#

Dei meu cu para o meu sobrinho.2

3068 palavras | 3 |2.08
Por

Olá galera tudo bem com vocês, este é o segundo conto, espero que tenham gostado do primeiro, vocês não vão acredita, mas quando escreve o primeiro conto fiquei louco de tesão, e fiz um sexo bem gostoso com a minha mulher e no dia seguinte dei meu cu para o meu filho, nossa puxou ao pai viu o moleque comer bem, mas isso contarei no outro conto.
Bom vou começa a conta de como foi minhas férias com o meu sobrinho Roberto, no primeiro conto como vocês viram, foi a minha iniciação bisexual e de como eu tirei a virgidade dele, que delícia.
Todas as noites Roberto mim comia gostoso, e deixava leitinho dentro do seu tio bundudo, quando a mãe dele ia dormi era a hora da gente fazer um sexo gostoso, fazíamos em todas as partes da casa e até fora dela.
No quarto dia eu e Roberto formos a um açude que tem na Cidade, chegarmos lá e tinha muita gente, quando o roberto chegou la ja foi correndo dar um mergulho no açude.
– vem tio a água ta Boa. Disse ele:
Eu sem sabe o que fazer sai correndo e dei um mergulho na água, e ficarmos brincando cheguei perto dele e perguei no pau, ele olhou pra mim e disse:
– nossa tio o senhor quer mas rola, o senhor é foguento.
– sim meu homenzinho, o cu do seu tio pisca pra perdi seu pau, adoro ele dentro do meu cu.
Ele começou a ri, pela minha supresa foi o que ele falou em seguida.
– bom então vamos pra mata, tenho certeza que ninguém vai nos ver.
Nossa essas palavras mim pegou de supresa, meio supreso falei.
– mas é os bichos, cobras.
Ele riu.
– kkk vamos lá tio ou não quer dar.
Mim sentir desafiado por um menino, ai ele mexeu com meu ego, perguei na mão dele e disse.
– vamos la.
Nós dois entramos Mato a dentro, fiquei meio com medo, mas pra dar meu cu pra ele vale tudo, até encara cobras e outros bichos, chegarmos no local que não dava pra ver nada, era uma mata fechada e vir que ali ninguém nos encomodaria, ele limpou a área e tirou a sua roupa e vir que ele estava preparado pois o pau dele estava duro, vejo que ele está acostumado a comer o cu do tio, por dentro fiquei bastante feliz, ai ele deitou e falou.
– venha tio, tira a sua roupa, quero sentir esse cu outra vez.
Mas uma vez mim sentir desafiado, e tirei toda a roupa, e coloquei meu pau pra ele chupa, nossa que boca gostosa, meu pau cresceu na boca dele, chega que ele barbava de tão grande que estava, revireimeus olhos, depois mim levantei e sentei na cara dele, ele sabe que eu adoro ser lambido pelo cu e senta na cara, ele enfiou a língua dele dentro do meu cu enlouquece e comecei a gemer loucamente, vocês tem que sentir a língua dele no cu de vocês ( quem gosta ne kkk), fiquei louco a prazer, depois mim levantei e sentei no pau dele com gostoso, ele pagava na minha bunda ( por modéstia parte que é grande kkk) e batia , cada vez que ele mim dava tapa na bunda, eu pulava mas.
– vai meu sobrinho comer meu cu, dar leitinho pro tio. Dizia eu com uma voz de tesão.
– isso tio calvaga na minha rola, que delícia de cu. Falava com uma voz de tesão.
Fiquei de 4 e ele enfiava aquela rola no meu cu, nossa como ele aprende rápido, no começo eu ensinava ele, agora nem precisa, pois ele virou um verdadeiro comedor, depois eu deitei e ele veio por cima, que delícia, beijava a minha boca de lingua e comia meu cu, e eu batendo uma punheta, depois de alguns minutos ele gozou dentro do meu cu, e eu também gozei, nos beijamos, vistimos as nossas roupas e formos embora pra casa.
Chegando lá a minha irmã estava nos esperando.
– nossa até que enfim em, porque demoraram tanto.
Mal ela sabia que eu e ele estávamos fodendo gostoso na Mata, pra tranquiliza em eu falei.
– desculpa tanya é que o açude tava tão bom que nem nos preocupamos com o horário.
Ela acreditou e foi pra cozinha prepara o almoço, ai olhei para o meu sobrinho e dei um piscada de olho, ele riu.
