#

Meu pai me come desde pequena

968 palavras | 23 |4.21
Por

Me chamo Mellean, tenho 16 anos e vim relatar sobre a minha vida incestuosa com meu pai. Ele me fez acreditar desde criança que o pai tem o direito de iniciar a filha, e que fazer sexo periodicamente é normal.
Meu pai sempre foi um paizão mesmo, nunca fez as minhas vontades quando eu queria, mas era só eu ceder o que ele queria que ele se esforçava pra me agradar.
Moro com meu pai desde que nasci, ele separou da minha mãe e fomos morar com a minha avó paterna, mas lá ocorriam mutas brigas e me batiam, então meu pai decidiu alugar uma pequena casa, e a namorada dele foi morar com a gente. Ela não gostava de mim, por trás do meu pai ela me tratava com indiferença. Só que eu contava tudo e meu pai fingia nem se importar. Isso deu bastante briga com a minha mãe, mas meu pai alegava que eu morava com ele e dependa dele, então minha mãe não tinha que se meter.
Passou um longo tempo, meu pai separou da madrasta má que eu tinha, ele passou a pegar mulher na rua. E eu via que ele passou a me tocar diferente. Eu não queria deixar, mas eu sentia excitação quando ele encostava a mão fingindo não ter a intenção.
Eu adorava deitar no colo dele, mas ele passou a me sentar no pau dele.
Então aí foi começando os pequenos abusos.
No meu aniversário de 11 anos, meu pai fez uma festa pra mim, e eu ganhei além da festa, um videogame que eu tanto queria. No final da festa quando todos haviam ido embora, eu estava exausta, tinha aproveitado tudo. Sempre fui uma criança crescida, desenvolvida e saudável. E eu estava louca pra dormir e meu pai mandou eu ir tomar banho. Quando voltei pro meu quarto, meu pai entrou e trancou a porta. Ele disse que precisava conversar comigo, ele falou várias coisas a respeito de sexo, que ele tinha medo que algum moleque me iludisse apenas pra conseguir me comer, e blá blá blá.. Ele me mostrou um vídeo de um pai abusando da filha. Era um cara fodendo a própria filha. E ele disse que eu deveria já saber que o pai que é o primeiro homem na vida de uma filha, porque o direito era dele pois ele que se consumia comigo, me levava no médico, na escola, nos passeios, comprava calçados, roupas, comida, tudo.. Tudo mesmo. E que seria muita sacanagem um moleque qualquer da rua vier e se privilegiar com algo que pertencia à ele. Eu fiquei séria ouvindo tudo, enquanto meu pai falava e se punhetava na minha frente.
Então ele pediu pra eu deitar na cama, eu já estava pelada mesmo. Deitei, ele abriu minhas pernas… Beijou minha boca de língua, eu achei nojento e pedi que ele não me beijasse dessa forma. Ele beijou-me todinha, e parou num ponto que eu jamais imaginei me contorcer tanto. Eu gostava de tudo que estava acontecendo.
Ele quis meter o pau no meu cu, mas eu não deixei e queria chorar, ele pediu que eu me acalmasse, que ele ia tentar na buceta.
Ele usava termos assim mesmo ”buceta, comer, etc”… Ele pegou um óleo e passou no pau dele e na minha vagina. Ele ia tentando meter e nada. Ele não teve muita paciência, e deu uma picada profunda que eu gritei, pedindo :pai, para, pai, tá doendo” e chorei e ele queria insistir, mas eu sair da pica e comecei a sangrar bastante, um sangue grosso e escuro. Meu pai me carregou pro banheiro, me lavou e disse que me curaria. Ele tornou me chupar outra vez e eu fui tentar dormir. Eu passei três dias contados sentindo ardência na vagina. Meu pai comprou uma pomada pra passar, mas ele andava tão desnorteado que ele a invés de passar a pomada, passou óleo de novo e tentou me comer, e dessa vez entrava até quase a metade, ele conseguiu se satisfazer, mas eu sentia uma dorzinha.
Passou uma semana sem ele me tocar, ele disse que precisávamos continuar tentando, disse que por isso tinha que ser ele a me iniciar por doer e ele ter que cuidar de mim.
Então para não se tornar longo, depois passou a não doer, eu sentia um tesão puro, eu gostava da nossa vidinha ativa no sexo. Meu pai gostava de transar todos os dias, era normal a gente transar depois do almoço e antes de dormir.
Eu fui crescendo assim, escondia de todos. Hoje meu pai tem uma namorada que não mora em casa, e eu também tenho namorado, inclusive ele frequenta aqui e meu pai adorava ele. Mas eu continuo transando com meu pai. Ninguém sabe, mas nós dormimos juntos quando meu namorado ou a namorada dele não vêm dormir aqui.
Eu levo isso normalmente, concordo que meu pai estava certo em me iniciar, pois nossos sexos eram e são seguros. Ele me dar tudo que eu preciso e desejo. Inclusive ele está pagando um apartamento em meu nome. Ele disse que se eu não quiser mais transar com ele, que tudo bem, já que eu estou crescida e já sei das consequências. Mas eu não consigo resistir. Pois eu adquiri uma sensação estranha, toda vez que estou sozinha com ele em algum momento a toa, eu sinto vontade de foder com ele. Meu pai tem um pau lindo, é enorme e grosso, bem rosinha… E combina com a minha xana.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,21 de 39 votos)

