Meia irmã

Há 1 ano Por 2 ★ 0.00

Tudo é verídico menos os nomes é claro! Me chamo Rodrigo, sou de uma família grande, moro em uma pequena cidade do interior de São Paulo. É bem pequena essa cidade! Tem uns 15 mil habitantes. Bom meus pais nunca se separaram até hoje são casados, mas meu pai traía muito a minha mãe. Numa dessas traições teve uma mulher dessa mesma cidade que diziam ter tido uma filha dele, mas nunca procurei saber quem era. Há pouco tempo soube que tinha feito um exame comprovando a filiação, mesmo assim não quis saber quem era. Sabia o bairro onde morava, mas era na periferia e não costumava andar por lá. Até ter feito amizades com alguns caras de lá, passei a andar no bairro, certo domingo bebendo na casa de um amigo, passa uma loirinha muito gostosa com uns peitos grandes lindos, uma bundinha empinada, cintura fina as pernas não eram muito grossas, mas tinha uma cara de safada mano, mais ou menos uns 17 anos. A mulher do meu amigo falou assim, você sabia que essa menina aí é sua irmã? Eu disse que não. Ela disse é minha vizinha, mora logo ali! Continuamos a beber, passou pouco tempo ela passou novamente na frente de onde eu estava, a mulher do meu amigo chamou ela e nos apresentou, o nome dela é Thaís, falei fui muito simpático ela também, pouco tempo ela passou lá e saiu, o dia acabou só nisso. Em outro dia ela me adiciona no face, conversamos! Mesmo assim não tirei liberdade com ela, até saber pela mulher do meu amigo que nos apresentou que ela tinha dito que tinha me achado lindo e que não se importava que era seu irmão. Sabendo disso e com muito tesão nela também, nem aí pro fato de ser meia irmã, a conversa no face e whatsapp tomou outros rumos, abri o jogo disse que a mulher tinha me dito o que ela falou e que eu também tava com vontade danada de ficar com ela. Ela quis disfarçar e mudar de conversar, mas insisti! Chamei para ir comer uma pizza comigo, ela aceitou! Fui em uma pizzaria que não vai quase ninguém é numa casa e é bem estranha e escura, chegamos lá não perdi tempo sentei bem perto dela, falava tudo no seu ouvido passava a mão nas suas coxas, na sua bucetinha ela só dizia pare, pare, alguém pode ver! Eu disse não aguento mais olhe minha situação! Coloquei a mão dela sobre a minha calça, em cima do pau, que nessa hora tava explodindo! Disse que queria levar ela para um motel quando acabar de comer a pizza. Ela não quis ir. Disse que ia levar ela para casa, antes de chegar no bairro dela tem uma grande mata, já fui com o pensamento de parar lá, e foi o que fiz! Ela se assustou, mas agarrei ela e comecei a beija-la à força mesmo. No começo ela resistiu, mas depois vi que a minha safadeza também tava no sangue dela, começou a retribuir o beijo, ficamos um tempo assim, depois me afastei ela ficou olhando com uma cara de quem não entendeu, coloquei o pau para fora, ela pegou e punhetou, com uma mão pequena e delicada. Eu disse tá na hora de chupar, nisso ela se ajoelhou chupou por sinal muito bem, colocava todo na boca, lambia a cabeça, o tronco, chupava as bolas. Fiquei sabendo depois que ela dava para a metade do bairro, mas você vendo uma menina sexy, que tem seu sangue chupando seu pau é uma sensação maravilhosa. Nisso pedi para parar e baixar o shortinho e levantar a blusa, cara, cai de boca naqueles melões lindos e durinhos chupei, mordi e suquei ela só gemia e soprava mostrando seu tesão. Desci para a bucetinha linda carnuda dei algumas dedilhadas e lambidas com ela ali de pé apoiada na moto, tava encharcada, não aguentei e meti o pau sem camisinha mesmo. Apesar de dá para metade do bairro era apertadinha e quentinha. Mano vocês não tem noção como é bom ouvir, come sua irmãzinha, mete na sua irmãzinha seu safado, tarado, não era isso que você queria? me comer! Então come seu tarado, mete essa pica gostosa em mim com força, eu ali metendo ouvindo isso é respondendo com toma sua putinha, safada, gostosa, tá gostando né! De dá para seu irmão? Cara o tesão eram tanto que gozei logo, foi muita porra nela, gozei dentro mesmo nem me importei e nem ela pelo visto. Queria comer o cú dela também, mas ela disse que naquele dia não ia dá porque tava ficando tarde e o padrasto dela marcava em cima e tinha muito ciúmes dela e tinha que voltar para casa. Eu acho que o padrasto tem vontade de comer também. Bom isso faz poucos dias estamos conversando direto pelo whatsapp o nível da conversa é tipo só putaria agora. Estamos marcando um dia para nos encontrarmos, mas em cidade pequena temos que ter cuidado, o povo é tudo curioso e ficam de olho na vida dos outros! Bom pessoal desculpem não ser rica em detalhes, porque não escrevo, estou apenas relatando algo que realmente aconteceu, deixei de comentar outros fatos realmente importantes como que existe outra pessoa nessa história, mas pelo medo de alguém descobrir quem somos vou pensar se conto em outro conto, até porque essa pessoa só aparece mais para frente.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)
Loading...

Por

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Bruna

    Tenho muitos material de novinhas pra troca quem tiver me chma no email [email protected]

  2. Rafaella

    Vai fundo..
    Beijos