A noite caiu às 21:56 minha irma foi dormi, sp ficou na sala eu e o meu sobrinho, depois de algumas horas abaixei a TV pra não acorda a minha irmã eu e ele nos olharmos e falei.
– segundo round meu homenzinho.
( vocês deve pensar nossa que fogo kkk, pois é tenho mesmo e se vocês visse meu sobrinho, também seriam kk).
– opa vamos sim tio. Disse ele animado.
Aquilo mim supreendeu pois pensei que ele não ia aceita, nos dois ficarmo nus e começamos um sexo gostoso na sala, gemi um pouquinho, ele gozou dentro do meu cu outra vez, que delícia de gozada, nos beijamos gostoso na boca e formos dormi.
No dia seguinte dormi demais acordei umas 09:00 horas, virei para ver meu homenzinho e não vir ele, mim levantei e fui para a cozinha, a casa tava vazia só estava eu, fui no banheiro tomei aquele banho, e não parava de pensar no meu homenzinho, nossa como ele tava gata na arte de come cu do tio, tomei meu café e depois fui pra sala assistir tv, depois de trinta minutos minha irmã e meu sobrinho chegaram, mas sentir que nos olharens deles algo tinha acontecido, ela mim olhou como se queria mim matar, meu coração palpitou forte, e nos meu pensamentos veio, puts a casa caiu.
Minha irmã fechou as janelas, fechou a porta da casa, e eu sentir um frio tão grande na espinha que sentir que ela iria mim matar por algum motivo, pegou a cadeira e chamou o roberto.
– filho venha cá. Chamou com uma voz brava.
Ele sentou ao meu lado, e minha irmã perguntou.
– vocês dois querem mim falar algo, que eu não devo saber.
Naquele momento engoli a saliva a saco, ela olhou pra mim e mim perguntou com uma voz brava.
– vamos lá meu querido irmão, quer falar algo.
Roberto começou a chora, e eu sentir que ali seria meu fim, pensei, minha família vai mim odiar, meus filhos nunca mas mim veram como pai perfeito, Minha esposa vai mim se separa de mim e me chamar de gay pedofalo e minha irmã que eu tanto amo, vai me amaldiçoa.
Olhei para o roberto e depois pra ela é decidi abri o jogo.
– sim minha irmã, eu tenho.
Ela mim olhou a comecei a falar.
– eu seduzi meu sobrinho, desde que vir ele pela primeira vez eu sentir algo forte por ele, na primeira noite, decidi dar um passo a mas, e tentei ele, eu e ele estamos tendo um caso.
Quando falei isso minha irma começou a chora, e o roberto também, e falei mas coisa pra ela.
– eu amo ele, sinto atração por ele, ele é o meu homenzinho, faço sexo com ele todas as noites.
Minha irmã começou a dar tapas na sua própria cara é disse com uma voz abargada de choro, e deu um tapa na minha cara.
– você é louco, ele é seu sobrinho, é uma criança, sabe como eu descobri.
Ela deu uma pausa na palavra e chorou novamente.
– descobri por causa dos seus gemidos, e levantei pra ver o que é, e vir você sentando no pau do meu filho.
Ela se levantou a falou.
– quero que você va embora.
Roberto ao ouvi isso, se levantou e falou.
– se meu tio for embora eu nunca mas vou falar com você.
Minha irmã ficou espantando, olhou pra mim e disse:
– meus parabéns você consegiu, agora você tem o meu filho so pra você.
Eu meio choroso levantei e disse:
– tudo bem eu vou.
Nesse momento o roberto mim abraçou forte e mim deu um beijo na boca, a minha irmã ficou espantada com a atitude dele, e saiu da sala e foi para a rua chora.
Passou quatro horas que minha irma saiu de casa que eu e o meu sobrinho ficarmos esperando ela, até que ela chegou, estava mas tranquila e tava com as feições mas serenas, minhas malas ja estavam pronta e nem tinha mas coragem de olhar pra ela, com a voz meio triste e decepcionado disse pra ela de cabeça baixa:
– adeus tanya, espero que isso não mude as coisas entre nós, e quero que você saiba, que eu e seu filho, nos amamos muito.
Fui lá perto do meu sobrinho e dei um beijo na boca dele, minha irma vou aquilo é ficou quieta, perguei minhas malas e quando fui saindo pela porta ela falar:
– espera um.pouco meu irmão, tenho uma coisa pra te dizer.
Parei na hora e fiquei para ouvi o que ela tinha pra falsr:
– o que eu vou falar é sério, e que fique so entre nós, tá bom.
