Consulta Magica

29-09-17 1 ★ 1.00

Eu e minha mulher somos um casal na faixa dos 45 anos ,em nossas noites de amor e sexo era comum fantasiar-mos que eu era outra pessoa que a comia e ela gozava deliciosamente , ela continua deliciosa , seios médios mas uma bunda grande e deliciosa .
Mas de um tempo pra cá percebia que em certas datas ela estava muito exitada e me dava uma surra de sexo, e observando melhor sempre era no dia que tinha suas consultas com o ginecologista, no ultimo final de semana , aproveitando o gozo que demos a questionei e ela se abriu e confessou que de tanto fantasiar-mos em uma consulta ela se deixou levar pela fantasia e enquanto ele fazia as perguntas de praxe , ela sentia que ficava molhadinha, e que quando teve de tirar a roupa e colocar a camisola para o exame imaginava que outro homem ia ver ela nua , no exame dos seios sentia os bicos duríssimos, mas quando ele abriu suas pernas , ela fez força e se concentrou para não gozar, ele tocava em sua bucetinha e falava que ela estava perfeita , mas quando ele introduziu o aparelho que parecia um vibrador dentro dela ela sentia e a cada mexida ela sentia que estava gozando , mas sabia que não podia dar bandeira , e quando ele tirou o aparelho uma baba veio junto , sentia que estava com o rosto vermelho de vergonha mas o medico serio falou que ela ficasse bem que era normal, mas quando saiu do consultório sentia a calcinha roçando na bucetinha e no caminho de volta pra casa sentia tremores e teve varios pequenos gozos , e loucamente me pegou a noite.
Depois que ela me falou trepamos de uma forma deliciosa e como ela gozou.
Tempos depois eu me arrumando pra trabalhar ela me fala que teria outra consulta no ginecologista , e sorrindo de uma forma bem safada , começa a se vestir , tira a camisola e vejo que estava toda depilada toda lisinha sua bucetinha linda a mostra e deliciosa , eu fazendo que não via , mas estava alucinado , colocou em cima da cama uma calcinha fio dental preta de renda e um soutien 1/2 taça preto tambem , e um vestido de alcinhas bem finas um pouco acima do joelho e com um decote delicioso., ela então me fala que como a consulta era no fim do dia ela me ligaria e iria-mops a algum barzinho no centro, ai vi que ela estava com terceiras intenções .
O dia não passava e eu super exitado imaginando ela nua na frente de outro homem, o tempo passa e lá pelas 17:30 ela me liga e fala que estava na rua caminhando e chegando próximo do escritório e eu pergunto se foi tiudo bem e ela gargalhando fala que que só de caminhar ela ja tinha tido dois gozos e estava louca pra me pegar.
Eu a encontro e ela estava linda e cheirosa com um cheiro de femea quando esta no cio , ela me beija loucamente , as pessoas passando indo embora do trabalho nos olhavam , em um bar proximo pegamos uma mesa de canto e ela falava que sentia a buceta latejando de tesão e ela fala que quase não se controla no exame mas que só faltou ela gritar e gemer pois sentia sua buceta toda molhada , tanto que o o novo médico que tinha ido fez varios elogios e que estava perfeita , e pegando minha mão a coloca entre suas pernas e eu toco na sua buceta toda melada , ela geme baixinho e fala pra pedir a conta pois queria ser comida fudida de todas as formas.
Saimos do bar e entrei no primeiro motel , mal chegamos no quarto ela me joga na cama tira minha roupa e sobe em cima de mim encaixa meu pinto na sua buceta e eua apenetro de uma só vez ela adora isso , ela grita de tesão e fala que estava louca pra sentir um pau dentro dela , ela saltava em cima do pau e em minutos ela avisa que ia gozar , eu a tiro de cima de mim , e caio de boca em sua buceta , e começo a chupar ela que ja tinha começado a gozar vai a loucura , e grita que ia morrer de tanto gozar , sentia seu mel doce em minha boca e seu clitóris duro que ao levar pequenas linguadas a fazem entrar e varios pequenos gozos , ela se lavava de tanto gozar , mas para minha surpresa , ela se vira e de quatro me chama e fala que hoje eu ia ter o prazer de comer sua bundinha coisa que ela nunca deixou , via sua buceta escorrendo gozo e usei pra lubrificar seus cuzinho ainda virgem , com o dedo fui abrindo delicadamente , e introduzindo ele dentro dela e ela se tocando gemia e rebolava , quando achei que estava totalmente solta coloquei a cabeça do pau em seu cuzinho e dando uma foçadinha ele começa a entrar , ela gritava gemia mas pedia que não tirasse , ela então começa a voltar o corpo e controlar a penetração até que eu a penetro em meio a um grito de dor e prazer , ela falava que eu a estava fodendo seu cu e se sentia uma puta por deixar eu a comer assim , entrava e saia de dentro dela e ela gemia e gritava mas pedia para não parar , ela aumentava o toque no seu clitoris , e pede que eu goze dentro do seu cuzinho e que ela ia gozar tambem , foi quase juntos que gozamos , ao tirar meu pinto de dentro dela , foi delicioso e prazeiroso ver seu cuzinho expelindo a porra que escorria para sua buceta, ela estava acabada e eu tambem , praticamente apagamos .
Acordamos e depois do banho fomos pra casa e no caminho ela falava que sentia uma dorzinha mas que tinha sido fantastico .
Agora espero como nunca sua proxima ida ao doutor.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 1,00 de 1 votos)
Loading...

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Tony Bahia

    Cara que delicia. Sua mulher é gostosa. Pena que minha mulher não me dar esse prazer. Ta na hora do amigo incentivar ela dar para o ginecologista e trazer a bucetinha cheia pra você sentir o gosto de mel do pau que está dando tesão a vocês. Eu faria isto. [email protected]