O dia em que eu não me saciava

Autor

Eu sou Alice de 16 anos e sou viciada em sirica, eu até já publiquei um conto aqui. Mas hoje eu vou contar o dia que eu tive mais tesão.
Quem me conhece sabe que eu tenho muito apetite por prazer e que desde nova eu me masturbava e foi assim até hoje. Um dia dos meus 14 anos de idade, eu estava em casa sozinha, porque meus pais saíram e só voltariam de madrugada. Aproveitando a situação, eu tirei o dia para me deliciar. Ao acordar, toquei muitas siricas até a fome ser mais forte que o desejo, porque, acreditem, mesmo despois de tocar umas 5 eu ainda estava muito excitada e com muita vontade. Parecia que quanto mais eu me masturbava, mais desejo eu tinha. Tomei meu café e fui tomar banho para ir pra aula, e claro que aproveitei para tocar 2 siricas no banho. Depois de pronta eu ainda estava excitada, o bico do meus peitos estavam muito duros, então decidi usar um casaco para não chamar atenção na escola. No caminho, eu sentia minha vagina formigar, como se eu tivesse que tocar uma naquele momento, era um sinal de que eu precisava me masturbar, mas como não podia tocar na rua, tentei aguentar até depois. Cheguei na escola me tremendo de tanta vontade que estava e fui deixar minhas coisas na sala, por sorte, ainda faltavam meia hora para começar a aula, então eu aproveitei para tocar algumas no banheiro. Lembro que a sensação de poder me deliciar depois de “tanto tempo" foi maravilhosa, eu acho que não aguentaria mais segurar. Infelizmente, o sinal alertou que a aula tinha começado e tive que parar minha diversão.
A aula estava pouco me importando, assim como os alunos, eu só queria sentir prazer. Então ficava no fundo me saciando. Na terceira aula, eu ainda não tinha parado de me masturbar desde o início da aula, quando eu percebi que um menino estava me olhando. Senti um pouco de vergonha, mas quando vi que ele estava de pau duro eu fiquei mais excitada ainda. Depois de algumas horas de aula me masturbando, senti uma mão pegar no meu peito (que é enorme). Dei um gemido baixo e vi que era aquele menino. Eu estava gostando das puxandinhas nos meus peitos, mas ele parou depois de alguns segundos. A aula terminou.
Estava voltando para casa morrendo de vontade de me masturbar mais (não entendia como tinha tanta vontade mesmo depois de me tocar tanto). Cheguei em casa e finalmente subi pro meu quarto para me deliciar por horas. Eu estava com tando desejo que me tremia toda e subir as escadas foi insuportável, tanto que não aguentei mais esperar e me masturbei na escada mesmo. Fiquei na metade das escadas, tirei minha calça e calcinha e enfiei meus dedos com força. Cara, aquilo foi gostoso pra caralho. Nem sei quanto tempo eu passei me masturbando na escada, mas sei que já era noite. Depois de gemer muito na escada, eu fui pro quarto terminar o serviço. Eu não conseguia parar, o desejo era incontrolavel. Cada sirica que eu tocava, mais vontade eu tinha. Eu desci para jantar e enquanto comia com a mão direita, me masturbava com a esquerda. No final do dia, minha vagina estava muito vermelha de tanto me masturbar.
Esse foi o dia que eu mais me masturbei, acho que deve ter sido mais de 20 siricas em um só dia. Eu tenho muita vontade mesmo, sou muito viciada em sentir prazer, mas ainda sou virgem. Já estou com vontade de tocar agora, então até.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 2 votos)
Loading...