A tentação foi grande

Autor

Olá amigos, me chamo Fernando e tenho 32 anos, contarei aqui como teve início uma putaria louca que rola até os dias de hoje na minha família. 2 anos atrás, na época eu ainda estava casado com a mãe de meu filho Flávio, meu filho estava com 8 anos de idade. Eu trabalhava com transportes de cargas e vivia pelo mundo trabalhando. Eu tinha um ajudante chamado guiba, e ele era puto demais, durante nossas viagens ele fazia questão de me contar detalhes de suas conquistas sexuais, ele pegava de tudo: viado, mulher, travesti… E um dia ele me surpreendeu com uma história de que tinha comido um menino de 10 anos, eu no começo achei que era mentira dele, mas depois que vi as fotos no celular do safado acreditei. O menino era branquinho, cabelo castanho e cacheado, na foto ele estava mamando a rola do guiba, apesar de nunca ter tido atração por homens, aquelas fotos mexeram comigo. Tentei descobrir mais sobre o fato e guiba me contou tudo, disse que esse menino era filho de um homem que fazia os filhos se prostituirem pra ganhar dinheiro pra ele, o menino de 10 anos era o mais velho de 3 irmãos, o de 8 e 7 anos apenas faziam boquetes nos clientes do pai e o de 10 já aguentava levar rola. Guiba percebeu meu interesse:

-hahaha tá afim de comer o molequin?
-não, tá louco?
-louco tá o seu pau pra comer o moleque hahaha

Foi aí que percebi o volume que estava na minha bermuda, só de pensar no cuzinho liso e macio do garoto que vi na foto, meu pau doia de tão duro.

-Relaxa Fernando, se quiser eu te levo lá pra tu ver os meninos.
-porra guiba, se der merda?
-dá não porra, tu acha que eu ia te jogar numa roubada?

Acabei aceitando, e no caminho de volta pegamos um desvio, fomos até o mecânico que arrumava meu caminhão.

-Ué guiba, é aqui no mecânico?
-não, ele mora aqui em frente, vários clientes que vem aqui passa a rola nos moleque, até o chicão (o mecânico que arruma meu caminhão) já pegou haha foi ele quem me indicou

Descemos do caminhão e fomos até o chicão, nos cumprimentamos e começamos a conversar:

-qual o problema no caminhão dessa vez seu Fernando? -perguntou o chicão
-dessa vez não é no caminhão, Chico, o problema é no pau do chefe haha ele quer trocar o óleo haha -disse guiba fazendo piada.

Após o guiba falar que eu estava ali por causa dos meninos, o chicão disse:

-A avó dos meninos levou o mais velho pra morar com ela, só tem os chupetinha aí com o pai. Se você der uma grana boa pro coroa acho que ele libera o cú de algum deles pra você tirar a virgindade.

Fiquei louco com a possibilidade de ter um cuzinho virgem e mandei o guiba ir chamar o coroa e os meninos. Chicão me levou até o fundo da oficina, onde tinha um banheiro e um quartinho cheio de peças de automóveis e lá esperei por eles. Não demorou muito e escuto vozes infantis na oficina, a porta se abre e entra um homem de cara fechada e de aparência rude.

-O senhor é o jairo?
-O próprio, e qual seu nome?
-Fernando, o guiba disse…
-tá com dinheiro aí? -interrompe jairo impaciente.
-tenho um pouco aqui comigo, quanto que é?
-pra um chupar 20 conto, pra os dois chupar eu faço por 30…
-eu queria comer algum deles…
-O meu menino que dava a bunda foi morar com a vó no interior, esses aqui tão novinhos ainda pra levar rola. – os dois meninos escutavam calados a negociação.
-eu pago bem, prometo que serei cuidadoso.
-eu não ligo se vai ser cuidadoso, se a grana for boa pode arrombar o cú deles…
-tenho 100 reais aqui.
-Porra, 100 reais? Eu acho que consigo mais com o cú virgem deles.
-Quanto o senhor quer?
-Pode comer o de 8 por 200 reais.

