Vontade

Autor

Oi pra todos sou filha de uma senhora aposentada, mulher de vida facil que nao e mais desejada pois ja esta larga, arrombada e nao serve mesmo que pra uma pica de 30cm; Ja eu com meus 8 anos filha de pai desconhecido me vejo na obrigação de revirar lixos e trazer alimentos pra casa;
Como morava em un lugar de pessoas humilde, nao me importava com roupas e ficava sempre so de calcinha mesmo que estivesse chovendo. certo dia mechendo nas bugingandas de minha mae encontrei um arcenal de coisas que ela usava pra trabalbar, fiquei assustada pois tinha coisas enormes, cremes,bolas, chicotes, roupas, mas fiquei curiosa pra saber como se usava aquilo. Peguei aquela caixa e arrastei ate meu quarto e puz embaixo da cama, toda noite mesmo cansada de ir atras de alimento eu tomava banho, servia janta pra minha mãe e ia para o meu quarto, aquilo era minha diversao, espalhava tudo em minha cama e ficava brincado, eram de borracha macias os cremes tinham cheiro de frutas e eu ate punha um pouco na boca pra ficar sentindo o gosto. Certo dia eu peguei um daqueles de borracha o menor de todos acho que no tamanho de um dedo adulto, passei o creme nele e coloquei na minha boca e fiquei chupando, acho que dormi daquela forma nua e com aquilo na boca, acordei ja era umas 2 da madrugada, fui ao banheiro e voltei pra cama, observei que tinha um outro um pouco maior, era rosa e junto com ele tinha umas pilhas, coloquei as pilhas e apertei um botão que tinha pendurado nele por um fio. o negocio ficou tremendo e eu pensei pra que seve isso? comecei a colocar ele em varias parte do meu corpo e gostar da cosquinha que ele fazia, ate que coloquei no meu ouvido pra ouvir o balho que saia dele, na hora me arrepiei toda e senti uma coisa gostosa em todo o meu corpinho. nesta hora me lembrei que estava molhada de mijo pois fui ao banheiro e nao havia me enxugado, so que passei a mao com o negocio ligado e ele encostou ma minha perereca ainda ligado, eu estranhei a sensação mas fui evoluindo o pensamento e fiquei passando aquilo nela, e estava muito bom, ate que dei uma tremida no corpo todo, cansada fui dormi. Quando amanheceu era uma sexta feira fria preguicosa e eu nao estava com vontade de is catar alimento, fui a conzinha e vi que timha comida pra ate o proximo domingo, voltei pra cama, Ouvi minha mae falando que ia na casa da tia dela que estava doente mas que voltava na hora do almoço, eu respondi que estava tudo bem e que era pra ela levar a chave que eu ia dormi um pouco mais. la pelas 9 da manha dispertei da preguiça e vi que estava ainda em cima daquelas coisas, liguei novamente aquele negocio e comecei a passar na minha perereca que coisa gostosa parecia que estava com vontade de mijar, curiosa peguei os outros maiores que tambem dava pra por pilha e coloquei em todos uns 5 e de varios tamanhos, liguei eles e comecei a arranjar lugar pra por de acordo com o tamanho deles. um no ouvido, outro no sovaco, passei creme de morango em um e puz na boca, ai sobrou 2 um medio e outro um pouco maior devia ter uns 15 cm passei creme de banana nele e deitei com a minha bundinha podo ele de cumprido com a ponta perto do meu cusinho e liguei pra ele tremer, estava uma delicia, mas ainda faltava um. peguei ele e vi que dava pra faser ele tremer mais forte ou mais fraco, comecei a passar ele tremendo na minha perereca, que delicia eu com oito anos virgen de tudo naquela situaçao. peguei aquele negocio e apontei pra minha perereca e liguei no mais forte o que estava no meu bumbum fazia meu cu tremer tambem, ate que me vi em uma situaçao que acabei colocando a cabeça daquele negocio pra dentro da minha perereca, que coisa gostosa eu colocava e tirava quando doia ate que eu vi sangue nele, eu limpei e peguei o espelho abaixei sobre ele e vi minha perereca vermelha e com um pouco de sangue, voltei pra cama e comecei a enfiar aquilo de novo nela. ate que parou de doer e eu ja estava gemendo mas aquele negocio que estava em minha bunda estava incomodando pois nao estava tremendo acho que acabou a pilha dele, mas ele estava todo melado e alguma coisa que escorreu de minha perereca, mesmo desligado e com um anda dentro da minha perereca levantei as pernas e comecei a passar ele na porta do meu cusinho ate que coloquei ele tambem pra dentro. desde este dia eu sempre dormia com um em cada buraco e fiquei viciada. comecei a evoluir para os maiores. e uma ves coloque bastante creme em um de 15 cm e coloquei no cu, peguei um de 20cm e melado coloquei na perereca e com uma calcinha de algodao mais apertada e uma camiseta e disse mae estou indo atras de comida volta a tarde ja tem comida ae no fagao e sai. aguilo mexia dentro do meu rabinho e perereca a cada passo que eu dava, pois ainda era muito peguena tinha 8 mas por ser desnutrida aparentava uns 6, chegando no lixao tinha gente de todos os jeitos , pretos brancos, crianças, velhos e eu ali abaichada catando as verduras ate que chegou um senhor de um 50 anos e me falou- Se voce vier aqui no meu carro eu te dou outras coisas pra levar pra sua casa. eu toda contente acomphaei ele, chegando la ele me mostrou uma sexta basica e uma caixa de verduras e algumas pessas de carne, eu toda felis subi na caminhonete pra pegar uma maça e me esqueci que naquela posiçao ele ia ver que tinha volume diferente dentro de minha calcinha na direçao do bumbum. tentei virar rapido e quando sentei aquilo entro todo e eu dei uma gemida. ele olhou pra mim segurou em meu braço e me virou abaixando minha calcinha e vemdo aquilo riu. entao vc gosta disso ne?
