Aos 14 anos me envolvi com a mulher do vizinho de 41 anos

Autor

Ola galera, sou Lucas mais conhecido de Lucão, sempre fui de estatura alta, e devido isso todos dizinham que eu era mais velho, já meu pai e meus 4 irmãos mais velhos todos baixinhos, minha mãe era também alta e eu puxei pro lado da estatura dela, meus irmãos já eram casados alguns tinham filhos, mas eu o caçula trabalhava no bar do meu pai, na casa ao lado da minha se mudou uma família, Vera uma loira meio gorda, 41 anos, o marido dela Jorge era mais conhecido de Bugalu, devido ser gordo, e Maira a filha do casa de 10 anos, essa família Bugalu era amigo dos meus irmãos , semrpe se juntavam pra sair e beber, eu acordava cedo ia pra escola e a tarde ficava no bar do meu pai, era um bar familiar, só vendia bebidas fechadas, na realidade era mais uma mercearia do ber em si, as donas de casa iam la pois tinha verduras, algumas misturas, condimentos, doces, paes, café, frios enlatados, enfim tinha quase tudo, todos gostavam demim pois eu era sempre educado com todos, tudo estava bem quando meu pai resolveu vender o bar, e começou a trabalhar numa grande empresa, eu fiquei então com as tarde livres, minha mãe tinha uma salao de cabeleireiro e ficava o dia la, e eu passei a somente assistir tv e ficar no computador a tarde, numa tarde de sol eu cançado de assistir sai no quintal e vi Vera, ela estava no quintal dela meio que assustada, eu perguntei o que houva a senhora esta bem? ela falou, ah acho que entrou um bicho em casa, acho que é uma cobra, o fundo do quintal dela estava cheio de mato, eu pulei o muro que era baixo, e fui la, ela cuidado menino, pode ser venenosa, mas eu entrei com uma inchada, e a vi perto do sofá, só dei uma inchadada na cabeça , certeira, ela morreu, eu atirei, verifiquei e não havia mais nada, ela me agradeceu, eu toquei fogo no mato, no dia seguinte a tarde la estava Vera, eu perguntei, tudo bem, ela, sim esta tudo ótimo, meu marido mandou agradecer viu, eu falei que que isso se precisar só é chamar, ela perguntou quantos anos tem? eu falei, 14, ela falou, mas vc é bem alto, parece ser mais velho, devido somente a altura, eu é todos me chamam de Lucão devido meu tamanho, ela meio gorda com um shortinho enfiado na bunda, eu comecei a notar que ela era gostosa, ai ela me chamou pra conserta a antena da tv, eu fui la e consertei, a tv ficou pegando bem, no dia seguinte ela me chamou pra trocar a maquina de lavar de lugar, e assim ela começou a me pedir semrpe favores, eu fazia sem questionar, ela só me agradecia, alguns amigos falavam, ah ela só achou um trouxa pra fazer as coisas pra ela, e eu também achava isso, mas ela era tao educada, doce que eu fazia sem pensar, e era coisa simples, ela me chamava pra ajudar ela a levar o balde de roupa pra fora pra estender, pra fazer varal pra ela, para pegar balde com agua e jogar nas plantas, mas ela começou a me chamar também pra ajudar ela a lavar o banheiro, ela dizia que o braço doía devido tendinite eu esfregava os azulejos com força e os deixava limpinhos, nem me casa eu fazia isso, no máximo lavar meu prato depois que almoçava, num dia ela me chamou pra lavar o banheiro, e eu vi calcinhas no cesto, ela me pediu pra levar ate´a lavanderia, eu levei e quando ela foi ate´o portao ver quem chamava eu peguei duas calcinhas e cheirei, estavam com muito cheiro de buceta, eu gostei, dali em diante ela me chamava e eu ia sempre pegava calcinhas dela, levava dentro das calças pra meu quarto, la eu me masturbava, as vezes eu pegava alguma menina na escola, e a tarde ou a noite me acabava na punheta, eu já estava com umas 20 calcinhas dela em casa, todas gozadas, e ela não parava de me chamar, certo dia ela me chamou e eu fui a casa dela, ai ela falou, hj eu não te chamei aki pra fazer favor, preciso te perguntar uma coisa, e quero sua sinceridade, eu falei, sim pode perguntar, ela falou, bom é chato mas acho que sei la, talvez eu esteja errada, mas vc tem pegado minhas calcinhas? eu gaguejei, e falei, eeeu nãããoo, ela falou, Lucas, não precisa mentir, é que sabe, já estou quase sem calcinha, tenho sentido falta de varias, e sabe não há explicação, por isso te perguntei, pensei raciocinei e não vejo que mmais poderia ter pegado, meu marido nem tem relação comigo, é raro, nem nota se estou sem ou com calcinha, eu pensei que vc por estar nessa fase, pode falar, eu vou continuar te abusando mesmo assim viu. eu mais calmo falei, é que é vergonhoso, sabe, ela falou, não se preocupe, ninguém vai saber, alias nem que vc me ajuda ninguém sabe, senão já teriam brigado comigo, vc pegou? eu falei, sim mas eu devolvo, desculpa, e com cabeça baixa eu sai e fui la em casa, juntei todas e coloquei numa sacola enorme ,e levei a ela, algumas estavam coladas de tanta porra, ela falou, muito bem, agora sim vc vai me ajudar a lavar uma a uma, colocamos na maquina, depois esfregamos uma a uma, depois centrifugamos e colocamos pra secar, ela falou, agora sim, eu falei, desculpa, eal falou ta tudo bem, eu, ta bom então vou pra casa ta? ela falou, mas vamos conversar, me diz pq vc fez isso? vc se masturbou pensando em mim? eu com a cabeça baixa respondi que sim, ela falou, mas querido estou