Por #

23 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Huguinho.

    Se tem de dar melhor com o Papai pra ensinar. E os puritanos leiam a bíblia era bem comum incestos entre pais e filhas. Leiam a bíblia. Hoje é está putaria criei foi três primas comendo apenas os cuinhos delas e a mais novinha hoje é minha esposa a companheira de putaria e ela me ajuda a aliciar. E criei foi duas filhas e um filho as filhas criei e na vara e hoje elas não tem traumas nem psicose que muitos fazem de é errado não pode foda se cada um cada um.

  • Responder marcos

    Minha filha teve inicio da primeira transa aos 7 anos hoje até aos 16

  • Responder Antônio

    Seu conto me excitou. Continue .

  • Responder Anonimo

    Eu comi minha filha antes dela casar

  • Responder Francisco

    Eu tenho quatro filhas e já comi duas e as outras estão querendo também,mas só vou fazer com elas se as outras quiserem porque elas são incríveis na cama, uma mas gostosa que a outra

  • Responder 10 anos quero pau do pai

    Oi eu tenho 10 anos e minha amiga ja deu a buceta pro pai dela e perguntou pra mim se eu queria da a buceta pro pai começei a usar camisinha decotada e shortinho atolado e meu pai fica me encarado e da pra ver q ele fica de pau duro

    • Ph

      Nossa que DLC queria ser seu pai pra te comer

    • Kaio

      Deixa eu comer sua bucetinha con meu pauzão

  • Responder Lucas

    Lari

  • Responder Drica

    Que delícia de ler.
    Me deu un tesão da porra.
    Meu pai nunca me comeu, mas o irmão dele sim…ele achava que tava me forçando, qdo na verdade eu sentia mais prazer que ele, hahahah

    • Jc

      Que safadinha

  • Responder MAX

    tem que ser fudida mesmo vadia …deixa o seu pai aliviar direto dentro do seu útero. …vc é só uma fêmea putinha. .. deixa ele te engravidar e faz o seu namorado assumir o filho dele …já tá na hora de fazer isso. ..parir igual todas as fêmeas

    • Angela

      Vdd

    • gaius

      E você um filho da puta escroto de merda.

    • Safada em ação

      Vagabundo

    • MAX

      Vão se fuder bando de falsos moralistas do caralho …já bateu punheta ? Agora se mandem , hipócritas

    • clarinha

      amo ler os comentarios desse cara, sou mulher e fico ate molhada

  • Responder Anônima

    Eu também fui iniciada sexualmente pelo meu pai, e hoje eu e o meu marido também temos intimidade sexual com os nossos filhos, podem ler os meus relatos nos contos (O meu paizinho com a ajuda da minha mãe comeu o meu cuzinho apertadinho) e (Eu, meu marido e nossos filhos) estes contos estão neste site é só procurar.

    • kico

      ja li

    • [email protected]

      E doido kkk

    • Tesudo

      Nossa me ajuda como faço pra foder minha mãe sinto um tesão enorme por ela já vi ela se masturbando quase enlouquece!

  • Responder Rafaella

    Lindo conto.
    Beijos

  • Responder Robson

    Q delicia de conto ..papai de sorte