Seu pênis preto me tomou do meu marido

Autor

Eu sou Sabrina de 23 anos loira de olho azul minha altura 1,69 com 60 kg coxas grossas e peitos médio, bunda carnuda que chega a ser pontuda, sou casada há 5 anos e trabalho como recepcionista vou contar o desejo que senti há dois meses,
Eu nunca gostei de preto, era muito careta e racista e não tinha atração por eles, no meu trabalho tinha um colega negro chamado Neirton que sempre dava em cima de mim mesmo sabendo que sou casada e eu nunca dei bola, lá no meu trabalho existe só banheiros unissex e outro vestiário com chuveiros e um banheiro próprio. certo dia esse banheiro unissex estava em manutenção e tive que ir nesse do vestiário, já lá dentro do banheiro vejo que o Neirton entra pois ele entra conversando com outro colega indo em direção aos chuveiros, fiquei quieta pois fiquei envergonhada de dizer que estava ali eu toda patricinha, ali cheio de macho e ai olho pela fresta da porta eles tirando a roupa, Neirton estava com uma cueca branca e quando vejo aquele caralho preto enorme não acreditei no que via eu nunca pensei que fossem tão grandes mesmo e ainda flácido, bem maior que do meu marido que ereto que tinha 15 cm, Admito que me excitei na hora.
Eu não acreditava que estava sentido aquilo o pau do meu outro colega era normal e eu nem dei bola, algum tempo depois consigo sair sem que me avistassem, vou pra minha mesa pasma e concluo que negros são bem dotados mesmo, falo isso pois não acreditava quando amigas me contavam, achava que era exagero delas, mas não era e fiquei muito curiosa em sentir tudo aquilo dentro de mim aquela coisa enorme, outro dia no meu serviço vejo o Neirton e imagino já aquilo balançando dentro das calças, ele vem falar comigo sempre querendo me conquistar acho que por ser branquinha loira do olho azul, ele tinha um desejo por mim, ele vem me dá bom dia e eu começo a puxar papo com ele, pela primeira vez dou corda, ele logo me passa o whatsapp dele, tudo bem adiciono e começo a conversar com ele, em casa sem meu marido saber, mas como sempre confiamos um no outro nunca ouve discussão e comecei a falar direto com o Neirton no celular, logo começamos a mandar um para o outro essas fotos, gifs e coisas engraçadas da internet, logo eu recebo de uma amiga a foto de um negro dotado peladão na praia ao lado de outros homens branco com caralhos bem menores e decido mandar pra ele, quando mando ele me responde com uma carinha sarcástica e diz que só isso? e eu bem curiosa pergunto porque Neirton tem maior? ele demora pra responder e me manda uma foto daquele caralho dele ereto fora da bermuda eu fico molhada na hora e falo “que isso Neirton isso tudo é um pau?” ele diz “Sabrina era só pra tu ver que tem maiores” já pelada no quarto me toco até gozar e pergunto pra ele quando mede essa piroca, ele me diz que ereto 27,5 cm e flácido 18 cm e eu atiço ele falando que é maior do que meu marido e ele dá risada.
Outro dia vou trabalhar de carro pois está um dia chuvoso, quando vou sair do trabalho pra casa o Neirton me pede uma carona e eu dou, dentro do carro tudo corria bem ai comecei a conversar sobre o caralho dele e como era espantoso e com isso vejo que ele está ficando ereto e o volume na calça é algo excitante.
Vejo que ele tenta ajeitar mas é muito grande e não dá, eu fico molhada na hora, ele pergunta se eu quero tocar e eu digo que não e que tínhamos chegado na parada, a noite ele me chama no celular, mas conversa amenidades, no dia seguinte a maioria dos empregados sai pra comer fora, eu levo e fico na cozinha, logo vejo o Neirton entrando e também fica, eu fico excitada, mas não digo nada, ele trajava com uma calça mais apertada e vejo o caralho dele muito grande, eu estava de sainha preta e uma blusa branca, depois vou ao banheiro escovar os dentes e fazer a maquiagem, logo o Neirton entra atrás de mim e chaveia a porta e eu, que isso Neirton? ele esconde a chave no bolso e fala que agora eu não escapo. eu fico nervosa mas excitada ao mesmo tempo e viro de costas na pia, de repente ele chega por trás me levanta e me segura com força pelas pernas no ar, rasga minha calcinha num puxão e mete aquele caralho gigante e cheio de veias em mim sem camisinha, eu dou um grito e passo a gemer manhosa de prazer com todos aqueles 27,5 cm dentro de mim praticamente, eu gozo em segundos, me entrego completamente, ele mete com muita força, em quanto lambe a minha orelha, naqueles 20 minutos ali sem parar eu tive mais prazer que em todos 5 anos de casamento, eu gemia demais, aquelas bolas grandes pretas batendo em minha buceta me excitava mais ainda, eu perco a contagem de quantas vezes gozei, ele goza dentro e sinto que muito esperma é bombeado para dentro da minha vagina que chega a escorrendo, mas ele não para, aquele caralho não fica mole e eu grito de prazer, ficamos ali mais uns 20 min sem parar, ele me vira, me beija e goza de novo na minha buceta, vejo que ele continua ereto, fico impressionada pergunto como consegue, ele diz que eu deixava ele assim, eu falo que meu marido não aguentava muito, ele ri em quanto me come de novo e diz que eu devia ter casado com ele, me limpei o melhor que pude, mas minhas coxas e tornozelos ainda estavam lambrecados de esperma, volto a trabalhar toda mole, fiquei com o cheiro dele, cheiro de sexo e isso me deixava muito excitada.
Vou pra casa arreganhada, a noite meu marido quer transar, mas não é a mesma coisa, eu transo com ele pensando naquele caralho enorme me possuindo e pela primeira vez eu não tive prazer com ele, passa uns dias no serviço só com conversas e o Neirton pergunta se eu posso dar carona pra ele, digo que tudo bem, no caminho estramos numa rua sem movimento e escura, pois saio do trabalho as 18 horas e já é noite, Neirton me pede pra encostar o carro, ele pega e desliga o carro e me agarra, eu tento dizer não, mas não consigo e trepo com ele de novo, ele me pega de ladinho arranca minha roupa e começa a penetrar, eu enlouqueço com aquele caralho todo dentro de mim, eu sinto muito prazer e gozo já de cara, logo ele me leva pro banco de trás e cavalgo, ele chupa meus seios, é uma loucura, aquele carro balança demais, gozo de novo ele abre a porta do carro saia e me põe de quatro com as pernas fora do carro, me sinto exposta e vou ao delírio de tanto tesão.
Ficamos ali mais de uma hora de total prazer, tento fazer um oral nele e quando ele vai gozar sai muito esperma, molha todo meu rosto cabelo e o banco e aquele caralho continua ereto, ele diz que por ele ficaria aqui a noite toda, o cheiro de sexo empesta o carro e ele me excita, volto pra casa e passa uma semana eu termino meu casamento de 5 anos pra ficar com o Neirton, nunca pensei que iria acontecer algo assim, mas nesses últimos dias estou a cada momento sentindo mais tesão e prazer, fazemos sexo a todo momento, adoro ser agarrada a força por ele, maltratada no sexo e eu amo isso.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,75 de 4 votos)
Loading...