Menininha do Prédio – Parte Final

Autor

Leiam também a Parte Inicial e a Parte Dois, para entender e ficarem mais excitados…
Após nossa brincadeira, dei uma cochilada, e resolvi sair pra comer uma massa, tomei umas taças de vinho, e voltei para casa.
EM casa, abri uma garrafa e continuei bebendo sozinho, ouvindo música, até que lá pelas 11 horas, batem na porta, vou ver e era ela…entrou rápido.
Vestida de roupinha de dormir, uma camisolinha de alcinha de algodão, rosinha sem sutiã, os biquinhos apontando, pelo tecido.
Me sentei no sofá, ela veio e se jogou…montando em mim e me beijando.
Fiquei de pau duro e ela sentiu….
– Quero ver, me mostra?
– Vem aki comigo…
Fomos para o quarto, no corredor…puxei a camisolinha dela, e a deixei só de calcinha.
Quando entramos no quarto, a joguei na cama…ela caiu rindo. Tirei minha roupa, fiquei nu, com o pau na sua direção.Peguei em sua cabeça, e mandei chupar…ela disse que não, e eu falei firme. Chupe.
Ela me olhou, e com a carinha meio estranha baixou e lambeu a cabeça.
– Ainda com nojo?
– Até que não tem gosto ruim.
– Chupa, vai…
Ela enfiou na boca e chupou a cabeça, e lambeu o cacete todo…da cabeça a base, como se fosse um picolé.
Me deixou mais acesso e com tesão naquela menininha gostosinha. Deitei-a e fui na direção de sua bucetinha, ainda vestida com uma calcinha rosa clarinha..Segurei no elástico lateral e fui baixando. De inicio ela ainda resistiu, não queria, mas insisti queria vê-la. Assim, vi, toda aquele corpinho branquinho com marcas de sol, uma buceta muito pequena, e lisinha. Sem nenhum cabelo ou manchinha. baixei e fui de encontro. Tinha um cheiro bom, dei beijinhos em volta, passei a língua e separei os lábios, procurando o pinguelinho.
Chupei, descia e subia, lambendo toda a extensão. Levantei suas pernas e expus seu cuzinho, e toquei novamente com a língua. Queria vê-la novamente tremendo de tesão.
Consegui!
Quanto mais estimulava, mais ela gostava, até que começou a tremer, e gemer…Gemia alto e forte, aproveitei e coloquei o dedinho na entradinha do seu cú e fiquei ali, com a pontinha do dedo, fazendo carinhos e dedando seu cuzinho…Ela dava gritinhos e eu sugava…Ela meio em transe, subi e mamei seus peitos..enquanto meu pau se posicionava, direcionado pela minha mão. Roçando de cima pra baixo…Ela gemeu forte, na hora que a cabeça se posicionou na sua entrada….Ela começou a falar:
– Tio, n
Meti, devagar abrindo espaço, tirando aquela cabacinho, ela deu um grito…e eu abafei com um beijo. Segurei lá dentro, bem encaixado esperando sua respiração diminuir.
– Calma, vai passar
– Esta doendo.
– Calma, senti.
Dei uma mexidinha, tirando lá de dentro, quase todo e depois meti suavemente até o fim, repeti isso várias vezes, saindo e entrando. As vezes tirava todo, e metia até o fim.
Os movimentos foram aumentando, e fui socando mais e forte…Cada vez mais forte, agora seus gemidos eram de prazer e dor, dor e prazer. Ela abriu bem as pernas, e mandei:
– Tenta cruzar atrás de mim…mas ela não conseguia. me levantei um pouco segurei suas pernas pra cima e de joelhos na cama, fui socando…socando…socando. Ela começou a gemer mais alto e mais alto…até que senti suas pernas se contraindo, e ela soltou toda a respiração de uma só vez, acompanhado de um longo gemido, me fazendo gozar também, me jogando sobre ela.
Ficamos algum tempo ali deitados, meu pau foi murchando e saindo de dentro dela.
Me levantei, peguei a no colo, levei ao banheiro e a lavei, era um misto de água, gozo e sangue que escorria pelas suas pernas, descendo pelo ralo do banheiro.
– Esta ardendo um pouco.
– Mas melhorou?
– Sim, esta menos.
Passei a toalha em torno dela. Peguei-a no colo e de volta ao quarto.
– Gostou
– No começo me assustou, mas por fim adorei.
– Como fez pra vir pra cá essa hora.
– Meus pais foram pra uma festa, estou só com a empregada, que esta dormindo. E eu fugi.
Melhor você voltar.
Ela se vestiu, levei-a até a porta, demos um beijo.
– Boa noite.
Ela riu e desceu pelas escadas.
Fechei a porta, voltei pro quarto, me deitei, e fiquei pensando no que tinha feito. Misto de remorso e prazer.
FIM

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 4 votos)
Loading...