Balancei a cabeça dizendo que sim.
– eu vejo que meu filho também te amar, e você transformou ele no homenzinho, andei e refleti um pouco, e eu aceito que vocês dois tenham um caso aqui dentro da minha casa.
Eu e o roberto pularmos de felicidade, fui e beijão a boca dele, até que a minha irmã outra vez tomou a palavra:
– e tem outra condição.
Responde em seguida.
– qual?
Até que ela falou uma coisa que mim pegou de supresa.
-que eu participe também.
Eu e o meu sobrinho ficarmos pasmos, e não acreditei no que ela disse, e falou mas.
– a noite vamos fazer tudo juntos, e tenho supresas pra vocês, vou la na casa da minha amiga a Valéria e volto ja ja.
Minha irmã saiu de casa e foi pra casa da amiga dela, eu e o roberto ficarmos em casa namorando, tirei minha roupa e sentei no colo, namoramos muito, beijei ele de lingua.
A noite caiu, e a minha irma chegou da casa da amiga, ela chegou toda feliz e vou eu pelado namorando o meu sobrinho, ela ficou feliz, toda animada falou.
– nossa bem mim espera.
– a mãe a senhora demorou, eu e o tio so estávamos namorando um pouco. Disse o roberto feliz.
– ta bom vocês mim esperam ai que tenho uma supresinha pra vocês dois, que vocês vai amar, mim esperam ai sentadinhos.
Minha irmã foi pro quarto, eu e o meu sobrinho ficarmos namorando na sala, até que passou uma hora, veio a minha irmã, nossa que tesão de irmã, ela veio vestida de lingerie Branca, uau fiquei louco, ela tem uns peitoes deliciosos, uma morena de para o trânsito, com uma bunda grande que nossa, não é atoa que os homens barban por ela, ela virou de Costa, meu sobrinho ficou louco quando viu a mãe toda sexy pra ele, ela veio bem devagarinho em direção ao filho dela, que ele ficou tímido na hora.
-pra que a timidez meu filho, não precisa ficar assim, agora chegou a hora da mamãe curti mas essa rola gostosa.
Ela virou de Costa e sentou em cima do pau do filho, deu uma renomada com aquele bundão grande, o menino virou a cabeça pra trás que chega que ele respirou fundo, eu pra não perde a caminhada, dei um beijo na boca da minha irmã de lingua que eu enlouquece, aí ela começou a se despir, tirou a parte de cima e sentou de frente para o seu filho e colocou ele pra chupa os peitos dela, eu coloquei meu pau na boca dela nossa que delícia de chupada, nunca imaginei isso, minha irma chupando meu pau, que férias maravilhosas.
Ela saiu do colo dele, pegou na mão dele, jogou ele no chão, tirou a parte de baixo, e disse com uma voz de tesão.
– agora você vai chupa minha buceta, imagina que você tá chupando o cu do seu tio, bem gostoso, seu cachorro.
Minha irmã sentou na cara dele, colocou a buceta bem na boca dele, e ele começou a chupa loucamente a buceta da sua mãe, ela gemia e revirava os olhos.
-nossa meu irmão, esse menino chupa gostoso, você faz dele realmente um homenzinho, aaaiiiii que delícia, isso chupa filho, chupa.
Eu pra não perde tempo, perguei o pau dele e comecei a chupa o pau dele, coloquei bem dentro da boca, e comecei a brinca com ele, depois minha irma colocou o cu dela na boca dele pra chupa, nossa que delícia, vir a casa dele sumi dentro daquele cu grande dela.
Ela se levantou olhou na casa dele, e vou que ele estava feliz, ela abaixou e deu um beijo de lingua na boca dele.
– agora vai comer a mamãe.falou com uma voz dominadora.
– isso dar pra ele essa bucetona minha irma. Falei com uma voz de tesão.
Levantei também e coloquei meu pau na boca dele, minha irma pegou no pau dele e sentou bem gostoso, começou a calvaga bem gostoso ela começou a geme.
-aaaiii isso comer a mamãe aaahhh. Falou ao sons de gemidos.
Ela não parava de pular, que visão maravilhosa, minha irma pulando no pau do filho, e meu pau na boca dele, eu gemia loucamente, até que eu falei.
-agora é a minha vez de senta nessa rola gostosa.
Minha irmã concordou e saiu de cima, ela ficou de joelhos, eu fiquei em cima do pau, peguei o pau dele e direcionei dentro do meu cu.
– vai filho come o cu dessa viado do seu tio.
