,

A chantagem

09-09-17 Por 11 ★ 5.00

Me chamo Ana Carolina, na época que aconteceu oque venho contar eu tinha 16 anos.
Vim ainda bem pequena de Curitiba para uma cidade pequena no interior do rio de janeiro, moro com meus tios, sou bem morena, de cabelos cacheados, mas não sou nenhuma perfeição, sempre me achei uma pessoa comum, nem modelo nem bruxa.
Aos 15 anos comecei a namorar Rodrigo, apesar de ter 17 anos na época ele era bem mais alto que eu, gosta de jogar basquete, mas não vem ao caso.
Ele foi meu primeiro namorado e eu a primeira dele, como a intimidade ia crescendo, as confissões, e decidimos que também seria dessa forma sobre sexo, seria ele meu primeiro e eu a primeira dele!
Nossa primeira tentativa foi quando meus tios saíram para ir a missa, ele chegou logo depois que eles saíram, eu estava muito nervosa, e confesso não contribui muito devido a minha falta de experiência, estava excitada, mas ele devido ao tamanho era um tanto desengonçado, eu me deitei na cama, ele colocou minha calcinha para o lado mas não conseguia me penetrar, ficou nervoso e seu pênis acabou murchando bem mais rápido do que eu costumava ouvir minhas amigas comentando de outros meninos…
A segunda tentativa foi meio que inesperada… Estávamos namorando na varanda eu estava de vestido ,então sentei no colo dele comecei a me esfregar nele e senti seu pau ficando duro, me levantei e fui para o canto da varanda onde meus tios não podiam nos ver e ali tirei minha calcinha voltei e sentei na perna dele, com uma mão coloquei seu pau pra fora, era grande e bem duro, fui me ajeitando sem fazer movimentos bruscos de forma que meu bumbum ficasse na altura em que ele pudesse penetrar minha xaninha….
Estava mais molhada que a primeira vez, fui me movendo lentamente ele dizia cuidado Ana cuidado, olhei para a porta da sala e vi minha tia e meu tio vendo a novela … Pensei e agora ou nunca segurei firme e direcionei para os lábios vaginais aquele pau que eu queria sentir a tanto tempo…. Foi quando uma luz forte e rápida clareou a varanda, me deixando cega por alguns segundos… Rodrigo muito desajeitado me empurrou e ficou se ajeitando colocando o pau meia bomba dentro da bermuda e procurando de onde tinha vindo aquele flash!
Eu fiquei muito nervosa e acabei mandando ele embora, como sempre fui até a esquina com ele e voltei com a cabeça a mil. ao chegar perto do portão de casa, meu vizinho me cumprimentou, como sempre muito educado, um cavalheiro, ele que me viu crescer eu adorava bater papo com ele, sempre gostei de conversar com pessoas mais velhas que eu , na época ele estava com 35.
-Namorando muito vizinha?
Parei com frio na barriga… Olhei pra ele sem graça, naquele momento eu acho que fiquei amarela.
-voce ta bem aninha? Esta pálida!
-to bem…
A voz quase não saiu, ele passou a mão carinhosamente na minha bochecha e falou bem baixinho:
-Amanha, você traz o seu HD aqui em casa pra eu te passar uns filmes que baixei, avisa sua tia que vai demorar um pouco, e eu tenho um lance pra falar com vc também muito importante!
Congelei, foi ele… Nossa eu to ferrada pensei comigo só consegui balançar a cabeça que sim…
Deve ter sido a pior noite da minha vida, fiquei pensando milhões e milhões de coisas desculpas e como faria pra reverter a situação sem meus tios descobrirem!
As 8:00 horas eu já não aguentava mais, peguei meu hd, o nervosismo estava visível.
-Tia vou no vizinho pegar uns filmes que ele baixou já venho…
