era linda, ver os filhos dar prazer para a própria mãe…, deixei e fiquei olhando por um tempo, suficiente para o José entrar na sala trazendo uma bandeja com o café, nos serviu e eu mandei ele ficar chupando a Rita enquanto tomávamos o café, mandei ele tirar a roupa, estava de pica dura, ficamos rindo da sua situação, a Rita lhe puxou pelos cabelos e fez ele grudar a boca na sua buceta bastante babada pela exitação e seu filho que à minutos atrás estava chupando

Terminamos o café, mandei ele trocar, chupar os nossos paus até ficarmos duros para fuder a Rita, ele começou por mim, parece que estava com saudades também de me agradar, depois foi o André e por último o Marquinho.

Conforme ele ia largando nossos paus, nos dirigimos a Rita, já coloquei na sua boca enquanto o André atolou na buceta falando que não aguentava mais de vontade de fuder a mãe. Por último o Marquinho chegou, coloquei a Rita em cima do Marquinho e o André meteu no seu cu, eu deixei ela me chupando e os dois alucinados metendo na mãe. A Rita gritava gozando e os dois cadenciados, pareciam uma máquina de meter, o André metia com tanta violência que jogava ela contra o meu pau que enfiava até sua garganta.

Depois de meterem bastante anunciaram que iriam gozar, André fazendo careta gritou que estava gozando ao mesmo tempo que Marquinho falava a mesma coisa.

Após acalmarem, André puxou o pau todo melado e sentou no sofá exausto, Rita caiu para o lado e Marquinho ficou deitado com o pau descansando sobre a coxa. Olhei para o lado o Zé estava batendo uma punheta, perguntei: – Zé, quanto tempo você não come a Rita? ele:- faz tempo que você não permite!

Eu puxando a Rita pela mão que levantou com a porra dos filhos escorrendo pela perna, falei:- e não vai ser desta vez, ela agora é só minha, me direcionei para o quarto e os meninos para os deles, Rita para o Zé: – Faça um belo café da manhã porque eu vou matar a minha saudade desta pica e você vai dormi aqui no sofá. Os meninos saíram rindo e o André falou:- pai faz bem reforçado porque a noite vai ser longa, todos rimos, claro, eu, Rita, André e Marquinho e fomos para os quartos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,33 de 3 votos)
Loading...

Por

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. ray.sp

    Bom conto senti falta de saber as iddes..
    Seria loko msmo se existi-se uma familia assim…so que pra mim os filhos devem ser um casal pois adoro ver mae e filha ..

  2. Anônimo

    VC É UM FANFARRÃO KKK MERECE UM OSCAR O CARA MAIS MENTIROSO DO MUNDO

  3. Te querendo

    Conto muito ruim!!!!!!!
    Porra brother se vai inventar vê se inventa uma coisa melhor!!!!!!!!

  4. Boylover

    Acho que você deveria comer o corninho e os filhos tbm, excelente conto

  5. Ricardo

    Que merda

  6. Eletrônico

    É verdade sim, inclusive o corno já deixou o seu comentário aqui.

  7. Anônimo

    nossa que delicia um conto assim envolvendo a família toda assim o marido sendo corno manso da família toda..que delicia

  8. Anônimo

    Tem limite até para mentir! Rissss

  9. Silva50

    Como a imaginação é grande nesse Site!!!!! Isso nunca aconteceu e tem gente que acha que é verdade.

  10. silva

    Espero mais contos

  11. silva

    És um macho surtudo dono de uma bela família uma putinha gostosa um corno submisso e dois filhos colaborantes dois moleques que quando começarem a namorar é mais putinhas para o teu domínio.