Precisava melhorar minha nota, e pra isso mamei o caralho do meu professor

Olá, eu não direi meu nome, o conto que irei contar a vocês é bem curto. Tudo aconteceu recentemente, eu tenho 16 anos e estou no segundo ano do ensino médio. Eu estava no término do segundo bimestre e minhas notas em todas as matérias estavam boas, menos na matéria de História. Logo, eu ficaria em recuperação, perdendo assim parte das férias; então eu resolvi negociar com o meu professor de historia, e estava disposta a tudo nessa negociação. Esperei a ultima aula do penúltimo dia de aula, minha ultima aula foi de sociologia, quando ela acabou, eu fui até a sala dos professores procurar pelo meu professor de historia, ele não estava lá, procurei ele em várias salas de outras turmas e nada dele, já estava desistindo e me conformando com a recuperação, até que o vi entrando no banheiro masculino, eu então fiquei o esperando na saída, quando eu sai, ele perguntou:
– O que faz aqui menina, já não devia ter ido para casa?
– Sim, mas eu queria falar com o senhor.
– O que?
– Professor, eu estou com boas notas em todas as matérias, menos na sua. Não tem como o senhor me ajudar para eu não ter que ficar de recuperação só dm História.
– Ah! Você vai me desculpar, mas não tem o que ser feito. Você teve muitos trabalhos para entregar, não entregou quase nenhum nesse bimestre, se tivesse os entregado, teria conseguido a nota suficiente.
– E não tem como eu entregar um trabalho até amanhã?
– Pra entregar amanhã? Impossível! Não da para eu passar um trabalho para você, muito menos você entregar um trabalho digno de boa nota.
Eu então me aproximei bem dele, abanei minha blusa como se estivesse com calor mas, fiz isso para ele ver meu sutiã e disse:
– Poxa professor, essa escola está um calor, eu não quero ter que voltar aqui por mais uma semana.
Ele olhou por dentro de minha blusa e disse:
– Menina, não faz isso.
– Vai professor! Me da a nota para eu passar, eu faço o que você quiser.
– O que eu quiser?
– Sim!
Ele então olhou para os lados para ver se tinha alguém, e como não tinha ninguém ele disse:
– Então vem aqui dentro do banheiro comigo?!
Eu entrei no banheiro com ele, a gente se trancou em uma das cabines e ele perguntou:
– Então, o que você está disposta a fazer para melhorar tua nota?
– Tudo!
– Até chupar um velho professor?
– Até chupar um velho professor!
Ele então começou a abrir o zíper da calça dele, abaixou depois a cueca e o pau dele estava meio mole, então me ajoelhei e comecei a chupa-lo, aquele não era o primeiro pau que eu chupava na minha vida, mas foi o primeiro que chupei de um homem tão mais velho que eu, ele deve ter uns 52 anos; mas até que ele é um velho bonito, e o pau dele é grande, grosso, eu o chupei com muito gosto, comecei passando a língua na cabeça do pau dele, depois dei umas lambidas no saco dele; aos poucos fui enfiando a piroca dele na minha boca e fazendo lentos e saborosos vai e vem, então ele pediu para eu tirar a blusa e sutiã e para eu mamar olhando para ele, eu fiz o que ele pediu e tirei a blusa e o sutiã, e continuei chupando seu pau olhando para ele, a única parte incomoda foram alguns pelos que ele tem no cacete, tirando isso, estava tudo perfeito, ele então pediu para eu abrir bem a boquinha, ele segurou meu rosto e começou a meter a piroca na minha boca, parecia estar fodendo ela, eu engasguei um pouco mas nada muito grave, quando ele já estava para gozar, ele disse:
– Deixa eu gozar na sua bundinha, safada?
– Quer gozar na minha bunda?
– Quero!
Então eu me levantei, tirei a saia e ele me colocou inclinada na parede, mandou eu empinar a bunda e ele começou a tocar uma punheta, não demorou muito e ele gozou por toda minha bunda, a porra dele estava bem quentinha; então ele colocou minha calcinha de lado e passou a cabeça do pau na entrada do meu cuzinho.
Depois disso começamos a nos vestir, ele então deu um beijo em meus seios e disse:
– Relaxa tá gatinha. Você não vai ficar pra recuperação!
Eu olhei para ele com cara de safada e respondi:
– Que bom!
Depois disso ele saiu apressado do banheiro e disse para eu esperar uns 5 minutos para sair, depois desse tempo eu sai e fui para casa.
No dia seguinte na escola eu descobri que de fato o professor cumpriu com o trato e aumentou minha nota sendo assim, eu entrei logo de ferias, resumindo; valeu a pena aquela mamada!

Essa semana eu voltei das minhas ferias, reencontrei meu professor de História, e no termino de uma aula, todos os alunos saíram da sala para o recreio, ele pediu para eu esperar pois queria falar algo comigo, então ele foi breve. Deu uma sarrada bem gostosa em mim e disse "se você quiser, nem precisa estudar minha matéria nesse semestre, só fazer tudo direitinho que já passou de serie."

Acho que não vou estudar muito historia neste resto de ano kkk

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 1 votos)
Loading...