Ao ouvi isso da minha irmã fiquei louco e comecei a pular, minha irma veio ficar na minha frente e virou aquele cuzao dela bem na minha cara, imaginam galera, eu em cima de um pau de um menino de 8 anos pulando feito puta, e na minha frente o cu da minha irmã, ao mesmo tempo ela beijando meu sobrinho loucamente.
Calvaguei gostoso naquele pau que delícia, e chupei o cu da minha irmã, ela saiu da minha frente e ficou de 4 no sofá, olhou pra trás e falou pra mim.
– vem meu irmão comer essa buceta também.
Sem perda tempo sai de cima do pau do meu sobrinho e fui em direção direção minha irma, coloquei meu pau na entrada da buceta dela, e soquei forte, enquanto isso roberto se levanta e beija sua mãe, nossa que delícia a buceta dela, comer loucamente a buceta dela que férias gostosa, ai foi a vez do Roberto, pegou no pau e colocou dentro da buceta dela, sócio bem forte ela enlouquecia e gemia no pau do filho, sentei no sofá peguei na mão dela e coloquei pra calvaga em cima do meu pau, ela calvaga bem gostoso, ai peguei naquela bundona abri as duas bandas da bunda e falei pro roberto.
– vai la meu amor, comer o cu da sua mãe.
Roberto ao ver aquela cena enlouqueceu e enfiou todinho no cu da mãe dele, ela gemia e gritava de dor, Roberto com medo tirou o pau do cu dela.
– porque tirou, não tira não filho, vai socar no cu da mamãe.
Roberto socou bem forte no cu dela, e ele dava tapas na bunda da mãe, e via no rosto dele que ele delirava de tanto tesão, que momentos maravilhoso, uma suruba gostosa com minha irma e com meu sobrinho, até sem dizer nada gozei dentro da buceta dela e o meu sobrinho gozou dentro do cu dela, fiquei preocupada, ela viu a minha preocupação e falou.
– não se preocupa não, amanhã eu tomo remédio pra não engravida.
Desde deste dia aquela casa nunca mas sera a mesma, nos dia seguinte, acordei com som de gemido, era minha irma, sentada no pau do meu sobrinho, vocês pensam que eu só fiquei de fora, kkk não mesmo participei também, e como dei pra ele.
A tarde quando o roberto saiu, fui conversa com minha irma o porque que ela mudou de ideia, ai veio mas outra supresa.
– não vou mentir meu irmão, quando vir você em cima do meu filho, fiquei louco de tesão, no outro dia sair e fui na casa da Valéria ( melhor amiga da minha irma), ai ela mim falou, que isso é normal e seria bom eu aceita, não vale apena briga por causa disso, ai meu irmão, fui na pracinha e decidir aceita.
Ao ouvi isso fiquei mto feliz, depois que ela falou isso, ela saiu e foi pra casa da Valéria, para colocar as fofocas em dias, quando ela voltou, minha gente não acreditei no que a minha irmã falou.
– fui la falar com a Valéria, e ela ficou meia balancada com o ocorrido, falei tudo pra ela mano.
Aí perguntei pra ela.
– o que ela achou?
-ela quer que você faça o mesmo com o filho dela, e ela quer ver. Disse a minha irmã sorrindo.
Eu quase cair pra trás, não acredito no que eu ouvi, e claro que eu não ia nega uma rola jovem, perdiu eu dou mesmo, perdi explicações a minha irmã o pq disso, em mim falou que a Valéria revelou que adoro ver homens transando, disse que até que queria ver o namorado dela comendo outro, mas ele não aceitou, depois desse ocorrido com a nossa transar, ai colocou o filho no meio.
Olha gente foi uma loucura, no próximo conto eu falo o que aconteceu, depois desse conto estou de excitado, vou aproveita enquanto minha mulher da dormi, e vou dar meu cu pro meu filho.
Até mas galera….

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,08 de 12 votos)

Por #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Bolsomito

    Vc deveria ser preso na cadeia vc teria mjita gente pra comer seu cu seu pedofilo arrumbado!

  • Responder Titio do roberto

    Que bom que gostou, pois tem mas, agora com meu filho.

  • Responder Pachecao

    Muito bom estou com o meu Pau super duro e vou ter que me virar tocando uma gostosa Punheta pensando em você e sua família.