Maninha meladinha 8 (o começo da tragédia)

Olá,voltei para contar mais um pouco sobre essa coisa gostosa que é o incesto.Bom,resolvi pular alguns anos de nossa história,para poder chegar na atualidade.e além do mais esses anos que se passaram foram meio monótonos.passaram se quase quatro anos,eu e minha maninha já trabalhavamos.eu como metalúrgico.e Valkiria era enfermeira.vcs tinham que ver ela vestida de branco.com aquele corpinho gostoso.o meu tesão havia triplicado.rsrs.
Com nossa mãe aposentada,em casa o dia todo.nao tínhamos saída.tivemos que apelar para motéis.as vezes fim de semana o plantão de Valkiria só acabava as sete da manhã.ela me ligava eu pegava o carro e ia busca lá.claro que escondido.pois de lá era direto para o motel.
Era muito tesão,quando transávamos ela gemia e falava no meu ouvido que me amava.e me fazia prometer que nunca iria trair ela.Eu até comia uma garota do trabalho,mais em questão de sexo,minha maninha era soberana.como metia gostoso.beijava gostoso.se não fosse minha irmã,me casaria com ela.rsrs
Só que as coisas estavam começando a ficar ruins para nosso lado.começando com um certo fim de semana no café da manhã ,nossa mãe nos questionando sobre namoros.ela indagou Valkiria,por que ainda não namorava.fizemos um silêncio e minha maninha disse que ainda não tinha gostado de ninguém pra namorar,eu já emendei que só queria curtir.nossa mãe balançou a cabeça negativamente.na hora fiquei preocupado pois percebi uma certa desconfiança na fala dela.valkiria disse que não,que era normal essas perguntas.E como se isso não bastasse para me preocupar naquela mesma semana na sexta feira.cheguei do trabalho com dor de cabeça.tomei um banho,jantei com minha mãe.pois meu pai e valkiria ainda não havia chegado.fui tomar um remédio e vi no celular um SMS de Valkiria falando que ia tomar umas cervejas com as amigas.e se eu podia busca la depois.pensei em responder mas fui para meu quarto e peguei no sono.acordei com Valkiria mordendo minha orelha.levei um susto e pensei,ela só pode estar chapada denovo.mas logo ela sussurrou e disse pra eu ficar calmo e que sua bucetinha estava molhadinha é só queria uma rapidinha.ela sentou por cima e né beijou tão gostoso que eu fiquei louco.pela primeira vez fiz ela sentar na minha boca.colegas…que coisa gostosa.aquela buceta escorria o melzinho e ela rebolava na minha cara literalmente.ela pegou o travesseiro e começou morder enquanto gozava.depois veio e me beijou enquanto encaixava meu pau que entrou gostoso .Valkiria mordia meu pescoço suavemente isso fazia eu meter ainda mais forte.quando ela disse no meu ouvido que iria gozar eu cravei o pau e apertava forte aquela bunda contra meu cacete.e comecei encher sua buceta de porra.claro que com o consentimento de Valkiria que tomava remédio.acontecesse que Valkiria enquanto gozava começou chupar meu pescoço e eu nem percebi.ela ofegante ficou alguns minutos ali deitada sobre mim.me deu um beijo. e saiu sem fazer barulho e foi para seu quarto.pela manhã sentados para tomar café eu Valkiria e nossa mãe.Valkiria quando me viu abriu os olhos como um susto.eu sem entender nada,pensei o que poderia estar errado.so havia tomado um banho e escovado os dentes ainda meio sonolento nem olhei no espelho.Nossa mãe ao me olhar fez a mesma cara que Valkiria,mas foi logo dizendo.
Nossa Marcos,ontem na janta não vi essa chupada em seu pescoço.voce anda saindo de madrugada.?
A minha vontade era de sair correndo.mas falei que já estava assim desde ontem quando cheguei,mas a camisa tapava.novamente nossa mãe fez uma cara de desconfiança. é só piorou quando ela perguntou que horas Valkiria havia chegado.minha irmã falou que era umas duas da manhã.e tomou uma bronca.mas isso era de menos.eu tinha certeza que nossa mãe estava desconfiando de nós.falava com valkiria,e ela dizia ser coisa da minha cabeça.tinhamos que tomar ainda mais cuidado.penseinem arrumar uma namorada para disfarçar, Valkiria não gostou da ideia.disse que se fosse assim também iria arrumar um pra disfarçar,daí quem não gostou foi eu.colegas essa foi uma introdução para o restante que contarei na próxima,até para não ficar muito grande.
Bom…até mais .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...