Peguei mais 100 reais emprestado com o chicão e prometi pagar da próxima vez que o caminhão vinhesse pra manutenção.

-tá aqui 200 reais!
-Quem ia arrombar o cuzinho dele era eu, assim como fiz com o mais velho, mas já que você tá pagando pode fuder.

O pai e o irmão saíram do quartinho me deixando sozinho com o yago de 8 anos. Menino lindo, cabelo curto e corpinho cheinho sem ser gordo. Coloquei o pau pra fora e balancei pra ele que abocanhou de imediato, ele chupava com uma incrível habilidade. Depois de melar todo meu pau, o coloquei de barriga num banco alto perto da bancada, suas pernas abertas e seu cuzinho rosado e virgem amostra. Comecei a pincelar a cabeça do pau na entrada do cuzinho, e forcei, o yago reclamou de dor mas eu estava fora de mim e não dei bola. Forcei ainda mais e o pau escorregou quase que inteiro dentro do cuzinho, yago gritou de dor e eu comecei a bombar aquele cuzinho como se não houvesse amanhã. Yago chorava e eu metia, sentir aquela bundinha pequena no meu púbis era uma sensação mágica, acabei gozando após uns minutos nessa posição, retirei meu pau e uma cachoeira de sangue e porra vazaram daquele cú sem pregas, yago desceu do banco e se abaixou pra sumir a cueca.

-epa garoto! Acabou ainda não, vou comer você até meu pau não subir mais, vou fazer os 200 reais valerem a pena!

Como o garoto de quatro no chão, o fiz sentar na minha rola e mandei ele cavalgar e rebolar, o comi de frango assado… O tempo vôo, nem percebi que ficamos naquele quartinho quase 2 horas, meu pau não baixava e eu poderia comer aquele moleque o resto do dia se não fosse a ligação que recebi. Era minha esposa perguntando o motivo do atraso, ela queria que eu voltasse logo pra casa pra ficar com nosso filho pois ela iria trabalhar. Ajudei o yago a se Limpar e a se vestir, ele já estava bem mais tranquilo, mas de pernas bambas. Saímos do quartinho e só vi o chicão trabalhando num motor de um carro.

-O yago seu pai já foi pra casa com teu irmão, disse pra você ir pra casa quando acabasse aí o serviço – disse chicão pro garoto que saiu andando com dificuldade.
-E aí seu Fernando? Gostou?
-caralho, chicão! Melhor trepada da minha vida. Que tesão!
-haha o yago tá fudido, vai ficar no lugar do irmão, e vai levar muita rola hahaha agora que você abriu a porteira a boiada vai passar haha
-até você né safado!
-claro, esses cuzinho novo são uma delícia haha
-cadê o guiba?
-vi ele entrando na boléia do seu caminhão…

Acordei o guiba e seguimos viagem, enquanto eu contava os detalhes da foda pro guiba ele batia uma punheta do meu lado, só imaginando a putaria. Deixei o caminhão na garagem e me despedi do guiba. Cheguei em casa era quase 7 e meia da noite e minha mulher estava brava, pois deveria estar na casa da patroa dela de 8 horas, ela iria viajar com eles pra um fim de semana na praia e iriam sair naquela sexta a noite. Mal cheguei e ela já se mandou correndo e reclamando. Já sozinho com meu filho Flávio, fui até o quarto falar com ele, quando entrei ele estava apenas de cueca deitado na coma de bundinha pra cima vendo desenho. Não consegui afastar o pensamento da minha mente, mas desejei aquele corpinho, aquela bundinha, meu pau ficou duro na hora…

(CONTINUA…)
DEIXE SEU COMENTÁRIO, QUANTO MAIS COMENTÁRIOS MAIS RÁPIDO EU CONTINUO…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 5 votos)
Loading...