-Pede pra ele baixar aquele do zeze di Camargo ana!
-peço.
Toquei o interfone e a espera parece que foi eterna ele atendeu com a voz sonolenta
Pediu pra esperar, e logo veio abrir o portão.
-ei vizinha madrugou!
Entrei tremendo mais que uma vara verde, fui direto ao assunto
-Vc tirou uma foto minha não foi? Ontem com o Rodrigo?
-nossa, apressada, primeiro lugar calma!!!! A gente vai desenrolar isso com tranquilidade não é?
-a minha tia não pode nem sonhar, meu tio morre se souber, acho que ele me mata antes depois morre, por favor, não faz nada apaga vai!
-calma! Te chamei aqui porque quero negociar contigo!
Balancei a cabeça que sim não conseguia dizer mais nada.
-Nossa Ana não é culpa sua arrumar um namorado tão tosco! Cara não sabe nem dar uma metida hein, que merda.
-eu explico…
-ii não precisa explicar nada não, eu vi! Gravei, fotografei! Alias que audácia sua tirar a calcinha na varanda puxa… Gostei!
-minha nossa…
Sentei no sofá com as mãos no rosto, ele viu tudo! Oque ele iria querer? Dinheiro?
-o FrankStein já te comeu quantas vezes?
-nunca, nunca eu juro!
– não precisa nem jurar pela desenvoltura dele eu percebi kkkkk
-olha oque vc quer vizinho? Pra apagar
Oque eu quero? Como você foi direta ao assunto eu vou também. Eu vou comer você! De formas que você nunca nem imaginou!
Eu estava perplexa, ele jamais tinha falado assim comigo minhas mãos suavam eu não podia fazer aquilo trair o Rodrigo! E perder minha virgindade com ele! Um homem muito mais velho que eu. Comecei a chorar…
-então eu já esperava esse chororô! Ok? Assimila a ideia rapidão ai que você aqui ta me deixando com muito tesão! Eu quero começar logo e com vc chorando não Da…
-por favor, vizinho qualquer coisa vamos negociar??? Te dou oque vc pedir! Mas isso não, por favor!
-parece ruim, mas vc vai se amarrar! Vem vamos pro quarto.
-naoo, por favor!
-não vou te estuprar não! Você não quer? Beleza! Vamos lá na sua casa pra eu mostrar pro seu tio um vídeo muito bacana seu, tirando a calcinha e sentando no pau do rodrigo!
-nãoo
Saiu quase que um grito!
-então engole o choro! E vamos pro quarto!
Levantei desconsolada… Oque eu fui fazer… Entrei no quarto dele, a cama ainda estava por fazer.
-tem que ser hoje? Deixa eu me preparar, por favor?
-tem que ser agora minha vizinha linda, se eu der mais tempo aquele molambo do seu namorado vai acabar te comendo! Isso não é legal! Eu que vou tirar esse cabaço! E não passa de hoje!
-oque eu faço?
Já tinha aceitado a ideia… Não conseguia parar de chorar
-não precisa se assustar ta bom? Só relaxa
Ele abriu minha blusa bem devagar, me deixou de sutiã, me acariciava muito na cintura, e começou a dar beijinhos no meu pescoço… O meu choro nesse momento era apenas soluços, eu tinha que aguentar firme, sua boca passou perto da minha e senti seu hálito com cheiro de pasta de dente… Beijou meu queixo, lentamente abriu minha bermuda, sem pressa sem afobação… Abaixou peça por peça me deixando apenas de calcinha!
-você e muito linda! Deliciosa morena! Aquele trouxa daquele corno do seu namorado não merece esse mulherão da porra!
Aquele palavreado bateu em meus ouvidos causando tremor nas minhas partes intimas, ele se afastou de mim foi ate o interruptor e ascendeu a luz, eu não entendi pois já estava claro, ele voltou e acariciou os meus pequenos seios com as costas da mão… Eu acabei olhando e meus seios estavam completamente eriçados, biquinhos duros… Condenando que meu corpo estava excitado.