gorda, velha feia, e as meninas da escola? eu falei, sim eu namoro, mas vc é sei la uma sonho de consumo, sabe adolescente pensa nisso com mulher mais velha, ela falou, mas ate tua mãe é mais bonita que eu mesmo sendo mais velha, eu falei, ah mas vc é diferente, gostosa, linda, ela falou, ha ha ha nunca ninguém me cantou na rua, ninguém mexe comigo, nem meu marido me elogia, mas eu falei, mas não importa os outros, eu acho e isso é valido, ela falou, sim mas vc é uma menino, imagina só, eu seria presa, eu falei, ah ninguém precisa saber eu te desejo muito e quem sabe vc também pode me querer, ela falou, sim mas e meu marido, tua mãe teu pai, teus irmãos, se souberem to frita, eu falei, ta bom eu vou embora, ela falou, ta vai, vou ver o ver o que faço, mas calma, fica tranquili amanha eu te chamo pra vc me ajudar, eu fui pra casa, desanimado, a noite meus pais saíram forma a igreja, meus irmãos foram beber com Bugalu, eu fiquei em casa, era um sexta feira, por volta das 19:00 hs, a madrinha da filha de Vera veio e buscou a menina, e eu pensei, que noite quente, boa pra comer uma mulher, e sai no quintal, sexta feira meus irmãos saiam com o marido dela e só voltavam no final da madrugada, eu também ficava ate tarde na rua, mas aquela noite eu fiquei em casa, vi que a luz do banheiro estava acessa, e pulei o muro e fui tentar ver algo, no vitro havia um vidro que estava trincado e com um buraco pequeno mas era o suficiente pra eu olhar, ela estava mijando, eu vi ela abaixando a calcinha, aquela bunda grande, depois ela secando a buceta, cabeluda, ai ela apagou a luz eu pulei o muro de volta e la fiquei, ai fingi falar ao telefone sem fio, ela ouviu e veio ao quintal, ai ela veio perto do muro e falou, vc esta igual eu em casa na solidão? eu falei, sim, mas a sua companhia é a melhor, ela falou, querido tenho medo, nunca fui dessas coisas, desculpa, mas eu disse, ah mais teu marido não te merece, deixa vc ai e sai com homens, igual meus irmãos deixa a mulher pra ficar com machos, isso e viadagem, se eu fosse teu marido ficava com vc a noite toda, ela falou, é vc tem razão, mas é errado, eu falei, errado e o que eles fazem, ela falou, quer vir aki, vamos ficar na varanda aki atraz se alguém chegar vc pula rápido, e la fomos, tinha uma cadeira de plástico ,sentamos ela começou a mexer nas minhas unhas, e começamos a conversar sobre o fato de termos ficamos a sos, ela mexendo nas minhas unhas, eu mexendo nos cabelos dela, e fomos os aproximando, ela é loucura querido, mas continuava vindo com a cabeça, e nos beijamos, foi muito bom, ela riu e nos beijamos de novo, ai ela falou, ah Lucas já que começamos que se dane, vamos vem aki dentro, entramos e nos beijamos mais loucamente, eu já com a mão na bunda dela, ela de saia, ai ela me puxou pra cama da filha dela, eu já levantei a saia dela, ela já tirou a calcinha e eu já com o pau pra fora e começamos a transar, entrou rápido, eu comecei a bombar, ela me puxando com força pra ela, eu em cima dela, ela ofegando, muito bom mesmo, dai os movimentos forma aumentando e gozamos juntos, muito bom, eu todo suado, ela também, dai ela falou tenho que tomar um banho frio, e fomos pro chuveiro, e tomaos aquele banho, eu mal podia acreditar, depois do banho fomos pra varanda e la transamos de novo, ela inclinada na mesa e eu metendo por traz, eu gozei muito e ela também, conversamos muito nos beijamos eu chupei os seios dela, a noite avançando, meus pais chegaram la pelas 23:00 hs, mas na varanda não dava pra eles nos ver, ela ainda ofegante, eu entrei lavei o pau e voltei, ela sentada na cadeira, eu com o pau pra fora, comecei a passar na cara dela, ela tentava pegar com a boca, era uma delicia, ai ela pega a cabeça do meu pau, lambem, e poe na boca, passando a língua, ai engolia um pouco mais, e soltava, depois voltava a engolir, ate´que gozei ela ate engasgou, mas tomou toda a porra, e depois de um tempo ali transamos de novo, ela de quatro, gozamos feito doidos, já era mais ou menos umas 3 da madrugada, ela falou, agora vai se não teus pias vao te procurar, eu pulei o muro e fui pra casa, ah como eu dormi bem aquela noite, no sábado assim que meus pais saíram ela me chama, e fala vem logo meu marido esta dormindo, nos beijamos e transamos, fizemos uam rapidinha, bem gostosa, no domingo não teve jeito, todos em casa, churrasco, familiares, sem chance, mas na segunda a tarde, eu cheguei da escola almocei e já fui pra la, ela na cama de saia curta sem calcinha, com a buceta raspada, ela só falou, me fode gostoso, e eu fui em cima, a comi de todos as formas, ela me chupou muito, eu também a chupei muito, ela sentou na minha cara, eita buceta inchada, ficamos assim ate as 18:00hs a filha dela chegou e eu sai antes, é estamos a 4 anos assim, eu transo com outras mulheres também, mas casada só ela, já fomos a motéis, eu já domri com ela quando o marido dela trabalha a noite, ela é amiga da minha cunhada também, ela não falou nada, mas minha cunhada anda se insinuando pra mim, acho que logo irei comer outra mulher casada, dessa vez a mulher do meu irmão, mas isso fica pra um próximo conto, valeu?

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)
Loading...