e começou a puxar o negocio e enfiar de novo, abriu minhas perninhas e disse vc nao tem nem buceta aibda e ja coloca essas coisas ai, porque? eu respondi so estou gardando aqui um pouco. ele tirou o da minha perereca e comecou a chupar ela eu fiquei sem graça mas estava gostoso e nao sai dele, ate que ele falou agora eu quero que vc se vire de costa pra mim e se abaixa, vou por seu negocio pra guardar de novo, eu me abaixei e ele foi colocando e tirando, ate que parou um pouco e eu vi ele bem proximo da minha perna por tras. derrepente eu senti uma dor horrivel no cu ele colocou o pinto dele de 25cm pra dentro de uma so ves eu chorei mas nao tinha como correr por fiquei garrada com o cu no pinto dele, ele gemia e eu chorava estava doendo de mais e quando ele tentava tirat parecia que meu cu estava virando ao avesso, ele cuspia e falava souta o meu pau sua coachorrinha destrava o seu cu, mas doia muito e ele me levantava e tentava me girar na pica dele e nada, eu ali garrada com dor, ate que ele falou pera vou colocar este negocio aqui na sua perereca pra ver se vc relacha, e começou enfiar e tirar aquilo de minha boceta ate que começou a aliviar a dor no cu e ele começou a mexer aquilo dentro de mim. poxa como doia, quando ele conseguiu tirar o pinto do meu cu minha perereca estava toda babada de sague porra dele ae ele tirou o pinto de borracha da minha perereca e atoulou na minha buceta eu gritava e chorava ele me levantou no colo de frente pra ele e socava a pinta toda dentro de mim, meu cu todo arreganhado saindo coco pela posição e ele metendo e falando caca mesmo criança e eu ali entupida por uma pica de 25 cm na perereca cagando de dor e alargada ate que ele me soltou e disse vira. pegou com força virando eu de costa e disse pode desmaiar mais vou gosar em seu cu, pegou minha calciha lipou a bosta que tinha dos lados ainda, pegou aquele monstro e enfiou no meu cu, nao tinha como eu nem respirar mas ele começou tirar e por que dor, ate que me segurou pela citura e meteu ate no saco eu gritei e ele tampou minha boca e começou meter mais forte, quando ele disse estou gosando eu ja estava acostumada e nem charava mais mas ainda doia um pouco, derrepente eu senti aqui ficando mais gordo no meu cu e ele deu uma gemida empurrou ainda mais forte pra dentro e soutou um gemido me dando um mijada la dentro do meu cu. quando ele saiu de dentro uns 10 minutos depois parecia que eu tinha sentado em uma mangueira de tanta coisa que saiu do meu cu, ai ele disse onde vc mora, vou te levar la vc nao consegue nem andar nao vai conseguir levar isso tudo sozinha. Eu obdeci e fui com ele la em casa, chegando la ele falou- vc esta sozinha aproveita e vai tomar um banho vc esta suja, eu subi e fui para o banheiro pois estava mesmo suja, derrepente ele entra no banheiro e começa a fazer xixi, fica me olhando e começa a ficar de pau duro de novo, me pega pelo braço me vira de costas e começa a passar o pinto no meu cabelo pescoço, me suspende no colo de costa ainda pra ele e atola novamente a pica no meu cu, so que agora ja estava mais largo e nao doeu tanto, começou a tirar e por cu por buceta, eu ja estava gostando ate que ele me apertou e meteu bem la dentro do meu cu e gozou gostoso, desceu porra perna abaixo e ele me disse de agora em diante nao precisa ir mais no lixao eu trago tudo aqui pra vc.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 2 votos)
Loading...