-a calcinha, quero que você tire pra mim…
Obedeci e tirei a calcinha sem demora… a respiração ofegante ao mesmo tempo que estava com medo queria que acabasse logo eu não queria… Eu estava muito confusa.
-deita…
Pensei e agora ele vai me penetrar e acabou minha vida o Rodrigo … Oque eu faço? Enquanto pensava já estava sentada na cama…. ele acariciou meus cachinhos e eu notei o volume em seu short… ele me ajudou a deitar então ele se posicionou nos meus pés…
Achei que ia abrir minhas pernas… Fechei os olhos de vergonha…
Senti sua boca beijando meus pezinhos… foi subindo lentamente… beijou tornozelos canela joelhos… Coxas e colocou sua boca na minha xana….
É como se eu tivesse perdido os pulmões… a boca quente no meu sexo… a língua dele deslizava nos pequenos lábios até o clitóris… ele me lambeu, chupou até o momento que eu lembro… e acordei com ele me olhando e sorrindo… senti meu corpo mole extasiado…
-Eu gosto assim! Gozou gostoso na minha boca! Você é uma delicia! E me lascou um beijo demorado eu não conseguia não corresponder… meu corpo estava no automático…
ele estava entre as minhas pernas eu sentia seu membro duro esfregando no meu clitóris com força!
Novamente perdi o folego mas não apaguei… Apenas abri a boca e sinceramente não sei se gritei… Mas senti uma sensação deliciosa ele percebendo que eu estava gozando…
Posicionou seu pênis e facilmente deslizou pra dentro de mim… Apenas com uma pequena resistência… Meu hímen… Que em segundos numa segunda metida, eu o senti encostar os pelinhos dele nos meus…
Ainda estava gozando senti uma ardência incomoda, mas o gozo estava intenso… e não tive dor senti essa queimação apenas… Ele estava todo dentro de mim….
Podia sentir cada centímetro…
Quando consegui voltar a sanidade, ele me dizia coisas no ouvido… Sacanagens que me deixavam mais excitada!
-ta gostando de levar rola minha morena? É assim que fode direito! Eu vou te foder todo dia! Sua bocetinha agora é só minha! Quer mais rola quer?
-quero.
-Viu não falei que vc ia gostar! Sei que você ta querendo rola faz tempo! Vou fazer serviço completo em você! Delicia
Ele acelerou as metidas, o cheiro de sexo o barulho do corpo dele batendo no meu… as coisas perversas que ele falava chamando rodrigo de corno! So me deixavam mais ligada.
Por um breve instante lembrei , que estava sem proteção!
Coloquei a mão no peito dele com medo ele estava metendo muito rápido, estava simplesmente delicioso! Entre gemidos eu pedi implorei!
-não … não… por .. favor… ta uma deli… delicia mas goz…a fora… goza fora não posso engravidar.
Ele debruçou sobre mim… beijou minha boca abafando meus pedidos…
nosso beijo desgrudou fazendo barulho… um barulho gostoso…
-cala a sua boca! Eu te engravido se eu quiser quando eu quiser! você é minha! Esse útero é meu!
Perdi o chão… não sei oque deu em mim eu disse a coisa mais idiota…
-Tá….
Ai foi quando ele meteu com força puxando meu cabelo mordendo meu pescoço me deixando marcas…
Eu adorando tudo… Apenas gemia e recebia aquele membro delicioso dentro de mim, ele chegou a boca perto da minha orelha…
-vou te encher de leite! Você agora é meu deposito pessoal de porra! Vou gozar dentro de vc quantas vezes eu quiser!
Foi ai que senti….
aquela coisa me viciou… um jato dentro de mim…. Longo, molhado… quente… logo depois outro… e outro e senti aquele calor que so quem tomou uma boa de uma esporrada já sentiu!
Eu não conseguia pensar… quando dei por mim ele estava dando tapinhas no meu rosto …
-ei morena alivia a pressão ai ta me apertando muito…
Eu acabei cruzando as pernas em volta dele, enquanto ele me enchia de leite… que sensação deliciosa! Sem camisinha… sem remédio… sem nada apenas a pele quente na pele… e muita porra…
meu coração disparado… achei que ia morrer ali… tantas sensações novas… aos poucos fui soltando as pernas de volta da cintura dele… mas ele não saiu de dentro de mim…
Achei gostoso aquilo… ele mexia devagar eu sentia ainda o calor…
Me beijou a boca mais uma vez… um beijo molhado lambido… safado…
-não levanta… fica deitadinha onde você ta… Quero meu leite escorrendo pra dentro do seu útero…
Ele tirou o pau dele ainda meia bomba… notei que era menor que o do rodrigo mas bem grosso… Fiquei deitada… como ele mandou, ele foi ao banheiro, e voltou rápido… de cueca… sentou perto de mim, abriu a cômoda perto da cama tirou um absorvente e mandou eu colocar na calcinha…
-Não vai tomar banho, quero meu leite ai dentro… Entendeu?
Disse ele apontando pra minha xaninha….
Balancei a cabeça que sim… me arrumei deitada ainda na cama… como ele mandou…
-Agora vc pode ir descansar… dorme um pouco porque vc ta com uma cara horrível kkkkk nem parece que gozou tanto!
-e que eu não dormi…
-vai descansar porque a tarde eu quero você aqui outra vez.
-mas… Pensei que…
-Oque? Que parte da sua bocetinha é só minha você não entendeu? Que eu vou te comer a hora que eu quiser quando eu quiser.
-mas o rodrigo vai la pra casa hoje…
Ele pegou meu telefone no bolso da minha bermuda… e disse firmemente…
-liga pro corno e diz pra ele não vir… se você não ligar eu ligo! E chamo ele pra vir aqui
Comecei a tremer
– e se eu não ligar…
Tentei me defender… acabei errando novamente…
Ele me pegou pelo braço… me levou ate a mesa do computador que ele ligou a tela apenas, deu pause no programa e voltou o vídeo… eu idiota não tinha reparado que ele acendeu a luz pra ficar mais claro… ele estava gravando tudo…
Parou na parte em que eu gritava de prazer voltou mais um pouco quando ele me perguntava:
-ta gostando de levar rola minha morena? É assim que fode direito! Eu vou te foder todo dia! Sua bocetinha agora é só minha! Quer mais rola quer?
-quero.
E ficou repetindo a parte…
Quer mais rola quer?
-quero.
Quer mais rola quer?
-quero.
Liguei imediatamente…
-Rodrigo… não quero que venha hoje não estou morrendo de dor de cabeça e eu quero um tempo pra descansar!
Ele tentou dialogar, mas tive que ser firme…
Fui embora pra casa com cheiro de sexo… e dentro de mim muito esperma… e o pior…
O sentimento que eu tinha adorado aquilo tudo.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)

Por ,

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. assim

    se esse não foi um conto real, você merece um prêmio, muito excitante.

  2. JER

    gostei de conto, manda foto

  3. penyswise

    Vadia mesmo conta mais sua putinha

  4. pirocao

    Sua safada

  5. reprodutor

    ele te engravidou? ao que parece pelo menos ele tentou.

  6. Robson

    Q delicia de conto ..tem mais ???

  7. Machado

    Manda foto sua..
    [email protected]

  8. casado safado

    Lindo seu conto me molhei só imaginando vc submissa e seu vizinho agora vc e dele e espero mas relatos

  9. novinha safada

    Me mandem msg [email protected]

  10. anônimo

    Esse fim não vale nada,mas este conto foi maravilhoso.vc deve ser uma delícia.

    • sódelas

      não foi fim, apenas não tive tempo de escrever o resto. e obrigada pelas palavras